quinta-feira, 25 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Abertura de empresas cresce 4,3% no Amazonas, diz Junta Comercial

Os números ainda apontam o mês de março deste ano, com o melhor resultado em novas constituições dos últimos seis meses, com o total de 787 novos empreendimentos.
COMPARTILHE
Jucea empresas amazonas

A Junta Comercial do Estado (Jucea) registrou, no primeiro trimestre de 2023, um crescimento de 4,3% na abertura de novas empresas, em comparação ao primeiro trimestre de 2022.

Os números ainda apontam o mês de março deste ano, com o melhor resultado em novas constituições dos últimos seis meses, com o total de 787 novos empreendimentos.

Conforme os dados, do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia, vinculado ao Ministério da Economia, no primeiro trimestre deste ano, foram constituídos um total de 2.007 novos Cadastros Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

Enquanto, no primeiro trimestre do ano passado, foram 1.923 novos empreendimentos.

Sobre o tempo médio de constituição de uma nova empresa em território amazonense, a Jucea manteve no mês de março deste ano, a média de 1 hora e 37 minutos para abertura de um novo empreendimento no estado.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Segundo a presidente da Jucea, Maria de Jesus Lins, a autarquia tem trabalhado continuamente para facilitar os serviços aos usuários.

“Acreditamos que a transformação digital da Jucea é um dos principais fatores na conquista de resultados tão positivos. Temos trabalhado para facilitar o acesso ao nosso empreendedor, tornando os serviços oferecidos pela autarquia mais céleres e seguros”, destacou a gestora.

Natureza jurídica

Entre os tipos empresariais mais registrados no mês de março deste ano, a modalidade de Sociedade Empresária Limitada liderou a procura pelos empreendedores, com um total de 522 constituições. Seguida do registro de Empresário Individual, com 242 aberturas.

Entre os municípios do estado que tiveram maior número de constituição de novos empreendimentos, destacam-se Manaus, com 546 novos registros; seguida de Itacoatiara, com 29; Tefé com 22; Parintins, com 19; e Coari, com 16 novas empresas.

Segmentação

Nos dados consolidados pela segmentação de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), a segmentação de serviços obteve 443 novas empresas no mercado, seguida do setor de comércio com 298 e de 27, na segmentação de indústria.

Outro ponto positivo demonstrado pelo SRM é quanto à arrecadação da autarquia, que foi um total de R$1.679.702,04.

Os dados da Jucea não incluem os Microempreendedores Individuais (MEIs), que são constituídos de forma virtual, por meio do portal do Empreendedor, do Governo Federal.

Leia Mais:

COMPARTILHE