fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

Serafim quer que todos os aeroportos do AM estejam em programa federal

O deputado Serafim Correa (PSB) criticou o governo federal por incluir em programa de concessão só os aeroportos de Manaus, Tefé e Tabatinga. Quer incluir todos do AM.

30 de julho de 2020

Compartilhe

Serafim Correa (PSB) critica as ações do governo federal

Após o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciar apenas os aeroportos de Manaus, Tefé e Tabatinga no programa de concessão do governo federal, o deputado Serafim Corrêa (PSB) reclamou.

Ele disse, na manhã desta quinta-feira, ser contrário à exclusão dos demais terminais aéreos do projeto. Segundo o deputado, todos os aeroportos do Amazonas deveriam estar nesse projeto federal.

“E os outros aeroportos do Amazonas que são altamente deficitários? Para esses o governo federal não dá concessão e deixa aos cuidados das prefeituras do interior. Se é verdade que não deve ser atribuição do governo federal fazer a exploração de aeroportos, é verdade também que muito menos os prefeitos do interior deveriam fazer isso”, defendeu o parlamentar.

Durante seu discurso, em sessão híbrida da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Serafim ainda disse que não tem preconceito contra a privatização, mas discorda do modelo utilizado no plano do governo federal.

Serafim explicou que o governo federal não irá vender os aeroportos, mas leiloar a concessão administrativa por determinado período, com o arrematador ficando com a obrigatoriedade de cumprir todas as regras impostas pelo programa.

“A meu ver, o aeroporto de Manaus é o filé e os aeroportos do interior são os ossos. O governo federal está dando concessão do filé e está deixando os ossos para que as prefeituras deem o seu jeito”, concluiu.

Fonte: assessoria

Leia Mais:

Base aliada se defende partindo ao ataque contra Sindicato dos Médicos

Dr Gomes desmente antecipação de seu parecer em relatório final

Carlinhos Bessa diz que advogado do Simeam precisa estudar mais

Leia mais sobre Política

Depois de críticas à aglomeração por testagem, prefeito suspende eventos

David Almeida suspendeu por 30 dias a concessão de permissão e licenças para eventos de qualquer natureza. A decisão não proibiu eventos esportivos que serão analisados.

20 de janeiro de 2022

TSE estuda bloquear Telegram no Brasil para evitar fake news nas eleições

Ao menos 11 países já bloquearam ou ainda bloqueiam a plataforma do Telegram, um deles é a Rússia, país de origem, onde o acesso ficou suspenso entre os anos de 2018 e 2020.

20 de janeiro de 2022

Lewandowski manda Ministério Público fiscalizar pais antivacina

No ofício, Lewandowski diz que os MP´s devem garantir que as medidas necessárias para fiscalizar a vacinação das crianças estão sendo adotadas conforme prevê o ECA.

20 de janeiro de 2022

Pandemia pode suspender concursos da Segurança; TCE-AM analisa pedido

A principal linha de questionamento da representação é que a realização do concurso no cenário de alta de casos de Covid-19 colocará em risco a saúde dos candidatos.

20 de janeiro de 2022

MP-AM quer exoneração de parentes do prefeito e vice de Canutama

A recomendação foi feita após denúncias de suposta prática de nepotismo na nomeação de familiares do prefeito José Torres (PSC) e do seu vice, Raimundo Cordeiro (MDB).

20 de janeiro de 2022

Alexandre Saraiva questiona decisão que liberou madeira apreendida pela PF

Ex-superintendente da PF no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, foi o pivô da queda do então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Saraiva foi transferido para o Rio.

20 de janeiro de 2022

Congresso começa o ano com 36 vetos presidenciais pendentes de votação

O veto mais recente é o 10/22, que retirou 14 dispositivos do PL 4199/20, transformado na Lei 14.301/22, que criou o Programa de Estímulo ao Transporte por Cabotagem.

20 de janeiro de 2022

Nejmi ‘vence’ prazo de licença médica e suplente pode ocupar vaga na Aleam

Suplente da deputada Nejmi Aziz, pastor Antônio Alves, alega que ela está com licença médica com prazo vencido e reivindica a vaga. TJAM deve julgar o caso dia em fevereiro.

20 de janeiro de 2022