fbpx

quinta, 26 de maio de 2022

Desapropriação das áreas do Prosamin+ ao longo do Igarapé do 40 é autorizada

O Prosamin+ abrangerá 340 mil m² ao longo do Igarapé do 40, do Japiim até a comunidade da Sharp, no bairro Armando Mendes; e vai refloresta áreas degradas.

25 de janeiro de 2022

Compartilhe

(Foto: Tiago Correa/UGPE)

O Governo do Amazonas publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) decreto referente ao processo de desapropriação e reassentamento na área de abrangência do novo Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+). O Decreto N.º 45.115, de 19 de janeiro de 2022, declara de utilidade pública e interesse social, para fins de desapropriação, áreas urbanas específicas da cidade de Manaus, denominada de “Manaus I”, com vistas à implementação de ações de intervenção do Prosamin.

O novo Prosamin+ abrangerá 340 mil m² ao longo do Igarapé do 40, entre as zonas sul e leste de Manaus, no trecho que vai da área conhecida como Manaus 2000, na avenida Rodrigo Otávio, no Japiim, até a Comunidade da Sharp, no bairro Armando Mendes. No local, serão executadas obras de requalificação urbanística, dentre as quais o revestimento do canal do igarapé com a recomposição da vegetação, saneamento básico com coleta e tratamento de esgoto e água tratada, drenagem urbana, construção de habitações e o reassentamento de famílias que moram na área.

Conforme explica o coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), engenheiro civil Marcellus Campêlo, o novo decreto é referente ao processo de desapropriação e reassentamento de aproximadamente 2.580 famílias da área de abrangência do Prosamin+.

“Cada ação exige um decreto específico. No mês de dezembro, foi publicado o decreto que declarava a área de interesse público para a realização das ações socioambientais e de requalificação urbanística, ou seja, garantindo a realização das obras no local. Já o novo decreto torna área de interesse público para a desapropriação, ou seja, é o instrumento que vai permitir que o estado desaproprie os imóveis e reassente aquelas famílias das áreas de risco de alagação ou que estão na área de intervenção das obras”, explicou o coordenador.

“Ficam declaradas de utilidade pública e interesse social, para fins de desapropriação as acessões, benfeitorias e eventuais terras de propriedade privada, localizadas nas Zonas Leste e Sul da Cidade de Manaus, em trechos específicos dos bairros Armando Mendes, Coroado, Zumbi dos Palmares, Japiim e Distrito Industrial, concentradas no Igarapé do Quarenta, pertencentes à Bacia Hidrográfica do Educandos, conforme Memorial Descritivo das Áreas Urbanas de Intervenção e Poligonal contido no Anexo Único, que passa a integrar o presente Decreto para todos os efeitos legais”, diz o decreto em seu Art. 1.º

Ainda conforme o decreto, fica a Superintendência Estadual de Habitação do Amazonas (Suhab), com auxílio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), autorizada “a promover a desapropriação de que trata este Decreto, assim como a realizar todas as ações atinentes à implantação do projeto, à conta dos recursos oriundos de contrato de empréstimo, a ser firmado entre o Estado do Amazonas e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que serão repassados ao Fundo Estadual de Habitação (FEH) por meio da UGPE, órgão executor do Programa”.

Em outro trecho, o decreto afirma que “fica a expropriante autorizada a invocar urgência, para fins de imissão na posse das acessões, benfeitorias e eventuais terras de propriedade privada inseridas nas áreas descritas no anexo deste Decreto.

Imóveis identificados

Desde 2020, a UGPE trabalha na área e já identificou todos os imóveis e as famílias que precisarão sair das obras. Há cerca de dois meses, está entregando os certificados dos imóveis que receberam o selo do Prosamin+ para iniciar o processo administrativo junto à Suhab.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Cheia deixa 40 cidades em situação de emergência no Amazonas

Em 2022, 58 dos 62 municípios do Amazonas enfrentam os danos causados pela enchente. efeitos mais severos ocorreram nas cidades de Careiro da Várzea e Anamã.

26 de maio de 2022

Serviços do TJAM são transferidos para home office após tremor em prédio

Por precaução, a equipe da Secretaria de Infraestrutura do TJAM foi acionada para avaliações pertinentes, juntamente com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros.

26 de maio de 2022

Amazonas confirma primeiro caso de sarampo em criança de Manacapuru

Criança de 1 ano de idade, moradora de Manacapuru – que não tem histórico de tomar a tríplice vacina – contraiu o sarampo e está sendo acompanhada pela FVS.

26 de maio de 2022

Animação reforça campanha de combate ao abuso sexual infantil virtual

A animação traz mensagens sobre o acesso precoce à tecnologia, cuidado com o compartilhamento de imagens e informações pessoais, grooming e outros.

26 de maio de 2022

Projeto para estimular estudos epidemiológicos é debatido em Manaus

Amazonas tem a maior taxa de incidência de tuberculose do país com 64,8 casos por 100 mil habitantes em 2020, segundo dados do Ministério da Saúde.

26 de maio de 2022

OAB-AM e Seap realizam audiência pública nesta quinta-feira em Manaus

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas e a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) irão tratar sobre as solicitações dos advogados criminalistas.

26 de maio de 2022

Vacinação estagnada pode resultar em uma nova ‘onda’ de Covid-19

Para o titular da Saúde do Amazonas, as pessoas estão "relaxadas". Ele pede que as pessoas fiquem em alerta e se previnam o quanto antes para evitar um novo surto da doença.

25 de maio de 2022

Norma que proibia prisão disciplinar de policiais e bombeiros é derrubada

O ministro do STF, Ricardo Lewandowski, disse que militares estaduais e distritais devem responder disciplinarmente a governadores e não ao Executivo Federal.

25 de maio de 2022