terça-feira, 16 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

São Sebastião do Uatumã: pesca esportiva e turismo sustentável

Na série de reportagens, o Governo do Amazonas destaca as belezas das 26 cidades do estado que estão do mapa do turismo brasileiro.
COMPARTILHE
Turismo

Cercado de belezas naturais, praias, história e paisagens encantadoras, o município de São Sebastião do Uatumã (a 247 quilômetros de Manaus) é um destino surpreendente do interior do maior estado da Amazônia brasileira: o Amazonas.

Pesca esportiva, turismo sustentável e imersão na floresta amazônica são apenas alguns dos atrativos turísticos do local.

A Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) destacou, nesta semana, o roteiro turístico da cidade.

Oficialmente, São Sebastião de Uatumã foi criada em 1981 e já nasceu privilegiada.

O município tem um encontro das águas para chamar de seu. Ao contrário da capital amazonense, em São Sebastião, o encontro é do rio Uatumã com o rio Amazonas.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Para chegar ao destino, o acesso é terrestre em 80% da viagem pelas rodovias AM-010 e AM-363 até o município de Itapiranga, o restante é feito por transportadoras fluviais que saem do porto da cidade no final da manhã, o que dá aproximadamente seis horas de viagem.

Turismo
Rio Uatumã. (Foto: Tácio Melo e Larissa Holanda/Amazonastur)

O porto pequeno e com charme do interior dá o tom da cidade que acolhe os visitantes logo na chegada.

A fachada anuncia: “Bem-vindo. Welcome to São Sebastião do Uatumã” com uma pintura do símbolo da cidade: o tucunaré.

E não, por acaso, o município recebe a cada temporada de pesca, que dura de agosto a dezembro, cerca de 4 mil turistas de estados como Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Os mais apaixonados pela pesca esportiva ao redor do mundo também visitam a localidade. São japoneses, coreanos, alemães e chineses que disputam quem pesca o maior peixe da temporada.

A última, em 2022, registrou a pesca de um tucunaré de quase 80 centímetros, mas os moradores garantem o desafio: há peixes muito maiores no rio Uatumã.

Imersão na floresta

O turismo de base comunitária é exemplo de sucesso e conquista os turistas que conhecem a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uatumã.

Uma verdadeira imersão que estimula todos os sentidos.

Turismo
Com uma vista estonteante do rio Uatumã, no local, os hóspedes podem desfrutar do perfume da floresta em uma trilha com árvores centenárias. (Foto: Tácio Melo e Larissa Holanda/Amazonastur)

A pousada Mirante do Uatumã (@mirante_do_uatuma_) se mantém aberta durante o ano todo. Reservas podem ser feitas pelos contatos (92) 99191-7895 ou mirantedouatuma@gmail.com.

Com uma vista estonteante do rio Uatumã, no local, os hóspedes podem desfrutar do perfume da floresta em uma trilha com árvores centenárias.

Além disso, o sabor da culinária ancestral indígena está presente na diária que conta com alimentação no estilo pensão completa.

O contato com a natureza e o fortalecimento da consciência ambiental estão no centro da experiência. A pousada faz parte do projeto da comunidade que resgata os ovos dos quelônios, em parceria com o Governo do Amazonas.

A pousada garante locais propícios para eclosão, alimentação, abrigo e também proteção contra os predadores das espécies.

Os turistas são convidados para participar da coleta dos ovos, que acontece a partir do mês de setembro, e da soltura de aproximadamente 20 mil filhotes em fevereiro.

Delícias do Uatumã

Na sede do município de São Sebastião do Uatumã, os visitantes contam com pratos modernos e tradicionais com a matéria-prima mais abundante do Amazonas: os peixes.

Da lasanha de pirarucu, passando pelo palitinho de peixe, até o tambaqui assado, o restaurante Marrom Glacê revela as deliciosas receitas que são a marca do restaurante que tem mais de 50 anos de existência.

Os pratos são acompanhados pela vista do restaurante, que fica em frente a praia e o rio Uatumã. Reservas são feitas pelo (92) 99147-9490.

Outra iguaria muito produzida em São Sebastião é o tucumã, fruta de palmeira natural da Amazônia, com sabor doce, levemente amanteigado.

Geralmente apreciada no combo x-caboquinho, pão francês, queijo coalho e banana pacovã frita.

Leia mais:

COMPARTILHE