fbpx

sábado, 13 de agosto de 2022

Equipe de robótica do SESI representa o AM em competição nacional

Equipe Team ProdiXy, da Escola SESI Emina Barbosa, será a única representante do Estado a participar da etapa nacional do Torneio de Robótica, nos dias 5 a 7 de agosto no RJ.

2 de agosto de 2022

Compartilhe

Competição desafia alunos do ensino médio a construírem e programarem um robô para competir em um jogo de arena (Foto: Divulgação)

A equipe Team ProdiXy, da Escola SESI Emina Barbosa, será a única representante do Amazonas a participar da etapa nacional do Torneio de Robótica, na categoria First Robotics Competition (FRC), nos dias 5 a 7 de agosto no Pier Mauá – Rio de Janeiro. 

A competição desafia alunos do ensino médio a construírem e programarem um robô de até 54 quilos e 1,5 metro de altura para competir em um jogo de arena, assim como, incentiva a desenvolverem uma marca, levantarem fundos e realizarem ações com a comunidade local.

De acordo com o técnico do time, Glauco Soprano, a equipe composta por 13 adolescentes, dos 15 aos 17 anos, tem se dedicado quase integralmente ao projeto que vai receber 28 equipes de todo o território nacional. Os alunos cumpriram o desafio de desenvolver o robô, graças ao apoio da Escola Senai Waldemiro Lustoza, que disponibilizou o espaço, equipamentos e orientações técnicas.

“Percebemos que a ajuda do SENAI tem sido imprescindível, visto a expertise que os professores têm, além dos equipamentos. Precisávamos planejar as peças e usinar, isso não seria possível sem eles”, afirmou o técnico.

O estudante do 2º ano do ensino médio e um dos responsáveis pela engenharia na equipe Team ProdiXy, Rogério Almeida, observa que o amplo conhecimento técnico exigido nessa nova categoria tem sido o maior desafio para o time.

O competidor também explicou as ações que o robô deve realizar durante o torneio: coletar e lançar bolas (semelhantes às de basquete) e escalar um hangar, tudo em um tempo limite de dois minutos e meio.

Mas nem tudo na robótica é sobre robôs, Emily Brito, de 16 anos, por exemplo, é responsável pelo setor financeiro da equipe e afirma que todos na Team ProdiXy são divididos em áreas semelhantes a uma empresa.

“Essa divisão é para nos incentivar ao empreendedorismo, afinal, precisamos manter a equipe de uma maneira autossuficiente e os nossos meios são através de vendas e patrocínios”, afirma a aluna que possui a função de separar os orçamentos e ir em busca de meios financeiros para a equipe nunca chegar ao vermelho, por meio de uma série de ações em conjunto.

Horta hidropônica para sustentabilidade

A equipe cultiva uma horta de alface hidropônica, um sistema de plantação que não possui a necessidade de terra (solo) para o crescimento do cultivo, pois as plantas ficam em contato direto com a água ou com ar úmido, que possui os aditivos dos nutrientes necessários para que se desenvolvam.

“Criamos a horta para atingir três objetivos: o principal seria o financeiro, com a venda, outro seria para atingir os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e o terceiro é beneficiar a comunidade ao redor da nossa escola”, comentou Sara Ventura, do 3º ano do ensino médio, uma das responsáveis pelo marketing e ações sociais da equipe.

A ideia dos alunos é trazer uma opção mais sustentável e mais barata. De acordo com Sara, são realizadas parcerias com os produtores locais para venda em lanchonetes, tudo com o objetivo de fomentar o desenvolvimento econômico da cidade e promover o sustento da equipe.

Outras ações da Team ProdiXy

Engajados de diversas formas, os alunos envolvidos no torneio também colocam em prática o projeto “Biblioteca sem fronteiras”, com a entrega de uma estante de livros, recolhidos por meio de doações, para uma comunidade ou uma escola carente, de maneira a incentivar a educação. Também realizam as chamadas “Oficinas Maker” com mini palestras, normalmente voltadas para crianças, para demonstrar por meio de diversas dinâmicas que a robótica não está só ligada a tecnologia, mas ao ato de colocar a mão na massa e fazer a diferença.

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Daniel Meirelles Pereira toma posse como novo diretor da Anvisa

Até a última quinta-feira (11), Fernandes Pereira ocupava o cargo de secretário-executivo do Ministério da Saúde. Por lei, os mandatos na Anvisa têm duração de cinco anos.

12 de agosto de 2022

Pavimentação da BR-319 tem risco de mais grilagem, apontam documentos

É grande o risco da pavimentação da BR-319 atrair mais grileiros para a região, segundo documentos do Ibama e do material para relatório do EIA/Rima.

11 de agosto de 2022

WhatsApp passa a permitir apagar mensagens após dois dias

A mudança antecipou um pacote de novidades divulgado nesta terça-feira (9) na rede social. Ainda este mês será possível esconder o status online.

10 de agosto de 2022

Obras do Complexo Viário dos anéis Sul e Leste seguem em ritmo acelerado

Para quem mora no entorno das obras dos Aneis Viários Sul e Leste, o projeto representa mais dignidade e progresso para a população e para a cidade de Manaus.

9 de agosto de 2022

Pacote de obras na área da segurança pública no AM chega a R$ 150 milhões

De 2019 a 2022, os recursos para reformas e reparos nas unidades policiais somam cerca de R$ 10 milhões. As obras incluem pintura, troca de fechaduras, parte elétrica, etc.

9 de agosto de 2022

Lei estadual garante visita gratuita a museus e prédios históricos do AM

A gratuidade, segundo a lei, não precisará ser concedida em dias que recaiam sobre feriados nacionais, estaduais ou municipais, ou ainda em ponto facultativo.

9 de agosto de 2022

Festejo de Santo Antônio de Borba agora é Patrimônio Cultural do AM

Festejo de Borba, realizado em junho, movimenta a economia da cidade e teve início em 1756 com eventos organizados por padres jesuítas no interior do Amazonas.

9 de agosto de 2022

Lei Aldir Blanc pode salvar Cultura com a Rouanet desmontada

Lei Aldir Blanc 2 pode recuperar vácuo da Lei Rouanet que foi paralisada no Governo Bolsonaro e democratizar mais o acesso aos recursos pelos trabalhadores da Cultura.

8 de agosto de 2022