fbpx

terça, 07 de dezembro de 2021

Presidente chama relatório da CPI de ‘palhaçada’ e vê perseguição

O presidente Bolsonaro, que chegou em Manaus ontem, ainda disse que conteúdo do relatório final da CPI da Covid é péssimo para a imagem do Brasil no exterior.

27 de outubro de 2021

Compartilhe

Sem base científica, o presidente ainda disse que os obesos e 'apavorados' foram as maiores vítimas da pandemia (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou, nesta quarta-feira (27), os quase seis meses de investigação da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 Senado como uma “palhaçada” e disse que o relatório apresentado foi usado pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB/AL), como uma vingança.

O documento foi aprovado nesta terça-feira (26) por 7 votos contra 4 e acusa Bolsonaro pela prática de nove crimes. Outros nomes foram indiciados pelos senadores e a investigação deve seguir pelos órgãos competentes a partir de agora.

Em Manaus, onde cumpre agenda hoje, Bolsonaro questionou o que o grupo majoritário da CPI da Covid teria feito de forma efetiva pela economia do país, alegando que o trabalho da comissão deixa a imagem do Brasil “péssima” no exterior.

“O que essa CPI fez de vantajoso para o país? O que os senadores do G7 fizeram em 2020? Se eles sabiam de tudo, por que não procuraram o presidente. Ficaram em casa de férias?”, questionou o presidente.

Bolsonaro insistiu na defesa da autonomia médica para a prescrição de medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19 e justificou que o seu governo se baseou nessa independência dos profissionais para enfrentar a pandemia.

Ainda segundo o presidente, que citou a Food and Drug Administration, agência que regulamenta o uso de medicamentos nos EUA, as maiores vítimas da pandemia foram os obesos e os “apavorados”.

Relatório aprovado

Nesta terça-feira (26), a CPI encerrou os trabalhos com a aprovação do relatório final pede o indiciamento do presidente por nove crimes, entre os quais os de charlatanismo e prevaricação. A lista inclui, ainda, crimes contra a humanidade (extermínio, perseguição e outros atos desumanos), arrolados no Tratado de Roma, do qual o Brasil é signatário.

A CPI também pediu punição a Bolsonaro por crimes de responsabilidade, pelos quais um governante pode sofrer processo de impeachment.

Texto: Jefferson Ramos

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Omar critica liberação de garimpo em áreas indígenas no Amazonas

Decisão de liberar projetos de mineração em São Gabriel da Cachoeira foi tomada pelo chefe do GSI, Augusto Heleno, e alvo de críticas do senador Omar Aziz.

6 de dezembro de 2021

Cadastro Nacional vai reunir informações de pessoas condenadas por pedofilia

Os dados serão levantados pelo Conselho Nacional de Justiça. Entre os crimes estão estupro de vulnerável; corrupção de menores; exploração sexual de criança ou adolescentes.

6 de dezembro de 2021

Após tramitação relâmpago, vereadores aprovam Secretaria de Segurança

A criação de 68 cargos para o funcionamento da Segurança Pública gerou críticas dos vereadores Amom Mandel e Rodrigo Guedes. Governistas defenderam a criação dos cargos.

6 de dezembro de 2021

Vitória de Keitton em Coari aumenta poder de fogo dos Pinheiros em 2022

Eleição de Keitton Pinheiro ajuda a 'turbinar' as candidaturas de Adail Pinheiro Filho para deputado federal e de Mayara Pinheiro para permanência da sua vaga na Assembleia.

6 de dezembro de 2021

Absorventes e fundão eleitoral: Congresso analisa vetos de Bolsonaro

Congresso Nacional analisa, nesta terça-feira (7), os vetos do presidente ao fundão eleitoral de R$ 5 bilhões e a distribuição de absorventes para estudantes de baixa renda.

6 de dezembro de 2021

Em novo pacote de projetos de lei, Governo garante pagamento de datas-bases

A reestruturação da Lei 3.510 era esperada há décadas. Com ela, é possível a atualização salarial de vencimento e gratificações. A correção era esperada por 1987 servidores.

6 de dezembro de 2021

Bolsonaro quer Governo Federal decidindo sobre passaporte da vacina

Uma MP assinada por Bolsonaro teria o poder de alterar imediatamente essa lei, interferindo na autonomia de Estados e municípios, mas poderia ser rejeitada pelo Congresso.

6 de dezembro de 2021

General Heleno autoriza avanço de garimpo em áreas preservadas da Amazônia

Ministro Augusto Heleno do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) permitiu sete projetos de pesquisa de ouro em região na fronteira, ato inédito nos últimos dez anos.

6 de dezembro de 2021