fbpx

domingo, 28 de fevereiro de 2021

MPF quer saber se há vagas nos hospitais militares do Amazonas

As informações foram requisitadas após noticiário de que 72% dos leitos destinados ao tratamento de Covid-19 estão vagos nessas unidades.

12 de fevereiro de 2021

Compartilhe

MPF argumenta que hospitais militares também fazem parte do SUS (Foto: Divulgação)

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a órgãos do Executivo federal e estadual e a hospitais militares localizados em Manaus que prestem informações, no prazo de 24 horas, sobre suposta não utilização de leitos vagos nessas unidades hospitalares durante a pandemia de Covid-19 no Amazonas.

A medida leva em consideração a necessária participação das unidades de saúde militares, principalmente em momentos críticos de saúde pública como o atual.

Os questionamentos sobre os leitos foram encaminhados à Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Amazonas, à Secretaria Executiva do Ministério da Saúde e às diretorias da Policlínica Naval de Manaus, do Hospital da Aeronáutica de Manaus e do Hospital Militar de Manaus, administrado pelo Exército Brasileiro.

As informações foram requisitadas após a divulgação de notícias pela imprensa informando que 72% dos leitos destinados ao tratamento de Covid-19 estão vagos em hospitais das Forças Armadas no Amazonas, enquanto a rede de saúde do estado está saturada, com mais de 300 pacientes à espera de leitos.

Em detalhes

De acordo com o MPF, os hospitais militares precisarão detalhar, em resposta à solicitação, o número de leitos clínicos e de UTI, ocupados e vagos, esclarecendo se são resultado de ampliação recente da oferta ou se há providências nesse sentido; se há tratativas com o Governo do Amazonas ou Ministério da Saúde para utilização dos leitos das referidas unidades; os atendimentos que digam respeito aos casos de Covid-19, além de outras informações que julgarem relevantes.

No despacho que determinou o envio dos ofícios, o MPF argumenta que hospitais militares também fazem parte do Sistema Único de Saúde (SUS), tendo em vista que são financiados, em seu maior montante, “com recursos financeiros oriundos de dotações orçamentárias, consignadas no Orçamento da União”, ressaltando que a população, por meio de tributos, custeia a maior parte do serviço de saúde destinado aos militares.

“De toda sorte, e considerando todos os esforços empreendidos para o enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Estado do Amazonas, não há motivos justificáveis para que referidas unidades permaneçam alheias ao quadro caótico de saúde que diariamente ceifa dezenas de vidas. Convém registrar que as unidades militares podem se valer de convênios com entes da federação para ofertar os seus serviços à população, a exemplo do serviço prestado pelo Hospital de Guarnição de Tabatinga, de modo que são necessários esclarecimentos acerca do divulgado”, reforça o MPF no documento.

Com informações da assessoria

Leia mais sobre Política

Inscrições gratuitas: Amom abre novo edital para vaga de R$ 2 mil

O candidato deve ter concluído o ensino médio ou superior, dependendo da vaga. Todos os procedimentos, desde a inscrição, provas e entrevistas serão de forma on-line.

28 de fevereiro de 2021

PGR pede impugnação da ação de partidos contra Conselho da Amazônia

O PT e o PSB alegaram que a nova constituição do Conselho da Amazônia seria uma tentativa do Governo Federal para interferir na autonomia dos governos estaduais da região.

27 de fevereiro de 2021

Lira quer reunião com governadores para discutir orçamento da União

O presidente da Câmara em Brasília convidou governadores a contribuírem na redação do Orçamento, ainda não aprovado na Casa, afim de mitigar problemas econômicos nos estados.

27 de fevereiro de 2021

Repetição de cargos na mesa diretora é inconstitucional, diz Aras

Na Assembleia Legislativa do AM, na última eleição da Mesa, a segunda vice-presidente, Mayara Pinheiro e o secretário-geral Delegado Péricles foram reconduzidos aos cargos.

27 de fevereiro de 2021

Enchente: Governo prevê anistia a dívidas de produtores com Afeam

Projeto de anistia a ser enviado à Aleam contempla produtores que foram atingidos pela enchente nas calhas dos rios Purus, Juruá e Madeira.

27 de fevereiro de 2021

Derrubada teto de gastos deve piorar o caos com a cheia no interior

Os municípios do interior do Amazonas se preparam para uma cheia histórica e podem ser os mais prejudicados caso haja aprovação do texto original da PEC Emergencial.

26 de fevereiro de 2021

Citando injustiça e ‘likes’, Marcelo Ramos defende PEC da Impunidade

Para Marcelo Ramos, quem é contra a PEC que limita as possibilidades de prisão de parlamentares age com 'absoluta injustiça' ao se referir ao texto como 'PEC da Impunidade'.

26 de fevereiro de 2021

Nas redes sociais, Jaiza Fraxe fala em vacina para animais domésticos

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

26 de fevereiro de 2021