fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

Wilson Lima quer ‘transformar Amazonas’ com 13 projetos do Educa+

Abrangendo 13 projetos, o Educa+ busca transformar a educação em todos os 62 municípios com o intuito de formar estudantes com pensamentos mais críticos.

23 de julho de 2021

Compartilhe

Os 13 projetos têm o intuito surgem para "transformar a educação amazonense" (Foto: RealTime1)

O governador Wilson Lima (PSC) lançou, na manhã desta sexta-feira (23), o programa ‘Educa+Amazonas’. Abrangendo 13 projetos, o Educa+ busca transformar o segmento da Educação em todos os 62 municípios, com o intuito de formar estudantes com pensamentos mais críticos, com um preparo mais efetivo para os desafios futuros.

Segundo o Governo, os 13 projetos têm o intuito de “transformar a educação amazonense” e vão apresentar novas propostas curriculares com foco em valorizar e priorizar jovens talentos do Amazonas, sem esquecer de qualificar e valorizar os profissionais desta área.

Com investimento da ordem de R$ 400 milhões, o programa Educa+Amazonas foca principalmente em quatro eixos prioritários: recuperação da aprendizagem, qualificação e reconhecimento dos profissionais da educação, preparação do estudante para o futuro e meio ambiente e sustentabilidade.

“Hoje, nosso governo cumpre 80% daqueles compromissos que foram assumidos em 2018. Me envaidece, mas me faz ver a responsabilidade do que temos pela frente. O que estamos fazendo é a pavimentação de um caminho seguro para quem está na sala de aula. Estamos trabalhando para tornar nossa educação de excelência”, disse o governador.

Os 13 projetos do Educa+Amazonas são:

Mestre qualificado vai ofertar cursos de pós-graduação em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) aos mais de 15 mil professores dos 62 municípios. A ação vai colocar o estado como o local com mais professores pós-graduados do país;

Educação premiada – vai garantir 14º e 15º salários aos professores que garantirem a meta de aprendizagem de seus estudantes no ano letivo;

Trilhas do saber – vai oferecer oficinas e workshops por meio das caravanas de formação. O projeto será voltado para os servidores do interior e terá a parceria do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam);

Sepam Digital – refere-se à criação de uma escola de formação à distância, com cursos disponibilizados aos servidores da educação;

Pronto para a aula – além da volta da entrega, pelo Estado, do fardamento e kit escolar aos alunos, a partir de agora serão disponibilizados livros voltados à preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb);

Contraturno digital – oferta de aulas de reforço gratuitas em TV aberta e/ou internet para alunos do Ensino Fundamental e Médio;

Fazer para aprender – 100 escolas serão contempladas em 2021 com laboratórios que permitirão a autonomia dos estudantes à aprendizagem de robótica e outras novas medidas pedagógicas para incentivá-los ao protagonismo educacional;

Edutec – promoverá o ensino de linguagens de programação e a cultura digital para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental para o desenvolvimento das habilidades de lógica e pensamento crítico;

Na ponta da língua – já a partir de agosto, serão ofertadas aulas de inglês e espanhol para alunos dos ensinos Fundamental e Médio aos sábados. E, mais ainda, o projeto prevê a oferta de intercâmbio internacional aos alunos que se destacarem;

Da escola para o trabalho – usará a dinâmica das escolas do tempo integral, também em parceria com o Cetam, oferecendo cursos profissionalizantes para que os alunos sejam encaminhados a estágios remunerados no último ano, saindo da escola com dupla certificação;

Educação empreendedora – criado para que os estudantes desenvolvam competência para pensar em negócios, incentivando leituras de mercado e criação de plano de negócios que serão apresentados na Feira de Negócios dos Estudantes do Amazonas;

Escola da floresta – serão construídas escolas sustentáveis em Presidente Figueiredo, Itapiranga e Beruri, apresentando propostas pedagógicas que alimentem um novo ecossistema de negócios;

Fazenda-escola – atividades do setor primário servirão de carro-chefe para alunos dos anos iniciais. Eles vão vivenciar a realidade do campo e experimentar atividades como extrativismo, visando desenvolver valores que estimulem a criatividade para aproveitar as potencialidades do nosso estado.

Ainda na solenidade, todos os decretos de criação dos projetos foram assinados pelo governador Wilson Lima e partes envolvidas.

O titular da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), Luis Fabian, aproveitou o momento do discurso para elencar as ações da pasta que, mesmo na pandemia, teve reconhecimento nacional como quando apresentou o programa Aula em Casa, para que os estudantes continuassem recebendo os conteúdos programáticos mesmo fora das salas de aula. Segundo ele, a Seduc sempre teve um projeto “robusto” para o Amazonas, mas que por causa da Covid ficou impedida de realizá-las.

“O futuro começou ontem e já estamos bem atrasados em relação a avançar com a Educação no Amazonas. Mas o momento de hoje coroa o trabalho de todos os nossos servidores. Não podíamos entregar menos que o melhor, porque sabíamos que o melhor ainda estava por vir. E veio. O melhor para os servidores e para os estudantes É uma nova era para o Amazonas”, disse o secretário de educação, garantindo que diante do Educa+ não permitirá retrocessos para o segmento.

Texto: Rosianne Couto

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Senado aprova mudanças na regra eleitoral e na posse presidencial; entenda!

Volta das coligações, defendida pelos deputados, foi barrada no Senado Federal durante votação nesta quarta-feira (22); parte das mudanças vale a partir de 2022.

22 de setembro de 2021

Omar Aziz critica Câmara por abrir processo contra Luís Miranda

Deputado que, ao lado do irmão Luís Ricardo, revelou o caso Covaxin terá de responder a processo de cassação na Comissão de Ética da Câmara Federal.

22 de setembro de 2021

Ministério usou dados da Prevent sem autorização, diz executivo

Em ao menos dois casos, Pedro Benedito Batista Júnior negou que dados usados pelo Ministério da Saúde tenham sido autorizados pela empresa Prevent Senior.

22 de setembro de 2021

Depois de se esquivar sobre o ‘puxadinho’ da CMM, Carpê cobra holofotes

Depois de ter visto a repercussão negativa sobre o 'puxadinho', o vereador resolveu se posicionar e passou a criticar a postura dos demais colegas que aprovam a obra.

22 de setembro de 2021

Amazonas Energia cobra duas bandeiras tarifárias em conta, diz Sinésio

Presidente da Aleam e deputados pregam acatar decisão da Justiça de suspender a CPI e depois criar uma nova ; mas Sinésio Campos é contrário à saída.

22 de setembro de 2021

Executivo da Prevent Senior passa a ser investigado pela CPI da Covid

Os senadores apresentaram provas, encaminhadas à comissão com denúncias de médicos e pacientes, comprovando a prescrição do chamado tratamento precoce na Prevent.

22 de setembro de 2021

Prevent falsificava dados sobre mortes de pacientes por Covid-19

O senador Humberto Costa (PT/PE), que e médico, foi quem revelou documentos mostrando que a Prevent adotava este procedimento para mascarar os dados de mortes por Covid.

22 de setembro de 2021

Bolsonaro cancela agenda após Anvisa recomendar quarentena

Agência determinou que o presidente e os integrantes da comitiva que tiveram contato com o ministro Marcelo Queiroga, que está com Covid, fiquem em isolamento.

22 de setembro de 2021