domingo, 14 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Cigás investe em projeto Anel Norte-Leste para ampliar oferta de gás natural

Obra possibilitará ampliação da rede de distribuição de gás natural para a zona Leste de Manaus; segundo a Cigás, é o maior empreendimento previsto em seu plano de negócios.
COMPARTILHE
Cigás

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) implantará o projeto Anel Norte-Leste de expansão da Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN). Trata-se do maior empreendimento previsto no plano de negócios da Companhia para o período de 2021 a 2025. Até lá, a concessionária investirá mais R$ 200 milhões na infraestrutura de distribuição de gás natural no Amazonas.

O projeto, que foi aprovado no Conselho de Administração da Companhia e recentemente, apresentado em reunião do Conselho Estadual de Regulação e Controle dos Serviços Públicos (Cercon), compreende a construção de uma rede interligando os sistemas Aparecida (que inicia no bairro Aparecida e segue até as rodovias BR-174 e AM-010) e Mauá (que inicia no bairro do Mauazinho e abastece todo o Distrito Industrial), construídos pela empresa.

A construção do Anel Norte-Leste propiciará o atendimento com gás natural (GN) a um importante número de unidades consumidoras, conectando bairros das zonas norte e leste. De acordo com o diretor técnico comercial da Companhia, Clovis Correia Junior, a Cigás tem um plano arrojado de expansão da rede de distribuição de gás natural e o projeto do Anel Norte-Leste de interligação dos sistemas é estratégico, pois propiciará que o gás natural chegue para uma parcela significativa da população.

Além disso, conferirá maior segurança operacional, na medida em que estabelecerá a ligação entre subsistemas atendidos por dois pontos diferentes, possibilitando flexibilidade operacional de atendimento de toda a rede por um desses subsistemas. “Com ele (Anel Norte-Leste), teremos maior flexibilidade operacional, com a possibilidade de um sistema realizar a alimentação do outro em caso de necessidades específicas”, frisou o diretor.

Uma empresa foi contratada por meio de processo licitatório para o desenvolvimento do projeto executivo. A estrutura será formada por aço carbono, com diâmetro estimado de 18 polegadas e terá aproximadamente 22 quilômetros de extensão.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Em termos de infraestrutura, de janeiro a agosto de 2021, a Companhia implantou mais 27 quilômetros em sua rede de distribuição, totalizando mais de 175 quilômetros de extensão. No mesmo período, foram investidos R$ 20,8 milhões, que, somados aos valores já empregados na rede de distribuição da Companhia, desde o início de sua operação, totalizam R$ 611 milhões, em valores atualizados. Em 2025, a rede de distribuição deverá alcançar 310 quilômetros de extensão.

O presidente do Cercon e diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam), João Rufino Júnior, destacou os investimentos da Companhia e o grau elevado de tecnologia utilizada pela Cigás.

“Quando se conhecem outras companhias, é parâmetro de avaliação, e essa comparação demonstra que a Cigás é uma companhia altamente desenvolvida nos aspectos operacionais, no controle de qualidade de seus serviços, e a tecnologia envolvida em seus processos é muito avançada e com grau de qualidade bastante elevado”, frisou. O Conselho Estadual de Regulação e Controle dos Serviços Públicos é um órgão colegiado, de caráter deliberativo e recursivo.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

COMPARTILHE