fbpx

quinta, 09 de dezembro de 2021

Serafim acusa Bolsonaro de negociar Suframa pela PEC dos Precatórios

Líder do PSB na Assembleia Legislativa, Serafim Corrêa acusa o presidente da República de "leiloar" o comando da Suframa em troco de votos favoráveis à 'PEC do calote'.

17 de novembro de 2021

Compartilhe

Segundo o parlamentar, General Polsin pode ser substituído por Luiza Deusdará no comando da Suframa (Foto; Reprodução)

Em troca de votos pela aprovação da PEC dos Precatórios, o Governo Federal teria negociado a chefia da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). A revelação foi feita pelo deputado Serafim Corrêa, durante discurso na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta quarta-feira (17).

O deputado chegou a classificar a possibilidade de troca de comando da autarquia como uma indignidade do Governo Bolsonaro.

“Na votação da PEC dos Precatórios, como o Governo está fazendo qualquer negócio, ele [Bolsonaro] leiloou o cargo da Suframa em troca de votos. E políticos acreditaram que estão indicando uma senhora lá de Brasília para substituir o general Polsin. Quero tornar isso público porque é uma indignidade que se faz com a administração da Suframa”, disse Serafim, destacando que ao avaliar o momento da autarquia, “nada justifica” a troca de comando.

Conforme Serafim, circula entre o meio empresarial e político que Polsin seria substituído pela subsecretária de Supervisão e Estratégia do Ministério da Economia, Luiza de Amorim Motta Deusdará, de Brasília.

“O presidente da República foi eleito e ele tem o direito de nomear quem quiser para a Suframa. Mas existem limites”, frisou o líder do PSB na Aleam.

“Ele primeiro nomeou o coronel Menezes, que chegou dizendo que não era político e só fez política e promoção pessoal enquanto esteve à frente da Suframa. Entrou o general Polsin, que passa tranquilidade, que passa equilíbrio, que passa sensatez à frente do órgão. Se confirmada essa troca, essa será mais uma infelicidade do Governo Federal com o nosso estado”, concluiu o deputado.

Da Redação, com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Congresso promulga PEC dos precatórios e viabiliza Auxílio Brasil de R$ 400

A promulgação da PEC vai abrir um fôlego orçamentário de R$ 106,1 bilhões para o governo Bolsonaro gastar até R$ 50 bilhões com o pagamento de R$ 400.

8 de dezembro de 2021

Alfredo Nascimento diz não ter espaço para esquerdistas no PL

Nascimento, que é vice presidente do PL, contrariou acordo de Waldemar Costa Neto com Marcelo Ramos e disse que o cargo de vice-presidente é do partido e não do parlamentar.

8 de dezembro de 2021

Câmara aprova convite a general Heleno para explicar garimpo na Amazônia

O convite ao general Heleno vem depois que jornal revelou que ele liberou garimpo em terras indígenas ainda intocadas no interior na região de São Gabriel da Cachoeira.

8 de dezembro de 2021

Pesquisa coloca Lula na primeira colocação no primeiro turno

De acordo com a pesquisa da Genial/Quaest, o ex-presidente Lula tem 46% das intenções de votos, bem próximo de ganhar a eleição já no primeiro turno.

8 de dezembro de 2021

MDB lança Simone Tebet para concorrer à Presidência da República

Senadora pelo Mato Grosso, Simone Tebet fez um discurso criticando o governo de Jair Bolsonaro e enfatizando a necessidade de atenção aos mais vulneráveis do País.

8 de dezembro de 2021

Anulação da licença do Linhão Manaus-Boa Vista é pedida à Justiça

Falta de acordo para o pagamento de compensações aos Waimiris-Atroaris é apontado pelo Ministério Público Federal como grave violação das regras ambientais.

8 de dezembro de 2021

Telefonia na região Norte é tema de audiência na Câmara Federal

Autor do pedido de audiência, o deputado Pablo Oliva diz que precariedade do serviço de telefonia na região deixa as populações em situação de vulnerabilidade social.

8 de dezembro de 2021

Bolsonaro edita MP que cria benefício extraordinário para os pobres

Medida Provisória formaliza o pagamento do Auxílio Brasil já neste mês de dezembro e abre a possibilidade de prorrogação do programa até dezembro do próximo ano.

8 de dezembro de 2021