terça-feira, 16 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

'Teste do Olhinho' se torna obrigatório em hospitais e maternidades do AM

A lei vale para as unidades públicas e privadas. O objetivo é identificar precocemente o retinoblastoma, um tumor maligno originário das células da retina.
COMPARTILHE
teste do olhinho

O governador Wilson Lima sancionou a Lei 6.024, que torna obrigatório em maternidades, hospitais públicos e privados do Amazonas a realização do Teste do Reflexo Vermelho (TRV), conhecido também como ‘Teste do Olhinho’. De acordo com a legislação, o exame deve ser feito em até 72 horas após o nascimento da criança.

O objetivo é identificar precocemente o retinoblastoma, um tumor maligno originário das células da retina, que é a parte do olho responsável pela visão e que pode afetar um ou ambos os olhos.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) todo bebê que nasce nas maternidades estaduais já realiza o ‘Teste do Olhinho’. Assim, a prevenção já inicia nos primeiros dias de vida. O órgão reforça a importância de orientar as famílias sobre a necessidade de repetição dos exames em consultas de rotina nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), entre 3 e 7 anos.

De janeiro a julho deste ano, foram realizados 43,1 mil testes em maternidades do Amazonas. O teste do olhinho é simples, rápido, indolor e de baixo risco. Com uma ferramenta de alta sensibilidade, é possível fazer o rastreio de alterações oculares e detectar precocemente problemas congênitos.

O TRV é realizado com o oftalmoscópio direto, com a luz projetada nos olhos do recém-nascido a uma distância de 50 centímetros a um metro dos olhos do bebê. O exame deve ser feito ainda na maternidade. A luz atravessa as estruturas transparentes, que atinge a retina e se reflete causando o aparecimento do reflexo vermelho observado nas pupilas.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Com informações da assessoria

Leia Mais:

COMPARTILHE