fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Prefeita de Coari segue planos de Adail Filho com construção de estádio

Empresa vencedora da licitação para a construção do estádio acumula diversos contratos com a Prefeitura de Coari e vai receber dos cofrer públicos quase R$ 11 milhões.

30 de setembro de 2021

Compartilhe

Prefeita em exercício, Dulce, e o prefeito cassado, Adail Filho (Foto: Divulgação)

Mesmo com o mandato cassado, Adail Filho vem emplacando projetos do plano de governo que lhe garantiu vitória como candidato a prefeito de Coari nas Eleições de 2020. Mesmo sem pôr os pés na prefeitura, Adail teve o que comemorar esse mês. Isso porque teve início o processo de homologação de resultado de licitação para a construção de um estádio no município. A proposta foi defendida por Adail na última corrida eleitoral.

Vale destacar que, atualmente, Coari não tem nenhum time profissional em divisões do Campeonato Amazonense. O último triunfo do município em um torneio profissional no Estado foi a conquista do título do Barezão em 2005, com o Grêmio Coariense.

O time foi o primeiro de fora de Manaus a ganhar a principal divisão do campeonato amazonense. Antes disso, o clube, que havia sido profissionalizado em 2003, conquistou também o vice-campeonato na competição em 2004.

Apesar da conquista, desde 2013 Coari não conta com um time representante nas divisões de campeonatos profissionais no Estado. Isso porque no mesmo ano o Grêmio Coariense se desfiliou da Federação Amazonense de Futebol (FAF).

Estádio de Coari vai custar R$ 3,9 milhões

A prefeita em exercício, Maria Ducirene da Cruz Menezes, a “Dulce” do MDB, que está há nove meses no cargo, assinou, no dia 21 de setembro deste ano, um despacho de homologação e adjudiação com valor global de R$ 3,9 milhões para a construção de um estádio de futebol no município.

A empresa Orion Serviços Técnicos Eireli-EPP venceu a concorrência pública de nº 003/2021 e vai receber dos cofres públicos o valor total de R$ 3.985.363,28.

Empresa detém diversos contratos com a Prefeitura de Coari

Com o mais novo negócio firmado com a Prefeitura de Coari, a Orion totaliza seis contratos com a atual gestão do município e vai receber quase R$ 11 milhões dos cofres públicos. Na lista estão a construção de um portal e uma praça pública, no valor inicial de R$ 1.393.788,37. Porém, o valor foi aditivado em março, à época pela prefeitura em exercício Laura Macedo Coelho, e agora o valor é de R$ R$ 2.787.576,74.

Além disso, a mesma empresa vai receber mais de R$ 1,2 milhão por construção de meio fio e sarjeta em apenas um bairro de Coari. Entram para a lista obras de mais de R$ 5,5 milhões, arrematadas por três empresas, incluindo a Orion, por meio de concorrência pública nº 002/2021.

Em outro contrato, a empresa vai receber quase R$ 1 milhão para construir um anfiteatro e aproximadamente R$ 2 milhões pela construção de uma praça infantil. Todas as obras contemplam o município de Coari e constam em edições do Diário Oficial Eletrônico dos Municípios do Amazonas.

Preço de Obra é ‘Peso 2’ em Coari

No mês passado, a prefeita interina de Coari foi denunciada ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) após firmar um contrato com a empresa IF Engenharia. O valor do contrato é de R$ 1,9 milhão para serviços de terraplenagem, asfaltamento, meio-fio e sarjeta no município.

O motivo que levou a prefeita a virar alvo de denúncia no TCE-AM é o de ter firmado um contrato para obras na estrada Coari-Itapéua. Porém, a obra já está sendo executada pelo Governo do Amazonas. A Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) está investindo R$ 16 milhões na urbanização da estrada.

Para ter acesso a mais informações sobre o contrato, clique aqui.

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Gilberto Kassab anuncia Rodrigo Pacheco como candidato a presidente

O presidente Nacional do PSD revelou, neste sábado, que o candidato do partido à presidência, no próximo ano, será o senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado.

23 de outubro de 2021

Wilson Lima e David Almeida assinam convênios de mais de meio bilhão

O governador Wilson Lima e o prefeito David Almeida assinarão, amanhã, uma série de convênios que representarão um presente para a cidade que fará 352 anos neste domingo.

23 de outubro de 2021

STF realiza audiência para discutir a criação do juiz de garantias

Juiz de garantias vai atuar fiscalizando a legalidade dos atos praticados pelo juiz da instrução criminal, o que gerou uma dúvida sobre a constitucionalidade desta novidade.

23 de outubro de 2021

Congresso abre prazo para apresentação de emendas a LOA da União

Lei Orçamentária Anual (LOA) do Governo Federal reservou R$ 16,2 bilhões para os parlamentares apresentarem emendas com execução obrigatória no próximo ano.

23 de outubro de 2021

Improbidade administrativa um problema recorrente das prefeituras

Para analista político, irregularidades na prestação de contas pode ser fruto da falta de pessoal, dificuldades dos servidores e até mesmo má fé com a causa pública.

23 de outubro de 2021

“Baixo orçamento é oriundo de Arthur Neto”, culpa Antônio Stroski

Titular da secretaria de meio ambiente disse que política de "encolhimento" de antecessor foi responsável pelo atual orçamento de R$ 17,1 milhões em 2022.

23 de outubro de 2021

Após viagens na pandemia e diagnóstico de Covid-19, Assis volta à CMM

Vereador chamava a atenção de pessoas por aglomerações e o não uso de máscara, mas na Pandemia emendou duas viagens seguidas em agosto e voltou pra Manaus com Covid-19.

22 de outubro de 2021

Ex-ministro Esteves Colnago assumirá Secretaria de Tesouro e Orçamento

A nomeação foi confirmada há pouco pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

22 de outubro de 2021