fbpx

quinta, 30 de junho de 2022

STF mantém multa para motoristas que recusem teste de bafômetro

A Corte se manifestou à favor das sanções aos motoristas que se recusem a fazer o teste de bafômetro e contra a comercialização das bebidas nas rodovias.

19 de maio de 2022

Compartilhe

Dez dos 11 ministros votaram à favor da decisão (Foto: Divulgação/Detran)

O STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria nesta quinta-feira (19) para considerar constitucional a imposição de sanções a motoristas que se recusem a fazer teste de bafômetro por autoridades de trânsito. Dez dos 11 ministros também já votaram a favor de manter o veto à venda de bebida alcoólica em rodovias federais.

Desde esta quarta-feira (18), o Supremo julgava em conjunto três ações que tratam dos temas. Uma delas é um recurso do Detran do Rio Grande do Sul contra decisão do Tribunal de Justiça do estado que anulou ato de infração de um motorista que se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Outras ações, uma delas da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), questionam uma norma que proíbe a comercialização das bebidas nas rodovias, sob o argumento de que havia tratamento diferenciado para esses estabelecimentos comerciais.

O relator das três ações é o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo, que se manifestou a favor das sanções aos motoristas que se recusem a fazer os testes e contra a comercialização das bebidas nas rodovias.

Em seu voto, Fux apontou que “caso o condutor alcoolizado possa se evadir do local de fiscalização sem realizar qualquer teste capaz de comprovar seu estado, a comprovação de seu estado de embriaguez restará impossibilitada”.

“A fim de se desincentivar essa conduta, é necessário que a recusa produza algum efeito. Caso contrário, a previsão normativa seria simplesmente inócua”, diz o voto do presidente do Supremo.

Texto: José Marques/FolhaPress

Leia Mais:



Leia mais Dia a Dia

Dados da Covid ficarão disponíveis no site da FVS-AM no período eleitoral

Em atenção à Lei Eleitoral nº 9.504/1997, está suspenso o envio de dados e textos, via Secretaria de Comunicação do Estado, a partir de 2 de julho até o final das eleições.

30 de junho de 2022

4ª dose da vacina contra Covid é liberada para público a partir dos 18 anos

A campanha de vacinação contra a Covid-19 ganha o reforço de mais 28 pontos e agora totaliza 81 locais para atender o público infantil e adulto.

30 de junho de 2022

Proibição de demarcação de terras agrava insegurança de indígenas

Casos de violência contra indígenas e ativistas, com relatos de assassinatos na Amazônia, foram relatados pelo CIMI em evento do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

30 de junho de 2022

Amazonas alerta sobre aumento de casos de Covid-19 no Amazonas

Em Manaus, o número de casos passou de 18 para 103 casos novos por dia. No interior, o aumento na média diária foi de 8 para 20 casos diários.

30 de junho de 2022

MP reúne com Sinetram e cobra solução para problemas da bilhetagem

Além do Sinetram e da Decon, foram ouvidos representantes do IMMU e da empresa Meson Amazônia, responsável pelo gerenciamento do software do sistema de bilhetagem eletrônica.

29 de junho de 2022

Defensoria lança cartilha contra violência LGBTIfóbica, neste sábado

Com a cartilha será possível aprender a diferenciar as mais variadas formas de violência a que o público é submetido diariamente, bem como aprender sobre onde buscar ajuda.

28 de junho de 2022

Governo inaugura maior PAC de Manaus para 7 mil atendimentos por Mês

Nova Unidade inaugurada por Wilson Lima no Studio 5 tem capacidade para atender mais de 7 mil pessoas por mês com serviços diversos do Estado, Prefeitura e outros órgãos.

28 de junho de 2022

Com dados escassos, estupros de LGBTQIA+ aumentam 88% em um ano

A ausência de dados também afeta a qualidade das informações na forma de distorções percentuais, pois muitos estados não têm uma rotina de monitoramento eficiente.

28 de junho de 2022