fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Deputados e senadores podem votar na segunda-feira (29) o Projeto de Resolução do Congresso Nacional (PRN) 4/21, que amplia a transparência na apresentação, aprovação e execução de emendas de relator-geral do Orçamento, classificadas como RP9.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu suspender a execução desse tipo de emenda por alegar que é necessário dar publicidade e transparência à distribuição dos recursos com base em demandas de parlamentares. A suspensão pode paralisar obras e serviços já em andamento.

O projeto de resolução foi apresentado nesta quinta-feira (25) pelas mesas diretoras do Senado Federal e da Câmara dos Deputados. Segundo a proposta, as emendas de relator devem ser autorizadas na votação do parecer preliminar do projeto de lei orçamentária.

As emendas podem incluir programação ou acréscimo de valores a programações constantes do projeto, devendo nesse caso especificar os limites financeiros e o rol de políticas públicas passível de ser objeto de emendas.

Segundo o projeto, o relator-geral do Orçamento poderá depois realizar indicações para execução das programações a partir de solicitações recebidas. As indicações e as solicitações que as fundamentaram serão publicadas em sítio eletrônico pela Comissão Mista de Orçamento e encaminhadas ao Poder Executivo.

As indicações deverão ser compatíveis com o Plano Plurianual (PPA) e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), e estar de acordo com a política pública a ser atendida.

Transparência

A justificativa é que o projeto de resolução dará maior transparência às emendas de relator-geral e vai aprimorar a sistemática de elaboração, aprovação e execução.

“Na fase de apreciação do projeto de lei orçamentária, a apresentação e a aprovação de emendas de relator-geral passam a estar sujeitas a limites financeiros, somente podendo ser direcionadas para políticas públicas previstas no parecer preliminar, permitindo que os membros do Congresso Nacional e a sociedade tomem conhecimento prévio antes da apresentação do relatório-geral”, explica a justificativa das Mesas Diretoras.

“Na fase de execução da lei orçamentária, o projeto define regras claras e objetivas para publicação das indicações a serem realizadas pelo relator-geral, bem como das solicitações de recursos que as tiverem fundamentado”, diz a justificativa.

Saúde e Desenvolvimento

No Orçamento deste ano, as emendas de relator, classificadas como RP9, somam R$ 18,5 bilhões. No projeto original aprovado pelo Congresso, o volume chegava a R$ 29 bilhões, mas R$ 10,5 bilhões foram vetados pelo Poder Executivo na sanção.

Somente neste ano foram empenhados R$ 9,3 bilhões em emendas de relator, menos da metade do volume de emendas empenhadas no ano passado – R$ 21,5 bilhões. Quase a metade (R$ 4,6 bilhões) foi para a Saúde. Em seguida, as emendas beneficiaram os ministérios do Desenvolvimento Regional, com R$ 2,7 bilhões empenhados; e da Agricultura, com R$ 790 milhões.

As emendas de relator são tradicionalmente usadas como meio de corrigir erros ou omissões de ordem técnica do projeto de lei orçamentária. Elas devem atender às especificações dos pareceres preliminares e ainda passam por um comitê de parlamentares que analisam a admissibilidade das emendas.

A sessão deliberativa remota do Congresso deve começar às 14 horas para os deputados e às 16 horas para os senadores.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Veja mais vídeos

Amazonas investe R$ 61 milhões em pesquisas e quer popularizar Ciência

O anúncio do investimento foi feito pelo Wilson Lima na tarde desta quinta (27). Na ocasião, Márcia Perales destacou que o Governo tem honrado compromissos com a Ciência.

Há 9 horas 27 de janeiro de 2022

Ministério da Saúde e Anvisa atualizam regras para doação de sangue

De acordo com nota técnica divulgada, quem foi infectado por Covid fica inapto para doação por dez dias após se recuperar da doença.

Há 11 horas 27 de janeiro de 2022

Governo do Amazonas zera fila de cirurgias e consultas em cinco áreas

Antes das ações de intensificação dos procedimentos cirúrgicos na rede estadual de saúde, o tempo de espera era entre oito meses a um ano.

Há 12 horas 27 de janeiro de 2022

5 milhões de m³/dia: consumo de gás natural atinge volume inédito no AM

Volume demandado em 2021 alcançou média de 5,2 milhões de m³/dia, alta de 5,5 % em comparação com o ano de 2020, segundo cálculos da Cigás.

Há 13 horas 27 de janeiro de 2022

TCE autoriza republicação de edital da Secretaria Estadual de Saúde

Algumas das imposições do edital estavam em desacordo com leis estaduais, configurando risco de contratações irregulares.

Há 15 horas 27 de janeiro de 2022

Aadesam lança edital para atuação no Projeto Prosamin+

As inscrições iniciam na próxima sexta-feira, dia 28 e vão até 10 de fevereiro e podem ser feitas pela Internet.

Há 16 horas 27 de janeiro de 2022

AM: casos diários de Covid se mantêm acima de 6 mil pela 6ª vez este ano

A primeira vez que o Estado registrou mais de 6 mil casos diários em um único dia deste ano foi no último dia 19, porém o pico foi no dia 20, com 8.319 novos casos de covid.

Há 17 horas 27 de janeiro de 2022

Onze partidos terão tempo máximo de rádio e TV no 1º semestre de 2022

As legendas que terão acesso ao tempo de rádio e TV poderão exibir peças de propaganda que difundam os ideais partidários, com duração de 20 minutos e 40 inserções para cada.

Há 18 horas 27 de janeiro de 2022

‘Trabalhando a Liberdade’ capacitou mais de 700 reenducandos em 2021

As capacitações alcançaram as unidades da capital e dos municípios de Maués, Itacoatiara, Parintins, Tabatinga e Humaitá.

Há 19 horas 27 de janeiro de 2022

AM terá Encontro sobre “Visibilidade Trans Direito e Respeito: Uma questão de saúde”

O evento será online na sexta-feira (28), às 9h pelo YouTube. Três palestras estão programadas.

Há 21 horas 27 de janeiro de 2022

Governo do AM cria plano contra violência de pessoa idosa

O plano terá atendimentos com psicólogos e assistentes sociais, bem como orientação e escuta qualificada a fim de identificar possíveis violações de direitos.

Há 22 horas 27 de janeiro de 2022

Trabalhador formal está há 3 anos sem ganho salarial real, diz pesquisa

Salariômetro da Fipe confirma que o salário dos trabalhadores formais encerrou pelo terceiro ano (2021) consecutivo com reajustes abaixo da inflação medida pelo INPC.

Há 2 dias 26 de janeiro de 2022