fbpx

terça, 09 de agosto de 2022

Parlamento europeu pode condenar ataques do presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro havia afirmado que Dom e Bruno, assassinados em junho deste ano no Vale do Javari, no Amazonas; estavam em uma aventura não recomendável.

6 de julho de 2022

Compartilhe

Parlamento lamenta os ataques verbais e declarações intimidadoras do presidente Bolsonaro (Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles)

O Parlamento Europeu vota com urgência nesta quinta-feira (7) uma resolução que pede às autoridades brasileiras a investigação independente e imparcial sobre os assassinatos do jornalista Dom Philips e do indigenista Bruno Pereira.

“O parlamento condena a violência crescente contra defensores ambientais e lamenta os ataques verbais e declarações intimidadoras do presidente Bolsonaro”, afirma a resolução. O presidente Jair Bolsonaro havia afirmado que Dom e Bruno estavam em uma aventura não recomendável.
O texto também pede às autoridades brasileiras ações imediatas para prevenir violações a direitos humanos e para proteger defensores ambientais.

“A exploração ilegal de ouro ameaça as florestas e a biodiversidade em áreas protegidas, expondo populações indígenas a contaminações e aumentando o desmatamento, especialmente na Amazônia brasileira”, diz a resolução.

“[A aprovação da resolução] é um forte sinal de que o parlamento europeu condena claramente os assassinatos cada vez mais frequentes de indígenas e defensores do meio ambiente no Brasil e identifica claramente a responsabilidade do governo Bolsonaro na crescente violência contra os povos indígenas, bem como nas crescentes taxas de desmatamento a ela associadas”, afirma a eurodeputada do Partido Verde Alemão Anna Cavazzini, que também é vice-presidente da delegação sobre as relações com o Brasil e uma das negociadoras da resolução.

O parlamento europeu deve votar em setembro uma proposta de legislação para proibir a importação de commodities ligadas a desmatamento, o que deve afetar matérias-primas exportadas pelo Brasil como carne bovina, madeira e soja.

Texto: Ana Carolina Amaral (FolhaPress)

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

DC refaz contas para garantir mínimo da cota feminina nas Eleições do AM

Antes, o partido não havia apresentado o mínimo de candidaturas femininas para a disputa na Câmara Federal. Agora, a sigla conta com duas mulheres e quatro homens.

9 de agosto de 2022

Após definir palanque com Braga e Omar, Lula vem ao AM em setembro

Viagem está marcada para o início do mês de setembro, conforme informou ao RealTime1 o presidente estadual do PCdoB, Eron Bezerra.

9 de agosto de 2022

TRE-AM realiza curso para Prestação de Contas das Eleições 2022

O treinamento visa a correta prestação de contas, desde a utilização do sistema da Justiça Eleitoral até o lançamento das receitas e despesas. Inscrições encerram dia 12.

9 de agosto de 2022

Chico diz que tentará Senado de forma avulsa, mas pode ser impugnado

O alerta é do advogado Augusto Sampaio que aponta que Chico Preto não pode ser beneficiado pela decisão do TSE porque o Avante apoia coligação que já tem senador.

9 de agosto de 2022

Silas Câmara declara patrimônio de R$ 3,5 milhões à Justiça Eleitoral

O patrimônio do deputado federal evoluiu de R$ 2,1 milhões para R$ 3,5 milhões. Em 2006, quando ele foi eleito pela 3º vez para Câmara, os bens declarados somavam R$ 574 mil.

9 de agosto de 2022

Patrimônio dos irmãos Pinheiro evolui de R$ 557 mil para R$ 3 milhões

Candidata à reeleição, Mayara Pinheiro declarou possuir o patrimônio de R$ 1,9 milhão. A soma é R$ 864,6 mil a mais que os bens declarados pelo irmão, Adail Filho.

9 de agosto de 2022

O que faz um suplente de senador? O AM já definiu estes nomes; confira

Candidatos a suplentes nas chapas majoritárias são empresários, ex-dirigente de partido, professores e membros da comunidade indígena.

9 de agosto de 2022

Wilson Lima recebe apoio da Base Cristã do Amazonas para reeleição

É o segundo evento religioso que o governador participou após as convenções. No sábado Wilson esteve na assembleia que reuniu 300 pastores da capital e do interior do estado.

9 de agosto de 2022