fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

STF desmente Bolsonaro sobre ‘proibir’ a União de atuar no combate à Covid

Desde o início da pandemia a ADI do STF é usada pelo presidente Jair Bolsonaro para mentir sobre a falta de ação do Governo Federal no combate à Covid-19.

29 de julho de 2021

Compartilhe

Na publicação, a Corte deixa claro que não retirou o poder do presidente da República (Foto: reprodução)

O Supremo Tribunal Federal (STF) lançou, na noite desta quarta-feira (28), uma peça publicitária esclarecendo a decisão da corte na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6341, que reconheceu a competência concorrente entre os estados, municípios e União no combate à pandemia de Covid-19.

Desde o início da pandemia, a ADI do STF tem sido usada de maneira mentirosa pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para justificar a falta de ação do Governo Federal no combate à pandemia da Covid.

Afirmações como essa, no entanto, segundo a publicação do STF, deturpam a interpretação da ADI e se tratam de simples mentiras. O vídeo, que compõe a série #VerdadesdoSTF, deixa bem claro logo no título: “O STF não proibiu o governo federal de agir na pandemia”, diferente do que afirma o presidente.

Na ilustração do vídeo a Corte reforça ainda que não retirou o poder do presidente da República no enfrentamento a pandemia, mas “O STF decidiu que União, Estados e Prefeituras tinham que atuar juntos com medidas para proteger a população”.

Confira o vídeo:

A justificativa do presidente reverberada aos seus apoiadores é que o STF teria, por meio dessa decisão, retirado o poder da União e assim, ele diz que a culpa pelas mais de 500 mil mortes estariam diretamente ligadas às atitudes dos governadores e prefeitos. A decisão do STF foi redigida após Bolsonaro ameaçar proibir medidas de restrição de circulação de pessoas definidas pelos governadores.

Ao comentar vídeo do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a gestão da pandemia pelo governo federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que não vai “peitar o STF”, porque tem “noção de judô”. Bolsonaro também disse que o STF incorreu em crime e propaga “fake news”.

“Tenho uma nota, não vai ser para peitar o STF – até porque eu estou por cima, tenho noção de judô. Eu vou demonstrar. Eles dizem lá que ‘uma mentira repetida mil vezes não se torna uma verdade’, isso é verdade. Eles tinham que aplicar para a esquerda”, disse Bolsonaro a seus simpatizantes.

Horas depois, ele publicou a nota no Facebook. No comunicado, o presidente afirma que as duas ações impetradas pelo governo federal contra decretos de governadores nem mesmo foram analisadas pelo STF.

Texto: Da Redação, com informações complementares do site Metrópoles.

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Reforma administrativa: Alberto Neto chama discussão de palhaçada

Capitão Alberto Neto, um dos deputados que integram a Comissão Especial da Reforma Administrativa, perdeu a paciência durante o debate dos colegas parlamentares.

23 de setembro de 2021

David recorre à Justiça e Amom monta nova ação para barrar ‘puxadinho’ da CMM

Vereador anunciou que tanto ele quanto Rodrigo Guedes já estão preparando não apenas as contrarrazões, mas também novas ações na justiça com outros argumentos.

23 de setembro de 2021

Trento, Flávio Bolsonaro e ministro foram a Las Vegas tratar de jogos de azar

Revelação veio a tona nas inquirições feitas pelos senadores Humberto Costa (PT/PE) e o governista Eduardo Girão, que revelou presença do filho do presidente na viagem.

23 de setembro de 2021

TRF-6 em Minas Gerais passa na frente e ‘rouba’ servidores do AM

Enquanto Minas Gerais ficará com o TRF-6, um Tribunal exclusivo, o TRF1, do qual o Amazonas faz parte, ficará responsável por 13 estados, uma matemática totalmente desigual.

23 de setembro de 2021

Fim das coligações: grandes caciques podem ficar sem a fatia do bolo

O fim das coligações partidárias pode dificultar a entrada de muitos políticos já acostumados a serem eleitos mesmo com o número de votos inferior a outros concorrentes.

23 de setembro de 2021

Amazonino e Braga intensificam ‘paternidade’ de obras públicas no AM

Nesse mês de setembro, as equipes de Amazonino e Braga intensificaram postagem sobre obras e projetos criados na gestão dos políticos, que hoje caminham em lados opostos.

23 de setembro de 2021

Wilson libera pagamento de indenizações às famílias que residiam no Igarapé do 40

De 2019 até setembro desse ano, já foram investidos R$ 56,7 milhões para retirar famílias de áreas alagadas e reassentá-las em áreas com infraestrutura e saneamento.

23 de setembro de 2021

TRE cassa mandato de Sandro Maia por abuso de poder econômico

A sentença afirma que o vereador realizou reuniões com usuários da ONG Sandro Maia para angariar votos, de forma ilícita, em seu favor no pleito municipal do ano passado.

23 de setembro de 2021