quarta-feira, 17 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Sindicato defende concurso e critica processo seletivo do Ministério Público

Para o SINDSEMP, o processo seletivo simplificado vai contra os princípios da Constituição Federal, além de prejudicar os servidores concursados e a qualidade dos serviços.
COMPARTILHE
concurso publico

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado do Amazonas (SINDSEMP) emitiu uma nota pública manifestando-se contrário à realização do Processo Seletivo Simplificado (PSS) do MP para contratação de pessoal temporário.

A notícia foi publicada pelo RealTime1, em primeira mão.

A seleção de pessoal está autorizada pelo Edital número 01/2023PSS.

O sindicato argumenta que a alegação de atender a necessidade temporária de excepcional interesse público não é suficiente para justificar a contratação de profissionais sem a realização de um concurso público. O último concurso para servidores do órgão ocorreu em 2013.

Segundo o Ministério Público, o processo seletivo tem por objetivo a contratação de oito profissionais nas áreas de contabilidade, engenharia e apoio administrativo, com salários de até R$ 11 mil.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

A Entidade representativa entende que a necessidade de pessoal na Instituição ‘é real, visível, estrutural e permanente, a qual somente pode ser suprida mediante a realização de concurso público’.

Além disso, o SINDSEMP argumenta que a contratação temporária pode abrir brechas para o favorecimento de determinados grupos ou indivíduos em detrimento de outros, o que vai de encontro ao princípio da impessoalidade, que exige que a administração pública trate todos os cidadãos de forma igualitária.

“A entidade informa aos seus filiados e à população em geral que não ficará inerte diante do processo seletivo simplificado lançado pelo Ministério Público do Estado do Amazonas.”

Da Redação

Leia Mais:

COMPARTILHE