fbpx

sábado, 24 de julho de 2021

Centro Histórico estreará ‘Calçadas Mais Ativas’ no próximo semestre

Projeto da Prefeitura busca melhorar a mobilidade nestes espaços e incluirá piso tátil, semáforos sonoros e, ainda, readequará as calçadas para usuários de cadeiras de rodas.

29 de junho de 2021

Compartilhe

Projeto será contemplado no programa 'Nosso Centro', que tem 38 ações programadas para esta gestão (Foto: Divulgação)

Com mais de 15,8 mil vias, entre ruas, avenidas, becos e travessas, e um passivo de décadas de deterioração dos logradouros, a Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), vai lançar, no próximo semestre, o programa de requalificação de espaços públicos “Calçadas Mais Ativas”.

A ação integrará o projeto “Nosso Centro”, tendo como primeiro ponto de ação o Centro Histórico da cidade.

Estão previstas ações de melhoria da mobilidade nas calçadas e espaços públicos, com implantação de piso tátil; semáforos sonoros e numéricos para pedestres; e readequação de calçadas para cadeirantes. O “Nosso Centro” integra o programa de crescimento econômico e social “Mais Manaus”, lançado pelo prefeito David Almeida, e tem 38 ações programadas para os próximos quatro anos de gestão.

Requalificação

As intervenções vão envolver requalificação de vias e passeios, iluminação pública, sinalização, mobiliários urbanos e paisagismo. Inicialmente, o foco serão os principais trechos comerciais, com maior movimento de pedestres, prevendo intervenções que incentivem o conceito de “caminhabilidade” (do inglês, walkability).

“Manaus tem um passivo de décadas de descaso referente às calçadas ou à qualidade dos logradouros públicos. Nossa intenção é incentivar a caminhabilidade, mas para isso é necessário se dar infraestrutura necessária às calçadas. Assim como as vias devem ser bem pavimentadas, sinalizadas, iluminadas, o que incentiva a maior circulação de carros, para termos uma cidade mais humana e mais inclusiva é necessário que se tenha um trabalho de requalificação desses espaços públicos”, explica o diretor de Planejamento Urbano do Implurb, arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro.

Comissão

Os trabalhos são concentrados na Comissão Técnica para Implementação e Revitalização do Centro Histórico de Manaus, criada pelo decreto 5.034, que atua na definição de pontos de intervenção para o plano. O “Nosso Centro” tem três grandes eixos: “Mais Vida”, “Mais Negócios” e “Mais História”.

A comissão tem coordenação do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), contando com diretores, gestores e técnicos com expertise no tema, da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). Nesta ação, o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) também fará atuação.

Tecido urbano

As calçadas são espaços públicos, mas muitas vezes ocupadas e apropriadas por proprietários de lotes, que constroem diversas barreiras arquitetônicas, desde rampas, pinos no chão, até floreiras, lixeiras e portões de garagem que atrapalham quem queira circular e caminhar.

“Segundo dados do PlanMob temos mais de 600 quilômetros de calçadas, mas apenas 120 seriam adequados em termos de largura de passeio, regularidade de nível e tipo de piso utilizado, especialmente para Pessoas com Deficiência e Pessoas com Mobilidade Reduzida, como idosos, grávidas, mulheres com carrinhos de bebê”, contabiliza o arquiteto.

Plano Diretor

As calçadas, passeios e logradouros públicos, pelo Plano Diretor, devem ser mantidos em bom estado pelo proprietário do lote, de forma a permitir, com acessibilidade, o trânsito de pedestres e cadeirantes. O artigo 36 do Código de Postura, parágrafo único, informa que “cabe ao proprietário realizar as obras necessárias ao calçamento e conservação do passeio” correspondente ao imóvel.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Hortaliças cultivadas no sistema prisional são doadas a instituições

Os produtos orgânicos são cultivados na horta do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 e foram doados a instituições de acolhimento.

23 de julho de 2021

Fiscalização do combustível de veículos da Semed em Humaitá é redobrada

A partir de agora, toda tentativa de abastecimento ilegal deve ser comunicada aos órgãos de controle, a fim de evitar fornecimento em desacordo com o solicitado.

23 de julho de 2021

Cadastro do Auxílio Estadual para trabalhadores da cultura é reaberto

O novo prazo foi determinado em decreto, que também simplifica as regras para o acesso. O valor do benefício é de R$ 600.

23 de julho de 2021

Negligenciada por Arthur, cratera na avenida Brasil será reparada

Segundo o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, o problema na via é antigo e foi negligenciado pela última administração, prejudicando uma faixa da pista.

23 de julho de 2021

Prefeitura e gestores tratam sobre a volta das aulas 100% presenciais

A meta da Prefeitura de Manaus é que os alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental voltem a ter aulas 100% presenciais ainda este ano.

23 de julho de 2021

UBS Luiz Montenegro é entregue em novo endereço no bairro Planalto

Conforme a Prefeitura de Manaus, o endereço original da UBS é no bairro Lírio do Vale, mas o imóvel onde funcionava a unidade de saúde enfrenta problemas estruturais.

23 de julho de 2021

MPF-AM recomenda que 30% da merenda escolar saia da agricultura familiar

O MPF estabelece prazo de 15 dias, contados a partir do recebimento do documento, para prestação das informações sobre as medidas recomendadas.

23 de julho de 2021

UEA ganha prêmio internacional por balsa com recursos anti-Covid

Projeto 'Arapaima Gigas', desenvolvido pelo grupo de estudantes, teria capacidade para levar 300 pessoas de Manaus a Tefé, num percurso de 20 horas.

22 de julho de 2021