fbpx

domingo, 03 de julho de 2022

Itamaraty apela para encerramento da ação militar russa na Ucrânia

O Ministério das Relações Exteriores emitiu nota à imprensa onde afirma que vê com "grave preocupação" a ação militar do exército de Vladmir Putin em territórios da Ucrânia.

24 de fevereiro de 2022

Compartilhe

Brasil apela por uma saída diplomática e fim imediato das hostilidades entre Rússia e Ucrânia (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr)

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil emitiu, na manhã desta quinta-feira (24), uma nota à imprensa em que afirma que acompanha, “com grave preocupação”, a deflagração de operações militares da Rússia contra alvos no território da Ucrânia. Até o momento a manifestação pública do governo federal é a expressa pelo Itamaraty e pelo vice-presidente, Hamilton Mourão. O presidente Jair Bolsonaro silenciou-se sobre a crise na Ucrânia.

“O Brasil apela à suspensão imediata das hostilidades e ao início de negociações conducentes a uma solução diplomática para a questão, com base nos Acordos de Minsk e que leve em conta os legítimos interesses de segurança de todas as partes envolvidas e a proteção da população civil”, diz a nota do Itamaraty.

Os Acordos de Minsk, assinados em 2014 por representantes da Ucrânia, da Rússia, da República Popular de Donetsk (DNR) e da República Popular de Luhansk (LNR), tem como objetivo pôr fim à guerra no Leste da Ucrânia.

Ainda de acordo com a nota, “como membro do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o Brasil permanece engajado nas discussões multilaterais com vistas a uma solução pacífica, em linha com a tradição diplomática brasileira e na defesa de soluções orientadas pela Carta das Nações Unidas e pelo direito internacional, sobretudo os princípios da não intervenção, da soberania e integridade territorial dos Estados e da solução pacífica das controvérsias”.

O Exército russo confirmou, nas primeiras horas desta quinta, o início dos bombardeios no território da Ucrânia, mas garantiu que os ataques têm apenas como alvo bases aéreas ucranianas e outras áreas militares, não zonas povoadas.

O presidente russo, Vladimir Putin, justificou a operação militar, afirmando que se destina a proteger civis de etnia russa em Donetsk e Luhansk, cuja independência ele reconheceu na segunda-feira.

Líderes europeus condenaram a ação russa. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, defendeu uma reunião de emergência dos líderes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), “o mais breve possível”, para discutir a invasão militar da Ucrânia pela Rússia.

Já a ministra dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, Annalena Baerbock, disse que Berlim e os aliados da Alemanha vão aplicar “sanções mais severas” contra a Rússia. Itália, Macedônia do Norte e República Tcheca condenaram também a operação militar contra a Ucrânia.

Com informações da Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

PT divulga nome de pré-candidatos a deputado federal e estadual no AM

Além dos pré-candidatos para a Aleam e Câmara Federal, os petistas homologaram o nome de Cheila Moreira para suplência do senador Omar Aziz (PSD).

2 de julho de 2022

Com apoio de Omar e Sidney, Manacapuru ganha escola construída sobre as águas

A escola municipal e a Quadra Poliesportiva Almir Batista da Silva, na comunidade Rainha dos Apóstolos, atenderão pelo menos 250 criança e jovens.

2 de julho de 2022

Datafolha: maioria diz que professor deve evitar falar de política

Pesquisa mostra que 54% dizem que pais têm o direito de proibir as escolas de ensinar temas que não achem adequados, mas apoiam discussão sobre pobreza e desigualdade social.

2 de julho de 2022

Com futuro incerto na disputa pelo Governo, PSol reúne filiados hoje

Quatro nomes disputam internamente a preferência dos filiados, mas nenhum tem força suficiente para ser anunciado na briga pelo Governo sem ter que passar pelas prévias.

2 de julho de 2022

Governo do AM firma convênios de R$ 67 mi para educação e setor primário

Na área de educação, os municípios de Anamã, Itacoatiara e Urucurituba receberam R$ 8,1 milhões para serviços de reformas em escolas estaduais e municipais.

2 de julho de 2022

Lula pode unir Braga, Omar e Nicolau no mesmo palanque no Amazonas

Reunião solicitada por Lula acontece neste domingo (3) e busca selar o apoio do petista às candidaturas de Omar, Braga e Nicolau nas eleições deste ano pelo Amazonas.

2 de julho de 2022

Senado aprova PEC com estado de emergência e R$ 41,25 bi em auxílios

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) prevê R$ 41,25 bilhões até o fim do ano para expansão de benefícios federais, como o Auxílio Brasil e o vale-gás de cozinha.

2 de julho de 2022

Emendas parlamentares somam R$ 22 mi para produção no interior do AM

São 37 municípios com emendas de parlamentares do Amazonas para o incremento da produção rural no interior do Amazonas com obras e implementos agrícolas.

2 de julho de 2022