terça-feira, 16 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

MAIS SEGURANÇA

Reforço Federal: 17 municípios já solicitaram apoio para eleições no Amazonas

Acirramento político, redução de policiais e dificuldade de acesso nos municípios são um dos principais pedidos para o reforço federal.
COMPARTILHE
Reforço Federal do Exército Brasileiro ao TRE-AM, nas eleições de 2022 no Amazonas (Foto: Ministério da Defesa)
Reforço Federal do Exército Brasileiro ao TRE-AM, nas eleições de 2022 (Foto: Ministério da Defesa)

Mais seis municípios do Amazonas solicitaram o auxílio das forças federais para garantir a tranquilidade e a ordem durante as eleições municipais. Com isso, o número de municípios que requisitaram o apoio para pleito sobe para 17.

Os juízes das Zonas Eleitorais de Maraã, Carauari, Lábrea e Juruá foram os primeiros a enviar suas solicitações. Em maio, juntaram-se a eles os juízes eleitorais de Itamarati, São Gabriel da Cachoeira, Iranduba, Alvarães, Manacapuru, Autazes e Nova Olinda do Norte.

Agora, em junho, juntaram-se a eles os juízes de Guajará, Apuí, Codajás, Presidente Figueiredo, Borba e Coari.

Os pedidos, encaminhados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ressaltam a necessidade de reforço devido a fatores como a distância geográfica, a dificuldade de acesso, conflitos e embates, o acirramento político e a redução do efetivo policial.

Nas eleições municipais de 2020, seis municípios do Amazonas contaram com a presença das Forças Armadas nas operações de Garantia de Votação e Apuração (GVA). Já nas eleições gerais de 2022, esse número subiu para 24 municípios.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Pedido de reforço eleitoral em Presidente Figueiredo (Foto: Reprodução/PJE)
Pedido de reforço eleitoral em Presidente Figueiredo (Foto: Reprodução/PJE)

Desafios em Presidente Figueiredo

A juíza da 51ª Zona Eleitoral de Presidente Figueiredo, Maria da Graça Giulietta Cardoso de Carvalho Starling, solicitou no dia 6 de junho o apoio de forças federais para garantir a segurança nas eleições municipais de 2024.

Em seu pedido, a juíza reforça que Presidente Figueiredo é conhecido por seu histórico de conflitos durante os períodos eleitorais. O município já registrou incidentes significativos em eleições passadas, incluindo as de 2004, 2012, 2014, a eleição suplementar de 2017, e com destaque para as eleições municipais de 2020. Na ocasião, eleitores inconformados com os resultados protestaram em frente ao cartório eleitoral, sendo contidos pela presença das forças armadas.

A solicitação ressalta que, além da natureza acirrada das disputas eleitorais, o município enfrenta um desafio adicional devido ao seu reduzido contingente policial. Com 28.228 eleitores distribuídos em 13 locais de votação, sendo 8 na sede e 5 na zona rural, a grande extensão territorial de Presidente Figueiredo exige um planejamento robusto de segurança. A insuficiência do efetivo policial local é um fator crítico que justifica a necessidade de apoio federal.

O Juízo da 51ª Zona Eleitoral também afirmou que no município há práticas ilícitas como boca de urna, transporte ilegal de eleitores, compra de votos e aglomerações são preocupações reais que podem resultar em conflitos.

Leia mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE