terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Prefeitura vai intensificar fiscalizações para impedir novas invasões

Para David Almeida, estas ações visam evitar problemas maiores, como desabamentos e erosões, ocorram na capital.
COMPARTILHE
Três mil Famílias foram despejadas no AM, durante a pandemia.
Mais de 6 mil famílias brasileiras foram despejadas de casa durante a pandemia do novo coronavírus.

A Prefeitura de Manaus irá intensificar as fiscalizações para impedir o surgimento de novas ocupações irregulares na cidade. O anúncio foi feito pelo prefeito da cidade, David Almeida, nesta quinta-feira (14), enquanto fiscalizava o andamento das obras de recuperação das erosões localizadas na comunidade do Bananal, no Nova Cidade, zona Norte, e na rua Manoel Ribeiro, no Mauazinho, zona Sul.

Para David, estas ações visam evitar problemas maiores, como desabamentos e erosões, ocorram na capital. Nos locais por onde esteve, no dia de hoje, a causa principal foi a instalação de residências em locais irregulares.

“Ocupações irregulares ocasionam problemas muitos maiores que a desordem urbana. No Mauazinho, ocasionaram uma erosão imensa. Da mesma forma, lá no Nova Cidade. Se a prefeitura não fizesse uma intervenção, talvez estaríamos falando de muitas vidas perdidas”, falou o prefeito.

Apenas em 2021, 102 vistorias de combate a ocupações irregulares/invasões em áreas públicas foram executadas pelo Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (GIPIAP).

Denunciar é preciso

O prefeito salientou que é importante a colaboração da população em denunciar o surgimento de novas áreas.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

A população pode realizar denúncias pelo telefone (92) 3183-2848, das 8h às 17h, ou pelo WhatAapp (92) 99182-8092, com o envio de fotos e a localização.92) 99182-8092, com o envio de fotos e a localização.

Ainda segundo o prefeito, após a denúncia, a retirada da ocupação irregular será feita de forma imediata.

Da Redação, com informações da assessoria

Leia Mais:

COMPARTILHE