quarta-feira, 17 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Aliança de Lula repete na Câmara desempenho de sua 1ª eleição, em 2002

Foram 128 parlamentares eleitos há 20 anos na coligação do petista (24,9%), que era formada por PT, PL e PC do B. Agora, em 2022, venceram 123, ou 23,9%.
COMPARTILHE
Lula

Os partidos que formam a coligação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) repetiram de forma praticamente idêntica o desempenho que tiveram na Câmara dos Deputados na comparação com 2002, quando o petista foi eleito pela primeira vez.

Foram 128 parlamentares eleitos há 20 anos na coligação do petista (24,9%), que era formada por PT, PL e PC do B.

Agora, os partidos lulistas (PT, PSB, PC do B, PV, Rede, PSOL, Solidariedade, Pros e Avante) fizeram 123, ou 23,9%.

Já o polo anti-Lula, representado hoje por Jair Bolsonaro (PL), fez 187 deputados (36,4%), enquanto os partidos da órbita tucana em 2002 fizeram 278 (54,2%).

Cenário de 2022

Mesmo assim, o petista conseguiu formar na ocasião uma base congressual que o permitiu aprovar projetos no primeiro ano e eleger o presidente da Câmara.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Líder do governo Lula na época, o ex-deputado Aldo Rebelo (então no PC do B, hoje PDT) diz que isso prova que são precipitadas as análises de que o petista terá problemas para governar com o Legislativo. Essa suposta dificuldade já vem sendo explorada por Bolsonaro.

“Quem ganhar a eleição vai fazer maioria. Os deputados vão lutar pela sobrevivência, não vão brigar com o governo. Governo é igual cobra, até morta faz medo”, diz.

No Senado, o quadro não é muito diferente. Em 2002, os lulistas elegeram 13 das 54 cadeiras em jogo (24%), e agora foram 5 em 27 (18,5%). O outro polo fez 55,5% das vagas disputadas há 20 anos, e 48,1% agora.

Texto: Fábio Zanini (FolhaPress)

Leia Mais:

COMPARTILHE