fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Amazonas é protagonista de várias agendas na COP26

Eduardo Taveira, secretário de Meio Ambiente, destacou ao RealTime1 que o Amazonas sai da COP26 como protagonista e anunciou novidades; confira!

10 de novembro de 2021

Compartilhe

Eduardo Taveira (segundo em pé da esquerda para a direita) na COP26 (Foto: Reprodução/Instagram)

“O Amazonas sai bem fortalecido da COP26 [Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021] e protagonista de várias agendas discutidas durante o período de negociações na Conferência”. A afirmação é do secretário estadual de meio ambiente, Eduardo Taveira, em entrevista exibida pela TV RealTime1 nesta quarta-feira (10).

Do aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, onde aguardava pela conexão de um voo, Eduardo Taveira conversou com o RealTime1 sobre economia sustentável e o protagonismo do Amazonas no cenário mundial dos assuntos climáticos. O secretário destaca que 2022 será um ano muito positivo para a agenda de geração de renda a partir de serviços ambientais para o Estado do Amazonas.

De acordo com ele, a atual mudança climática no planeta tem muito haver com as escolhas que países ricos fizeram para desenvolver suas economias que, em geral, foram baseadas no uso de combustíveis fósseis mesmo depois da Revolução Industrial.

“As causas que nos levam a esse abismo que a gente vive hoje não foram geradas por países pobres. Por outro lado, nós temos sim a nossa responsabilidade uma vez que os países pobres em desenvolvimento [como o Brasil] têm um duplo desafio que é conservar recursos naturais e encontrar caminhos de crescimento econômico que não esgotem recursos naturais”, avalia o secretário de meio ambiente.

Eduardo Taveira destacou um encontro com a realeza britânica, em que representou o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). Representantes de todos os estados brasileiros tiveram uma reunião com o príncipe Charles.

O secretário destacou o apoio que o grupo teve do príncipe ao reinvidicar que cada floresta preservada deveria reverter positivamente nos indicadores de redução da pobreza local. “O príncipe concordou com esse ponto de vista e disse que esse é o caminho que as políticas ambientais deveriam seguir”, lembrou o secretário.

“Por isso que eu acho que há essa mudança no reconhecimento de que países ricos devem financiar países pobres, e países pobres devem assumir suas responsabilidades de aumentar a fiscalização, o controle e encontrar mecanismos para regularizar essas atuações. Isso é um ponto positivo da COP26. Vamos ver agora, nessa última semana das negociações, como isso se transforma num documento que possa nortear o cumprimento da agenda 21 estabelecida durante a COP21 em Paris, em 2015”, enfatizou Eduardo Taveira.

Mercado de Carbono

O membro do secretariado de Wilson Lima falou, também, sobre a situação do mercado de carbono e comparou o Brasil aos Estados Unidos da América (EUA).

“Enquanto os Estados Unidos conseguem vender a tonelada de carbono, florestal ou não, a valores bem acima de 20, 30 e até 40 dólares, a única transação que o Brasil conseguiu efetivar foi no Sul do Amazonas em valores no mercado voluntário de USD 5 dólares, e isso há quase dez anos”.

O secretário explicou ainda que é preciso avançar na legislação, segurança jurídica e mais salvaguardas para que esse mercado de carbono possa florescer, pois temos um estoque muito grande aqui no Amazonas que pode gerar até USD 9 bilhões, quantia suficiente para financiar um novo modelo econômico que, junto com o Polo Industrial pode gerar riquezas e mais floresta”, pontuou ele.

Parceria Alemã para fortalecer o desenvolvimento sustentável no Amazonas

O titular da Sema antecipou ao RealTime1 que, entre o final de novembro e o início de dezembro, o Amazonas estará recebendo o embaixador da Alemanha juntamente com outras figuras internacionais. Na agenda, estará a inauguração do novo prédio da Secretaria de Meio Ambiente e a entrega do prédio do Sistema de Monitoramento Integrado do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Durante esta visita, Eduardo espera o anúncio positivo de uma nova parceria, entre o estado do Amazonas e governo Alemão para fortalecer a agenda do desenvolvimento sustentável na nossa região.

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Inflação medida pelo IPC-S sobe para 1,08% em novembro, diz FGV

Alta da taxa de outubro para novembro foi puxada por apenas dois dos oito grupos de despesas que compõem o IPC-S. Inflação de transportes mais do que duplicou no período.

1 de dezembro de 2021

Carnaval e Covid: empresários temem perder mais vidas e não vendas

Empresários consideram que o possível cancelamento do carnaval poderá afetar o faturamento dos setores. Porém, destacam que o momento é de prevenção à saúde pública.

1 de dezembro de 2021

Garimpo no Madeira expõe falta de alternativas no interior, diz Sidney Leite

Segundo Sidney Leite, a cadeia produtiva da mineração beneficia a mais de 38 mil famílias que trabalham na calha do Madeira, principalmente nas proximidade de Humaitá.

30 de novembro de 2021

No Brasil, desemprego cai 1,6 ponto percentual e atinge 12,6%

Número de pessoas em busca de emprego no país recuou 9,3% e, com isso, chegou a 13,5 milhões. Os ocupados tiveram um crescimento de 4%, alcançando 93 milhões de pessoas.

30 de novembro de 2021

Produtor terá acesso a linhas de crédito especiais durante Expoagro

Ao menos cinco instituições financeiras vão participar da Exposição Agropecuária ofertando linhas de crédito em condições especiais para o produtor rural do Amazonas.

30 de novembro de 2021

Desemprego cai, mas informalidade ainda atinge 59% dos amazonenses

Taxa de desocupação do estado caiu 2,3 pontos percencetuais no 3º trimestre, passando de 15,8%, entre abril e junho, para 13,4% entre julho e setembro, segundo dados do IBGE.

30 de novembro de 2021

Sob expectativa do público, Havan não tem data de inauguração em Manaus

A empresa se restringiu em informar que a unidade da Havan será inaugurada em 2022 e que os planos foram afetados pela pandemia e por reflexos no setor de construção civil.

30 de novembro de 2021

Conhecimento é vital para a sobrevivência de empresas, diz especialista

O prof. Marcelo Miyashita, um dos mais reconhecidos profissionais de marketing do país, estará em Manaus ministrando dois cursos sobre Networking e Gestão de Atendimento.

30 de novembro de 2021