fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Amazonas Energia tem prazo para devolver R$ 6,89 milhões à prefeitura

Decisão do juiz de direito Cezar Luiz Bandiera, da 5ª Vara da Fazenda Pública, do TJAM, manda a concessionária de energia devolver valor em 48 horas sob pena de multa.

6 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Caso não cumpra prazo, a Amazonas Energia pagará multa (Foto: Reprodução)

O juiz de direito Cezar Luiz Bandiera, titular da 5ª Vara da Fazenda Pública, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), deferiu na quinta-feira (4) pedido de tutela de urgência da Prefeitura de Manaus, contra a Amazonas Distribuidora de Energia pela retenção de R$ 6,89 milhões de receita da Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), a qual deveria ser destinada ao município.

A decisão do juízo do primeiro grau, a pedido da Procuradoria Geral do Município (PGM), determinou, ainda, que a concessionária proceda à transferência de R$ 6.896.993,75 para a conta do município prevista em contrato, no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil, limitada a 50 dias/multa. O magistrado determinou que a empresa se abstenha de fazer novas retenções das receitas da Cosip, devendo-se manter a transferência dos valores em todos os meses vindouros.

Prática abusiva

Na ação de cumprimento de cláusula contratual, com pedido de tutela de urgência, ajuizada pela PGM e subscrita pelo procurador do município, Thiago Calandrini de Oliveira dos Anjos, da Procuradoria Judicial Comum (PJC), foi sustentado que a verba de quase R$ 7 milhões, “diz respeito ao contrato 002/2018, firmado entre as partes para que a Amazonas Energia prestasse o serviço de faturamento, arrecadação e cobrança da Cosip, e que os débitos cobrados são oriundos da avença 21/2016, de modo que a retenção configura prática abusiva e sem amparo legal”.

Na decisão, o magistrado reconheceu que “o repasse mensal da arrecadação da Cosip para a prefeitura é uma obrigação da Amazonas Energia” e que “a retenção de quantia vultosa devida ao ente municipal a título de Cosip tem o condão de afetar as despesas relacionadas à iluminação pública, serviço essencial à população”.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Guedes minimiza exoneração de secretários e diz que saída é ‘natural’

Saída de quatro secretários da pasta aconteceu após manobra do governo federal para furar o teto de gastos e garantir o benefício de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

22 de outubro de 2021

Contas externas têm déficit de US$ 1,7 bilhão em setembro, diz Banco Central

Em 12 meses, o déficit em transações correntes é de US$ 20,702 bilhões, 1,3% do Produto Interno Bruto, ante o saldo negativo de US$ 19,349 bilhões em setembro de 2021.

22 de outubro de 2021

Voltz Motors iniciará operações no PIM em dezembro

Fabricante de motos elétricas pretende reduzir o volume de importação a partir do adensamento da cadeia produtiva local. A expansão conta com investimentos de R$54 milhões.

22 de outubro de 2021

Receita Federal abre consulta a lote residual de Imposto de Renda

De acordo com informações da Receita Federal, serão pagos R$ 448,5 milhões em créditos bancários para 292.752 contribuintes. O crédito será depositado no dia 29 de outubro.

22 de outubro de 2021

IBGE: saldo entre empresas abertas e fechadas volta a ser positivo em 2019

Após o país ter registrado saldo negativo em 2018, o movimento se inverteu em 2019, com a entrada no mercado de 947,3 mil empresas e o fechamento de 656,4 mil.

22 de outubro de 2021

Reajustes salariais em setembro ficam abaixo da inflação

Com alta de 8,5%, os reajustes médios obtidos nas negociações em setembro ficou 1,9 ponto percentual abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que subiu 10,4%.

22 de outubro de 2021

Mercado desaba após onda de demissões na equipe de Paulo Guedes

Dólar opera em alta e Bovespa em baixa acentuada na manhã desta sexta-feira, um dia após secretários pedirem demissão por desavenças com Paulo Guedes.

22 de outubro de 2021

Suframa e INPI querem impulsionar patentes na Amazônia Ocidental

Acordo entre Suframa e INPI pretende impulsionar cadeias produtivas e valorizar a produção existente na Amazônia Ocidental, a partir da certificação.

22 de outubro de 2021