fbpx

sábado, 08 de maio de 2021

Recursos federais para o Amazonas sofrem corte de 35% no orçamento

Situação será amenizada pela inclusão, no Orçamento Geral da União, de emendas parlamentares impositivas com valores totais que chegam a quase meio bilhão de reais

26 de março de 2021

Compartilhe

O Instituto Federal de Educação teve corte de 35% no seu orçamento de investimento previstos para este ano (Foto: Divulgação)

O Amazonas vai receber, ao longo deste ano, quase meio bilhão de reais em recursos federais incluídos no Orçamento Geral da União, aprovado nessa quinta-feira (25), por meio de emendas  parlamentares impositivas. Outros R$ 300 milhões, de emendas parlamentares comuns, poderão chegar, mas vai depender de acordos políticos com a equipe econômica para que possam ser encaminhados ao Estado.

No quadro despesas gerais,  o Estado receberá quase  R$ 350 milhões a menos que no ano passado devido ao corte linear de 35% aplicado pelo relator do Orçamento, o senador Marcio Bittar (AC). Esse valor vai causar uma redução de investimentos nas áreas de educação, programas de moradia, saneamento e mobilidade.

A única área que se salvou dos cortes foi a de saúde, isso porque a maior parte das emendas impositivas dos nossos parlamentares foi direcionada à essa área. “Esse orçamento não tem foco em gerar emprego, não efetiva apoio às micro e pequenas empresas, reduz investimentos”, analisa o deputado José Ricardo (PT), citando que as 16 unidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam) sofreram um corte de 35% em seus orçamentos comparados com o ano passado.

Além das dificuldades naturais de um ano de crise econômica, o economista Moacir Pantoja lembra que o Orçamento da União está engessado pela PEC do Teto de Gastos, aprovada no governo Michel Temer (MDB), e a PEC Emergencial, aprovada no início deste mês e que estabeleceu, por exemplo, o congelamento dos salários do funcionalismo público. “O que restou livre será usado para o pagamento de juros da dívida”, analisou.

Emendas parlamentares

De acordo com as regras estabelecidas na Comissão Mista do  Orçamento, os parlamentares do Amazonas puderam apresentar uma emenda impositiva, assinada por todos, destinando a várias áreas um total de R$ 241 milhões.

Já cada um dos três senadores e oito deputados puderam apresentar emendas impositivas individuais com um valor total de R$ 16,2 milhões, que no total perfazem R$ 178 milhões.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Congresso aprova orçamento de R$ 4,3 tri e salário mínimo de R$ 1.067

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021