fbpx

terça, 21 de setembro de 2021

Jogadores argentinos descumprem regra sanitária no Brasil e CPI entra em campo

O senador Randolfe Rodrigues protocolará, nesta segunda-feira, um pedido de informações à Anvisa e CBF para saber se houve acordo para descumprimento de regra sanitária.

6 de setembro de 2021

Compartilhe

Regra da Anvisa que barrou quatro jogadores argentinos existe para evitar a proliferação da chamada variante Delta do novo coronavírus, que é predominante na Inglaterra (Foto: Reprodução/O Globo)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 quer saber como quatro jogadores argentinos entraram no Brasil procedentes da Inglaterra sem cumprir a quarentena obrigatória e, ainda, entrar em campo para enfrentar a Seleção Brasileira, neste domingo (5), pelas eliminatórias da Copa do Mundo do Catar.

O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), protocolará nesta segunda-feira (6) um pedido de informações para saber quem autorizou a entrada dos quatro jogadores da Argentina em campo, mesmo eles tendo infringido regras sanitárias brasileiras. O parlamentar também afirmou que poderá pedir a convocação de representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) caso as informações não sejam enviadas à CPI.

A partida entre Brasil e Argentina foi interrompida quando agentes da Polícia Federal (PF) e da Anvisa entraram, na tarde deste domingo, no campo da Neo Química Arena, em São Paulo, para retirar quatro jogadores da Argentina que não cumpriram a quarentena contra a disseminação do coronavírus. Com isso, o time argentino se retirou do campo em que disputaria a partida contra a Brasil.

O goleiro Martinez, o zagueiro Cristian Romero, o meio campo Lo Celso, todos titulares, e o meia atacante Emiliano Buendia mentiram ao preencherem formulário de ingresso no país, na sexta-feira e, por isso, já no sábado, quando a Anvisa descobriu que eles estiveram em campo pelo campeonato inglês há menos de 14 dias, determinou a deportação dos quatro.

A partir daí houve uma série de reuniões entre autoridades brasileiras, a CBF e a Conmebol, que chegou a falar de um acordo firmado com as delegações, o que significaria o descumprimento da portaria da Anvisa, que tem por trás uma Lei Federal assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Como os argentinos insistiram em contar com os quatro jogadores, não restou à Anvisa outra alternativa se não acionar a Polícia Federal para expulsá-los do País, o que aconteceu quando o jogo já estava com cinco minutos do primeiro tempo.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson diz que é inocente e crê em absolvição em processo no STJ

Governador diz que agora terá oportunidade para apresentar defesa e provar que não teve participação no processo de compra de respiradores com valor superfaturado no Amazonas

20 de setembro de 2021

Mais uma: CMM dispensa licitação e contrata materiais de cozinha por R$ 17 mil

Até o dia 1º de setembro, os contratos sem licitação de David Reis na CMM já somavam mais de R$ 4,2 milhões, o que levou o Comitê de Combate à Corrupção a entrar em jogo.

20 de setembro de 2021

Criação da 1ª biblioteca pública virtual de Manaus é aprovada na CMM

Biblioteca Pública Virtual de Manaus Francisco Calheiros homenageia um dos grandes poetas que o Amazonas já teve, o amazonense Francisco Calheiros, que morreu de Covid-19.

20 de setembro de 2021

Pojeto que cria ‘Brechó da Construção’ segue para sanção do prefeito

Os produtos deverão ser recolhidos no local da doação e encaminhados a uma central de distribuição para classificação, armazenamento e entrega aos beneficiários.

20 de setembro de 2021

STJ acata denúncia da PGR, mas mantém Wilson no Governo do Amazonas

O processo envolve a compra de 28 respiradores por mais de R$ 2 milhões durante a segunda onda da Covid-19 no Amazonas. A denúncia conclui que o valor pago foi superfaturado.

20 de setembro de 2021

CMM reage mal à cobrança de oposicionistas contra ‘puxadinho’

Vereadores da base governista do prefeito David Almeida (Avante) na CMM provocaram Rodrigo Guedes e Amom Mandel que conseguiram na Justiça barrar o avanço da obra.

20 de setembro de 2021

Controlador-geral da União: Wagner Rosário depõe à CPI nesta terça

Ministro-chefe da Controladoria-Geral da União terá de responder porque o órgão tinha informações sobre a Precisa Medicamentos, mas não fez nada a respeito.

20 de setembro de 2021

Renan adia entrega do relatório final da CPI da Covid no Senado

Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) revelou que documentos apreendidos na Precisa Medicamentos ainda estão sendo analisados.

20 de setembro de 2021