fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Pleno do TJAM faz duas importantes escolhas nesta terça-feira

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

29 de março de 2021

Compartilhe

Dois processos de escolha para preenchimento dos quadros do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) serão realizados nesta terça-feira (30) pelo Pleno da instituição. Em um deles, os membros do Pleno reduzirão a três os nomes da lista sêxtupla escolhida pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM) para preencher uma vaga de desembargador por meio do Quinto Constitucional. Em outro processo, o pleno escolhe o nome que irá ocupar um cargo da magistratura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).

___

ENTRE DOIS NOMES

Para a vaga do TRE, o pleno vai escolher entre dois nomes. Estão inscritos para concorrer a esta vaga os desembargadores Wellington José de Araújo e Elci Simões de Oliveira. O desembargador escolhido deverá complementar o biênio da atual gestão, que se encerrará em 7/5/2022, devido ao falecimento do desembargador Aristóteles Lima Thury, ocorrido no dia 14 de fevereiro deste ano, em decorrência de complicações da Covid-19.

___

ENTRE SEIS NOMES

A outra votação que consta na pauta da sessão desta terça-feira do Tribunal Pleno será para definir a composição da lista tríplice a ser enviada ao governador, que escolherá um membro do Ministério Público para ocupar a vaga de desembargador no TJAM pelo Quinto Constitucional. A promotora de Justiça Vânia Maria Marques Marinho foi a mais votada, com ampla vantagem, pelos membros do MPAM. É, portanto, a favorita para preencher a vaga.

___

NATIMORTO

Segundo fontes do RealTime1, o ex-superintendente da Suframa, Alfredo Menezes (Patriota) teria recebido uma ordem direta do presidente Jair Bolsonaro para compor uma chapa com o atual governador Wilson Lima. No entanto o projeto de Bolsonaro no Amazonas pode afundar antes mesmo de deixar o porto. Isso porque, segundo as mesmas fontes, o coronel estaria sendo investigado pelo seus atos durante o período em que esteve na Suframa e por outras denúncias que envolveriam salas comerciais da incorporadora SKN no empreendimento Soberane.

___

METRALHADORA GIRATÓRIA

Após recente reunião da chamada “direita do Amazonas” Menezes disparou sua metralhadora giratória criticando tudo e todos. Segundo analistas políticos ele estaria sofrendo do mesmo mal do presidente Jair Bolsonaro: mania de perseguição. Menezes estaria agora fazendo ataques sistemáticos ao senador Omar Aziz, a quem ele atribui não só sua saída da Suframa mas o acusa de ter “puxado seu tapete” para não assumir a presidência do DNIT. Marketing viral puro, garantem.

___

CORRENDO ATRÁS

Ex-candidato a prefeito de Manaus, onde teve 11.5% dos votos, Menezes estaria agora tentando cooptar o ex-vereador Chico Preto para ser seu candidato à suplente na eleição para a vaga de senador pelo Amazonas. Vale lembrar que Chico Preto já foi o principal aliado do senador Eduardo Braga e líder do então governador Omar Aziz na Assembleia Legislativa (Aleam). Haja coerência.

___

JEJUM PELO BRASIL

Presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, uma associação da qual o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é muito próximo, o deputado federal Silas Câmara (Republicanos) enviou à coluna a convocação para o “Jejum Nacional pelo Brasil”, que estava marcado para esta segunda-feira (29). Nas redes sociais, o presidente também convidou seus seguidores a aderir ao jejum: “Teremos um dia de jejum e oração pelo bem e pela liberdade de nossa nação”, postou o presidente.

___

PAPO POR ELAS

Foi encerrada nesta segunda-feira (29), a campanha “Papo por Elas – edição especial – Um mês para debater direitos das mulheres”, da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM). O encerramento se deu com um curso online sobre prova testemunhal. Coordenada pela Escola Superior da DPE-AM (Esudpam), a série de cursos online teve início do dia 3 de março e foi alusiva ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março.

