fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Precatórios: bancada deve repetir placar na votação desta terça-feira

No primeiro turno, cinco deputados votaram a favor e três votaram contra a PEC que abre espaço fiscal para bancar Auxílio Brasil.

8 de novembro de 2021

Compartilhe

Na semana passada, o texto-base foi aprovado com 312 votos entre 456 presentes na Câmara Federal (Foto: Reprodução)

A bancada do Amazonas deve repetir, nesta terça-feira (9), o mesmo desempenho registrado no primeiro turno de votação da Proposta de Emenda Constitucional dos Precatórios (PEC), quando cinco deputados votaram a favor e três votaram contra a proposta que abre um espaço fiscal de R$ 91,2 bilhões para o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) bancar o novo Auxílio Brasil.

O programa vai substituir o Bolsa Família e prevê pagar R$ 400 para 17 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social.

No primeiro turno, votaram a favor da PEC os deputados federais Átila Lins (PP), Bosco Saraiva (Solidariedade), Capitão Alberto Neto (Republicanos) Delegado Pablo (PSL) e Silas Câmara (Republicanos). Foram contrários à proposta os deputados Marcelo Ramos (PL), Sidney Leite (PSD) e José Ricardo Wendling (PT).

Nesta segunda-feira (8), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL), manteve a votação da chamada PEC dos Precatórios (Proposta de Emenda à Constituição 23/21) para esta terça-feira, no Plenário. Ele voltou a afirmar que a margem de apoio à proposta deve aumentar na votação desta terça, quando espera obter um quórum maior.

Na semana passada, o texto-base foi aprovado com 312 votos entre 456 presentes. São necessários 308 para a aprovação.

Bosco Saraiva disse que a repetição do placar é o mais provável porque a correlação de forças está bem consolidada na bancada. Lembra que Marcelo Ramos e José Ricardo são declaradamente opositores do governo Bolsonaro, enquanto Sidney Leite expressou forte convicção ao votar contra a matéria.

O deputado acredita que o placar poderá ser aumentado em favor da PEC em outras bancadas, principalmente as do Nordeste, que se dividiram na votação em primeiro turno mesmo com muitos parlamentares sendo integrantes de partidos da base aliada de Bolsonaro.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova PEC dos Precatórios

A PEC do senador Fernando Bezerra, que já passou pela Câmara dos Deputados, libera espaço fiscal em 2022 para o pagamento do programa social Auxílio Brasil.

1 de dezembro de 2021

Prazo para apresentação de emendas impositivas à LOA encerra hoje

O Governo estima o orçamento para o próximo ano fiscal em pouco mais de R$ 24 bilhões. Os deputados podem dispor de 1,2% da receita corrente líquida para emendas individuais.

1 de dezembro de 2021

Comissão de Educação ignora pedidos do Sinteam e frustra educadores

Sindicato que representa a categoria dos profissionais da Educação diz que a comissão não deu retorno de ofícios protocolados ao longo do ano; reajuste é uma das pautas.

1 de dezembro de 2021

STF mantém foro de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

A investigação que atinge o senador foi desidratada por decisões do STJ, que anulou a maior parte das provas colhidas em primeiro grau por considerar o juízo incompetente.

1 de dezembro de 2021

Deputados debatem prática de empinar moto como atividade desportiva

Deputada diz que o 'grau de moto' têm sido muitas vezes reprimido por agentes da polícia e por isso quer transformar a 'acrobacia' em esporte.

1 de dezembro de 2021

Destacando presença de deputados, Bolsonaro oficializa entrada no PL

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro destacou que a cerimônia foi uma simples filiação ao partido e que não estava “lançando ninguém a cargo nenhum”.

30 de novembro de 2021

Plínio e Marcelo defendem emendas do relator e transparência na aplicação

Senador Plínio Valério e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, defenderam o instrumento que possibilita liberação de recursos para o Estado e os municípios.

30 de novembro de 2021

Ministério Público do Amazonas vai investigar garimpagem no rio Madeira

MP-AM instalou inquérito civil público na última sexta-feira (26) para investigar "possíveis irregularidades" das balsas de garimpo que se amontoaram no Rio Madeira.

30 de novembro de 2021