fbpx

sexta, 07 de maio de 2021

Independência coloca Omar na ‘pole position’ para presidir a CPI

Eleição acontecerá na sessão de instalação da CPI, marcada para o dia 22, e até lá o senador pelo Amazonas seguirá favorito a comandar a investigação

16 de abril de 2021

Compartilhe

Omar Aziz conta com a simpatia do bloco governista, composto por quatro senadores, e teria maioria com o voto dele próprio e do colega Otto Alencar (PSD/CE)

O senador Omar Aziz (PSD) se consolidou, na manhã desta sexta-feira (16), como o nome favorito para assumir a presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 no Senado. O cálculo leva em conta que ele tem uma postura independente, promete realizar um trabalho de investigação técnico e, por isso, angariou apoios tanto de governistas quanto dos independentes.

Para os governistas, Omar é uma opção melhor que Randolphe Rodrigues (PSOL/AP), que por ser o autor do pedido da CPI era tradicionalmente eleito presidente. Jair Bolsonaro quer que aconteça tudo, menos que Randolphe assuma esse cargo e assim vai mobilizar os quatro governistas para votar em Omar. São eles Ciro Nogueira (PP/PI), Eduardo Girão (Podemos/CE), Marcos Rogério (DEM/RO) e Jorginho Mello (PL/SC). Com o voto de seu colega de partido, o senador Otto Alencar (PSD/BA), Omar alcançaria os seis votos necessários para ser indicado presidente.

O senador, contudo, trabalha para ter todos os votos, incluindo na conta os independentes: Eduardo Braga (MDB/AM), Renan Calheiros (MDB/AL) e Tasso Jereissatti (PSDB/CE). Não está descartada a hipótese dele conseguir os votos dos oposicionistas Randolphe e Humberto Costa (PT/CE).

Para chegar nessa unanimidade, a costura envolve entregar a vice-presidência a Randolphe Rodrigues e acomodar um dos emedebistas na relatoria. O MDB, como maior partido do Senado, reivindica a relatoria e o governo Bolsonaro manobra para que ela caia nas mãos de Eduardo, tido como um político menos raivoso em relação ao Planalto do que Renan Calheiros, um duro crítico do governo Bolsonaro.

O bloco governista não tem bala na agulha para bancar um nome para a presidência, pois os três independentes e os dois oposicionistas fariam melhor negócio apoiando um nome como o de Omar.

O senador pelo Amazonas, falando ao portal REALTIME1, prometeu que fará um trabalho técnico, sem perseguições a governistas, mas cobrando promessas e responsabilidades. “CPI não será para perseguir, mas vamos apurar, saber porque não compramos vacinas lá atrás, saber porque promessas não foram cumpridas, como a de vacinar em fevereiro a população de Manaus maior de 50 anos, o que o Pazuello (Eduardo, ex-ministro da Saúde), prometeu e até agora não foi cumprido”, afirmou.

A sessão de instalação da CPI deve ocorrer na próxima quinta-feira, após o feriado de Tiradentes. A primeira missão é eleger o presidente, que depois indica arbitrariamente o relator. Até lá, muitas costuras políticas serão feitas, mas em todas Omar Aziz estará no Centro.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021