fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Número de motoristas alcoolizados dirigindo veículos em Manaus cai 20%

Dirigir sob o efeito de bebida alcoólica ou se recusar a fazer o teste do bafômetro são consideradas infrações de trânsito gravíssimas, passível de multa ou suspensão da CNH.

17 de janeiro de 2022

Compartilhe

(Foto: Divulgação/Detran-AM)

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) autuou, na Operação Lei Seca, 1.445 condutores por conduzirem veículos sob efeito de álcool em 2021. Houve uma diminuição de 20% nos casos em comparação com o ano anterior. Em 2020, foram 1.799 motoristas flagrados.

Além dos motoristas alcoolizados, a Operação Lei Seca também autuou os condutores que se recusaram a realizar o teste do bafômetro. Foram 592 casos em 2021 e 510 no ano anterior. Mesmo havendo um aumento nos casos de recusa, se somados os testes positivos de alcoolemia com as recusas, que também dão motivo a autuação em flagrante, os números da Lei Seca em 2021 foram 12% menores que em 2020.

Em 2021, as autuações da Lei Seca com base nos Artigos 145 (dirigir sob o efeito de bebida alcoólica) e 145-A (recusar-se a realizar o teste do bafômetro) somaram 2.037 infrações. No ano anterior foram registrados 2.319 casos. Ou seja: houve queda de 12% nesse tipo de autuação em Manaus.

Dirigir sob o efeito de bebida alcoólica (Art. 145) ou se recusar a fazer o teste do bafômetro (Art. 145-A) são consideradas infrações de trânsito gravíssimas. A penalidade vai de multa no valor de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses. A autuação também implica retenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do veículo, caso não apareça nenhum condutor habilitado para levá-lo do local. O limite de tolerância de álcool encontrado no organismo é zero.

Remoção

Nas operações realizadas em 2021, foram removidos 1.480 veículos ao parqueamento do Detran-AM por diversas irregularidades. A maioria dessas remoções ocorreu devido ao licenciamento do veículo em atraso e não pelo flagrante de alcoolemia.

Inclusive, conduzir o veículo com licenciamento em atraso foi a infração mais cometida nos últimos dois anos no Amazonas. E, diferentemente do que tem sido propagado em notícias falsas, a Lei nº 14.229/2021, sancionada pelo Governo Federal, não impede que o veículo com licenciamento atrasado seja removido ao parqueamento, conforme o disposto no parágrafo 9º-B, incluído no artigo 271 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) por aquela norma, no dia 21 de outubro de 2021.

A não remoção de veículo com o licenciamento em atraso no Amazonas só se aplica aos casos em que o proprietário quitar o débito direto na blitz, por meio do pagamento via cartão de crédito.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Agência do AM e Prefeitura de Parintins debatem sobre atracação de barcos

Agência Reguladora do Governo consultou a prefeitura de Parintins e outros órgãos para ordenar o fluxo de passageiros no Festival Folclórico.

26 de maio de 2022

Amazonas apresenta projetos ambientais para embaixador da Irlanda

Governo do Amazonas busca parceria com o projeto "Irlanda Global" para conseguir financiamentos a projetos ambientais em execução.

26 de maio de 2022

Crianças de comunidades ribeirinhas assistirão ópera no Teatro Amazonas

Crianças da comuniade do Livramento vão assistir no Teatro Amazonas o espetáculo “Onheama”, em mais uma iniciativa de inclusão cultural do Estado.

26 de maio de 2022

Fundação Cecon ganha novos equipamentos e amplia oferta de exames

Com a entrega dos equipamentos feita pelo Governo do Amazonas, a estimativa é que, mensalmente, sejam realizados na Fundação Cecon 1,5 mil tomografias e 800 exames raio-X.

26 de maio de 2022

Ações do ‘Governo Presente’ chegam ao bairro Cidade Nova pela 5ª vez

Programação tem início às 8h e encerra às 14h, neste sábado (28), no Ceti João dos Santos Braga. Mais de 20 mil atendimentos já foram realizados em edições anteriores.

26 de maio de 2022

Cheia deixa 40 cidades em situação de emergência no Amazonas

Em 2022, 58 dos 62 municípios do Amazonas enfrentam os danos causados pela enchente. efeitos mais severos ocorreram nas cidades de Careiro da Várzea e Anamã.

26 de maio de 2022

Serviços do TJAM são transferidos para home office após tremor em prédio

Por precaução, a equipe da Secretaria de Infraestrutura do TJAM foi acionada para avaliações pertinentes, juntamente com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros.

26 de maio de 2022

Amazonas confirma primeiro caso de sarampo em criança de Manacapuru

Criança de 1 ano de idade, moradora de Manacapuru – que não tem histórico de tomar a tríplice vacina – contraiu o sarampo e está sendo acompanhada pela FVS.

26 de maio de 2022