fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Protagonismo amazonense na CPI da Covid tem Omar, Braga e Pazuello

Omar Aziz e Eduardo Braga terão papel de destaque na investigação parlamentar que vai identificar erros e omissões do Governo Bolsonaro no combate a pandemia.

26 de abril de 2021

Compartilhe

O senador Omar Aziz será eleito presidente da CPI em um acordo político costurado por Eduardo Braga (Foto: Reprodução)

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 será instalada, nesta terça-feira (27), às 10h (horário de Brasília), em sessão semi-presencial. A primeira missão dos onze senadores será a eleição do presidente e do vice e a indicação do relator. Nestes dois momentos o destaque será dos senadores pelo Amazonas.

O nome de Omar Aziz (PSD) se tornou o favorito para conquistar a presidência após um acordo costurado por Eduardo Braga (MDB), que, na condição de líder da maior bancada, negociou a indicação do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para o cargo de relator. Essa função é estratégica porque é responsável pela elaboração do plano de trabalho, a convocação de testemunhas e de investigados.

Omar Aziz disse, nesta segunda-feira (26), antes de viajar para Brasília, que tem oito dos onze votos para ser eleito presidente, batendo na disputa pela presidência o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que teoricamente teria os quatro votos dos senadores declaradamente governistas. “Nosso papel é investigar os fatos e isso nós vamos fazer”, prometeu o senador.

A sessão de instalação da CPI será presidida pelo senador mais velho dentre os onze, no caso o senador Otto Alencar (PSD-BA). Ele lerá o requerimento aprovado pelo presidente da Casa, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para delimitar o fato que será investigado e depois recolherá os votos dos integrantes da comissão. Proclamado o resultado, Omar Aziz passará a comandar os destinos da mais importante CPI da história política brasileira e que colocará em panos limpos, como diz Omar, os erros cometidos pelo Governo de Jair Bolsonaro e pelos governos estaduais no combate a doença que já matou quase 400 mil brasileiros.

Protagonismo reverso

Embora não seja amazonense – é carioca – o general de Divisão Eduardo Pazuello será certamente um dos primeiros a ser chamados para depor na condição de ex-ministro da Saúde. Pazuello é de uma tradicional família de amazonenses, cuja chegada no Estado remonta ao período de riqueza a borracha e cuja trajetória empresarial ficou marcada no ramo do transporte com a empresa de Navegação Nissin Pazuello.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021