fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

As coligações têm natureza eleitoral, são efêmeras e se extinguem após as eleições. Os partidos ainda podem se coligar para lançar candidatos nas eleições majoritárias: para prefeito, governador, senador e presidente da República.

Nas eleições proporcionais (vereador, deputado estadual, deputado distrital e deputado federal), não há possibilidade de coligação. Os partidos que quiserem se unir antes da eleição devem formar federações.

As federações têm natureza permanente — são formadas por partidos que têm afinidade programática e duram pelo menos os quatro anos do mandato. Se algum partido deixar a federação antes desse prazo, sofre punições, tais como a proibição de utilização dos recursos do Fundo Partidário pelo período remanescente.

Federações devem ter abrangência nacional, o que também as diferenciam do regime de coligações, que têm alcance estadual e podem variar de um estado para outro.

Nas próximas eleições, em outubro de 2022, as federações vão valer para as eleições de deputado estadual, distrital (do DF) e deputado federal.

Nas eleições municipais que acontecerem dois anos após a celebração das federações para eleições gerais, as mesmas devem ser levadas em conta no lançamento de candidaturas para vereador, já que essas eleições estarão dentro do prazo de validade das federações.

Fidelidade partidária

Federações são equiparadas a partidos políticos — elas podem, inclusive, celebrar coligações majoritárias com outros partidos políticos, mas não os partidos integrantes de forma isolada.

A lei prevê que todas as questões de fidelidade partidária que se aplicam a um partido se aplicam também à federação — o que significa que, se um parlamentar deixar um partido que integra uma federação, ele estará sujeito às regras de fidelidade partidária que se aplicam a um partido político qualquer.

Federações deverão ter um estatuto, assim como um partido político, que deverá disciplinar questões como fidelidade partidária ou à federação. Esse documento deverá prever eventuais punições a parlamentares que não seguirem a orientação da federação numa votação, por exemplo, lembrando que a expulsão de um parlamentar do partido não implica qualquer prejuízo para o mandato (mas apenas o desligamento voluntário e sem justa causa).

Proporcionalidade partidária

Como são equiparadas a partidos políticos, as federações funcionarão dentro das Casas legislativas por intermédio de uma bancada que, por sua vez, constitui suas lideranças de acordo com o estatuto do partido e com o regimento interno de cada Casa legislativa.

Cada federação deve ser entendida como se fosse um partido. Nesse sentido, para todos os efeitos de proporcionalidade partidária, como a distribuição das comissões, cada federação deverá ser tratada como uma bancada.

Como já previsto no ordenamento jurídico partidário-eleitoral brasileiro, o Tribunal Superior eleitoral (TSE) detém poder normativo e poderá regulamentar (via resolução) a lei recém-aprovada ou responder a consultas formuladas por autoridades federais sobre a interpretação correta de um ponto ou outro.

Além disso, uma revisão da legislação poderá ser feita pelo Congresso Nacional após o pleito de 2022, com validade para os pleitos seguintes, aperfeiçoando um ponto ou outro.

Federações demonstram afinidade ideológica

As coligações em eleições proporcionais, extintas pela Emenda Constitucional 97, de 2017, dificultavam para o eleitor aferir o alcance do seu voto. Ao votar em um candidato, por causa dos mecanismos de transferência de votos do sistema proporcional, poderia ajudar a eleger um outro candidato de outro partido que tinha perfil ideológico totalmente diferente daquele que tinha escolhido, já que as coligações podiam unir partidos ideologicamente diferentes.

Como as federações preveem uma união por todo o mandato, os partidos se unirão a outros com os quais tenham afinidade ideológica, reduzindo o risco de um eleitor ajudar a eleger um candidato de ideologia oposta à sua.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Veja mais vídeos

Brasil terá geração mais pobre com fechamento de escolas na pandemia, diz FMI

Aprendizado incompleto na pandemia pode diminuir o rendimento médio dessa geração de estudantes em 9,1%. Prognóstico coloca o país na 3ª pior posição entre os países do G20.

Há 8 horas 20 de maio de 2022

Elon Musk se encontra com Bolsonaro para tratar da conectividade na Amazônia

A empresa de Musk, a rede de satélites Starlink, já tem o aval da Anatel para operar satélites de órbita baixa no Brasil.

Há 10 horas 20 de maio de 2022

Queda no consumo preocupa empresários da indústria amazonense

Com mais de 90% da produção do PIM destinada ao mercado interno, empresários afirmam que a queda no consumo reflete em menor operação das fabricantes.

Há 11 horas 20 de maio de 2022

‘Vejo o governador asfaltando ramais que nunca foram asfaltados’, diz pré-candidato do Republicanos

Membro da Igreja Universal do Reino de Deus, pastor Glauber Moré é pré-candidato à deputado federal pelo Republicanos, partido comandado por Silas Câmara no AM.

Há 12 horas 20 de maio de 2022

Produtividade zero: sete vereadores não apresentaram PLs este ano

No último ano, a produção legislativa dos vereadores se resumiu a apresentação de moções, requerimentos e indicações à Prefeitura de Municipal de Manaus.

Há 13 horas 20 de maio de 2022

Brasil tem eleitorado cada vez mais velho, diz pesquisa

Segundo a pesquisa, esse envelhecimento do eleitorado brasileiro deve dificultar a aprovação de pautas consideradas ‘progressistas’.

Há 14 horas 20 de maio de 2022

Governo do AM investe R$ 60 milhões na modernização de aeroportos do interior

O programa ‘Aero Mais Amazonas’ engloba investimentos nos aeroportos de Maués, Lábrea, Fonte Boa, Novo Aripuanã, Humaitá, Pauini, Itacoatiara e Parintins.

Há 15 horas 20 de maio de 2022

Estudantes só poderão ter acesso a ensino domiciliar se matriculados em instituições de ensino

Para que o aluno tenha educação domiciliar, é necessário que um dos pais ou responsáveis tenha escolaridade de nível superior ou tecnológica reconhecida pelo MEC.

Há 16 horas 20 de maio de 2022

Sede do Atlético Rio Negro Clube será tombada como Patrimônio Histórico e Artístico do AM

O tombamento do clube como patrimônio material acontece por conta do significado que ele representa ao povo do estado e os elementos arquitetônicos do Palácio Dórico.

Há 1 dia 19 de maio de 2022

Petrobras lança edital que destina R$ 20 milhões para startups

Vencedores da etapa final recebem investimento financeiro, mentoria para projetos e modelo de negócios. Têm, também, a oportunidade de se tornarem fornecedores da Petrobras.

Há 1 dia 19 de maio de 2022

Trecho da Av. Constantino Nery será interditado para jogo entre Guarani x Vasco

O trecho no entorno da Arena da Amazônia, será interditado nesta quinta-feira (19), a partir das 18h, no sentido bairro/Centro.

Há 1 dia 19 de maio de 2022

‘Gestor público tem que ser jovem, ele tem que andar e estar perto do povo’, avalia Liliane Araújo

A jornalista é pré-candidata à deputada federal (Avante-AM), ela ainda afirma ter interesse em disputar o Senado, caso o diretório do partido mude de ideia.

Há 1 dia 19 de maio de 2022