___

PESAR

No final de semana, mais duas figuras proeminentes do cenário intelectual amazonense tiveram seu falecimento muito lamentado nas redes sociais. O professor Paulo Pinto Monte, decano do departamento de filosofia, considerado um grande filósofo e antropólogo foi uma das mortes lamentadas. Também foi muito lamentado o falecimento do médico dermatologista Luiz Cláudio Dias, conhecido como Macalé, e engajado com os movimentos sociais do Amazonas.

___

MORTE DO PM

O vereador Capitão Carpê (Republicanos) comentou em tribuna nesta segunda-feira (29) sobre a morte do policial militar na Bahia que estava no Farol da Barra com um fuzil e após atirar para o alto foi baleado por outros policiais. O parlamentar classificou a ação do policial Wesley Goes como “transtorno psicológico” devido às restrições e fechamento de comércio impostas pelo Governo da Bahia para evitar colapso nos hospitais da região. O vereador defendeu que o policial morreu por não aguentar a pressão de um “governo ditatorial”.

___

REVOLTA COM MEDIDA

Para o vereador, em um momento de euforia e transtorno psicológico, o policial foi para o Farol da Barra armado com um fuzil, revoltado com as medidas do governo. Carpê afirmou que o policial estava “tendo que fechar comércios e tendo que prender pais de família e cidadãos de bem, por conta dos desmandos de governos que, muitas vezes estão preocupados apenas consigo próprio”. “Esse nobre colega, por se sentir fragilizado naquela ocorrência, cansado e oprimido pelo poder público se colocou no lugar daquele trabalhador. Diante disso, o militar teve um surto psicológico e atirou em direção aos seus colegas”, fantasiou Carpê.

___

POST APAGADO

Uma postagem feita pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) com a mesma linha de pensamento do vereador de Manaus foi apagada pela parlamentar. Ela também afirmava que o policial morreu porque se recusou a prender trabalhadores. “Disse não às ordens ilegais do governador Rui Costa da Bahia”. Bia Kicis apagou a postagem após ser acusada de incentivar a insurreição de tropas militares. Nas redes sociais, informou que apagou a postagem para aguardar o resultado das investigações.

Leia mais sobre Política

PSDB-AM lamenta morte de Bruno Covas: ‘é exemplo a ser seguido’

Arthur Neto e Luiz Alberto Carijó falaram dos ideais de Covas e destacaram que ele é um exemplo a ser seguido pela militância partidária.

16 de maio de 2021

Omar destaca erro na condução da pandemia e desinteresse por vacinas

O senador Omar Aziz preside a CPI da Covid e fez estas afirmações durante entrevista à GloboNews; Aziz diz que todos sabem que houve 'erro' na condução da pandemia.

16 de maio de 2021

Inspirado na Netflix, grupo lança ‘Bolsoflix’; assista a um dos vídeos

Desde a última sexta (14), um site foi ao ar, reunindo uma série de vídeos do presidente Jair Bolsonaro e seus aliados do Governo Federal; confira o trailer.

16 de maio de 2021

Sem máscara, Bolsonaro pede aprovação do voto impresso e ataca Lula

O presidente Jair Bolsonaro compareceu hoje a atos pró-governo. Com queda na aprovação de seu governo, ele disse aos manifestates que mudanças não são imediatas.

15 de maio de 2021

Empate: população está dividida sobre impeachement de Bolsonaro

A pesquisa DataFolha divulgada hoje (15) indica um empate técnico entre as pessoas que aprovariam, ou não, um processo de impeachement ao presidente Jair Bolsonaro.

15 de maio de 2021

Bancada reage à permissão para Pazzuello ficar calado na CPI

Interrogado na próxima quarta-feira (19) o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, assegurou no Supremo Tribunal Federal uma liminar que garante o direito de ficar calado.

15 de maio de 2021

Fachin nega pedido da Polícia Federal e não vai investigar Dias Toffoli

Fachin determinou que é preciso aguardar o plenário da Corte se manifestar sobre o tema. O ministro enviou o processo para o plenário virtual do STF.

15 de maio de 2021

Saúde não teve mais recursos pois Governo não contava com segunda onda

Em ofício, o Ministério da Economia indicou que não destinou mais recursos para Saúde na LOA em 2021, pois o ministério não contava com o recrucidamento da pandemia.

15 de maio de 2021