fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Manaus e mais de cem cidades deram R$ 2,8 bi para empresas de ônibus

Manaus é citada pelo Idec como uma das 122 empresas que deram subsídios ao transporte público na pandemia e uma das 46 que não informaram valores ou contrapartidas do setor.

19 de janeiro de 2022

Compartilhe

Conforme o Idec, apesar do subsídio, empresas de ônibus querem reajustar tarifa, o que é injustificável (Foto: Divulgação/Idec)

Auxílio financeiro pago pelas prefeituras a empresas de ônibus na pandemia de Covid-19 pode ultrapassar R$ 2,8 bilhões, sem transparência de como foram feitos esses repasses. É o que aponta um estudo da ONG Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), lançado nesta semana, sobre as cidades que pagaram subsídio a empresas de transporte público para o serviço não parar durante a pandemia da Covid-19. Ao todo foram 122 municípios, incluindo Manaus, citada como uma 46 das cidades que concedeu subsídio sem informar valores e contrapartidas.

Na visão do Instituto, os dados expõem uma crise generalizada, de âmbito nacional, e a necessidade de um plano federal para enfrentar o problema. De acordo com o relatório do Idec, a crise no transporte coletivo, com perda de passageiros e encarecimento do serviço, já vinha de anos antes, mas teve como agravante o isolamento social, necessário para conter a pandemia da Covid-19. “Com a queda brusca no número de passageiros pagando a passagem, houve um déficit muito grande, mostrando que o atual padrão de contratação das empresas está esgotado”, analisam os pesquisadores no documento.

Para garantir a continuidade dos serviços, as prefeituras que puderam, socorreram financeiramente as empresas. Até então, poucas concessões do serviço, como as de São Paulo, Curitiba e Distrito Federal previam o subsídio. “Temos uma crise grave e o subsídio pode mitigar seu impacto. Mas o poder público não pode se preocupar somente em resolver a situação financeira das empresas. É preciso garantir a qualidade e a fiscalização do serviço”, explica Rafael Calabria, coordenador do Programa de Mobilidade do Idec.

Para garantir a continuidade dos serviços, as prefeituras que puderam, socorreram financeiramente as empresas. Até então, poucas concessões do serviço, como as de São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Distrito Federal previam o subsídio. “Temos uma crise grave e o subsídio pode mitigar seu impacto. Mas o poder público não pode se preocupar somente em resolver a situação financeira das empresas. É preciso garantir a qualidade e a fiscalização do serviço”, explica Rafael Calabria, coordenador do Programa de Mobilidade do Idec.

Ainda segundo o estudo, as cidades pagaram o subsídio de forma bastante diversa. Em muitos casos isso ocorreu sem a exigência de contrapartidas das empresas concessionárias e sem transparência sobre os valores e condições do contrato. 

Com o aumento da inflação e do combustível, muitas empresas de ônibus, que receberam subsídio, estão exigindo o aumento da tarifa paga pelo passageiro. Na visão do Idec, essa é uma demanda injustificável, pois o auxílio financeiro foi dado pelas prefeituras justamente com o objetivo de equilibrar as contas da empresa.

Texto Emerson Medina com Assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Escolas estaduais no AM têm 840 projetos aprovados no Ciência na Escola

A lista com os selecionados foi publicada nesta sexta-feira (27). O programa visa apoiar a participação de professores e estudantes e despertar a vocação científica.

27 de maio de 2022

Inédito: advogados vão poder entrar nos presídios com peças processuais

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária chegaram a um consenso histórico, após uma audiência pública.

27 de maio de 2022

Trânsito será alterado para ‘Marcha para Jesus’ amanhã; veja o que muda

O IMMU interditará algumas vias antes, durante e depois do evento, para garantir a segurança viária dos participantes. Com isso, trânsito sofrerá mudanças a partir das 12h.

27 de maio de 2022

Agência do AM e Prefeitura de Parintins debatem sobre atracação de barcos

Agência Reguladora do Governo consultou a prefeitura de Parintins e outros órgãos para ordenar o fluxo de passageiros no Festival Folclórico.

26 de maio de 2022

Amazonas apresenta projetos ambientais para embaixador da Irlanda

Governo do Amazonas busca parceria com o projeto "Irlanda Global" para conseguir financiamentos a projetos ambientais em execução.

26 de maio de 2022

Crianças de comunidades ribeirinhas assistirão ópera no Teatro Amazonas

Crianças da comuniade do Livramento vão assistir no Teatro Amazonas o espetáculo “Onheama”, em mais uma iniciativa de inclusão cultural do Estado.

26 de maio de 2022

Fundação Cecon ganha novos equipamentos e amplia oferta de exames

Com a entrega dos equipamentos feita pelo Governo do Amazonas, a estimativa é que, mensalmente, sejam realizados na Fundação Cecon 1,5 mil tomografias e 800 exames raio-X.

26 de maio de 2022

Ações do ‘Governo Presente’ chegam ao bairro Cidade Nova pela 5ª vez

Programação tem início às 8h e encerra às 14h, neste sábado (28), no Ceti João dos Santos Braga. Mais de 20 mil atendimentos já foram realizados em edições anteriores.

26 de maio de 2022