fbpx

sábado, 22 de janeiro de 2022

Prosamin+ refloresta áreas degradas e amplia espaço verde nos locais

Dos 445.596,31m² abrangidos pelo novo programa, 39% serão para reflorestamento e paisagismo. De acordo com o projeto, serão plantadas 10.362 mudas.

10 de janeiro de 2022

Compartilhe

Os espaços verdes serão uma das marcas do projeto Prosamin +(Foto: Tiago Corrêa/UGPE)

O Governo do Amazonas vai priorizar o reflorestamento de áreas degradadas e ampliar o espaço verde, no novo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e Interior (Prosamin+). A nova etapa do programa, que já tem financiamento de US$ 80 milhões aprovados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e US$ 30 milhões de contrapartida do Estado, terá pelo menos 172 mil metros quadrados de área reflorestada e de paisagismo, utilizando espécies nativas da região.

De acordo com o coordenador da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), engenheiro civil Marcellus Campêlo, isso representa cerca de 39% da área total de 445.596,31 m² que abrange todo o envoltório de obras de intervenção urbanística ao longo do Igarapé do 40, entre a avenida Rodrigo Otávio, na área conhecida como Manaus 2000, no bairro Japiim, zona sul, e a comunidade da Sharp, no bairro Armando Mendes, na zona leste.

De acordo com o projeto, serão plantadas 10.362 mudas no reflorestamento e 2 mil no paisagismo feito ao longo dessas intervenções. Os espaços verdes serão uma das marcas do projeto, mas o Prosamin+ compreenderá ainda a canalização do igarapé, obras viárias, sistema de coleta e tratamento de esgoto, drenagem urbana, ciclovias, construção de conjuntos habitacionais, de parques e praças, de quadras poliesportivas, de equipamentos públicos e pontos comerciais, além do reassentamento de 2.580 famílias que moram em áreas sob risco de alagação e desabamento.

Marcellus Campêlo explica que o reflorestamento urbano é um dos diferenciais inseridos no novo projeto. Nas etapas anteriores, diz ele, o plantio de árvores estava reservado à parte paisagística e nas áreas trabalhadas era feita a criação de solo para dar local às obras como parques urbanos, conjuntos residenciais, praças, entre outros equipamentos públicos.

Desenvolvimento sustentável

O subcoordenador ambiental da UGPE, engenheiro florestal Otacílio Cardoso Júnior, afirma que o novo Prosamin+ está mais conectado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) na questão ambiental.

O reflorestamento, segundo ele, traz inúmeros benefícios, como a diminuição de gás carbônico (CO2) na atmosfera, atuando contra o aquecimento global, melhora o microclima local, cria ambiente favorável à fauna local, melhora a permeabilidade do solo, evitando erosões, e contribui, de uma forma geral, com a melhoria da qualidade de vida no entorno. “Além disso, a gente envolve a comunidade com o verde e as questões ambientais”, destaca.

O reflorestamento se distribuirá em duas áreas de intervenção do Prosamin+. A primeira delas, na comunidade da Sharp, é maior, medindo 318.511,75 m². Nesse local, a área de reflorestamento será de 100.891,19 m², o equivalente a 31,68% da obra, onde serão plantadas 9.277 mudas de árvores nativas e serão feitos 33.955,80 m² de paisagismo com a plantação de 1.162 mudas.

A segunda área na região da Manaus 2000, tem 127.084,56 m², onde serão reflorestados 9.413,56 m² (7,41% da área), com 1.085 plantas de espécies nativas. Além disso, serão feitos 28.404,75 m² de paisagismo, com a plantação de 807 mudas.

Corredor verde

A ideia, conforme o projeto, é criar uma conectividade com fragmentos de florestas existentes, um deles a área de Proteção Ambiental (APA) Manaós, pertencente à Universidade Federal do Amazonas (Ufam), considerada o terceiro maior fragmento de área verde urbana do mundo.

“Essa conectividade propicia melhoria do clima, beneficia a vida silvestre local e contribui para melhorar a qualidade de vida na região”, explica Otacílio Junior.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Código de Trânsito Brasileiro completa 24 anos neste sábado

Código de Trânsito completa 24 anos neste sábado (22), com mudanças introduzidas por meio da Lei 14.229 de outubro de 2021, e que começarão a valer a partir de abril.

22 de janeiro de 2022

Veterinário orienta donos sobre cuidados com pets no ‘inverno amazônico’

Assim como os humanos, os pets também precisam de cuidados especiais para passar pela temporada de aumento das chuvas e umidade relativa do ar de forma saudável.

22 de janeiro de 2022

Governo suspende atendimento presencial na sede do Sine AM

Medida entra em vigor na próxima segunda-feira (24), e vai até a sexta-feira (29). Decisão é é para resguardar a saúde dos servidores e das pessoas que frequentam o local.

22 de janeiro de 2022

Pontos de vacinação de Manaus terão atendimentos neste sábado

Campanha atende ao público de 12 anos e mais em oito pontos. Em todos estarão disponíveis a primeira, segunda e terceira doses, e a quarta dose para imunosuprimidos.

22 de janeiro de 2022

ONG oferece atendimento psicológico gratuito para a população no AM

ONG realiza a partir desta segunda-feira (24) atendimento psicológico gratuito para todas as pessoas, crianças e deficientes auditivos em Manaus e cidades do interior do AM.

22 de janeiro de 2022

Iranduba ganha dois centros de testagem de Covid-19 a partir deste sábado

Os centros serão instalados na UBS Dr. Lourenço Borghi, localizada na travessa Juruá, no Centro do município, e na UBS Vitória Paz, localizada no distrito de Cacau Pirêra.

21 de janeiro de 2022

De 57 mil testes realizados em Manaus, quase 30 mil detectaram Covid-19

Os dados correspondem ao período de 3 a 20 de janeiro de exames de covid realizados nos centros de testagem do Studio 5 e do Vasco Vasques.

21 de janeiro de 2022

Nível do rio Negro volta a baixar pelo segundo dia seguido, em Manaus

Em 2022, o rio Negro baixou seis centímetros nas últimas 48 horas. A primeira vez que o nível do rio Negro baixou em 2021, no ano da cheia recorde, foi no dia 16 de de junho.

21 de janeiro de 2022