fbpx

domingo, 05 de dezembro de 2021

Farmácias pedem para funcionar durante toque de recolher no Amazonas

Os conselhos federal e regional de farmácia argumentam que desde 2014 farmácias e drogarias são estabelecimentos de saúde, previstos na Lei Federal nº 13.021.

15 de janeiro de 2021

Compartilhe

Farmácias só podem funcionar na modalidade delivery após o toque de recolher de 19h às 6h. Foto: Agência Brasil.

Os conselhos federal e regional de farmácia encaminharam ofício ao Governo do Estado pedindo que o decreto de nº 43.282 considere farmácias e drogarias como serviço essencial visto que desde 2014 elas foram reclassificadas como estabelecimentos de saúde, conforme a Lei nº 13.021. 

De acordo com o decreto, farmácias só poderão funcionar na modalidade delivery após o toque de recolher de 19h às 6h, em todo do Estado.  A partir desta sexta-feira, 15, elas funcionarão até às 18h, segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Drogas do Amazonas.

“Farmácias e drogarias, como estabelecimento de saúde que são, não podem ser incluídas no toque de recolher porque têm se demonstrado como essenciais e indispensáveis para assegurar o acesso a medicamentos, rastreamento e orientação de pacientes com casos suspeitos de covid-19, visto a realização de teste rápidos”, diz trecho do ofício assinado pelo presidente do conselho regional de farmácia do Amazonas, Jardel Araújo da Silva.

O presidente do conselho federal de farmácia, Walter da Silva Jorge João argumentou que a limitação à modalidade delivery não se justifica uma vez que outras atividades essenciais não estão sujeitas ao toque de recolher.

“Farmácias devem sim, ser vistas como aliadas das autoridades e da saúde pública neste momento delicado”.

Leia mais sobre Política

Obrigatoriedade de filmagem para entrar em domicílio de suspeitos é anulada

A decisão se deu em favor de um homem, suspeito de tráfico de drogas, com o entendimento de que a entrada dos policiais em sua casa foi ilegítima.

4 de dezembro de 2021

Prefeito David Almeida cancela festas de Réveillon em Manaus

Temendo aumento de casos de Covid-19, o prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou neste sábado o cancelamento das festas de Réveillon.

4 de dezembro de 2021

Empresa deverá pagar a entregador com Covid-19 ajuda financeira

Câmara aprova medidas de proteção a entregadores de aplicativo durante pandemia. A ajuda é equivalente à média dos três últimos pagamentos mensais recebidos pelo entregador.

4 de dezembro de 2021

CAE do Senado discute como barrar aumentos dos combustíveis

Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal vai analisar projeto que modifica a política de preços dos combustíveis adotada pela estatal Petrobras.

4 de dezembro de 2021

‘Lei Seca’ entrará em vigor a partir das 18h deste sábado em Coari

Eleição suplementar que acontece neste domingo escolherá o novo prefeito do município de Coari, o segundo mais rico do Estado e que tem um orçamento de R$ 300 milhões.

4 de dezembro de 2021

Braga propõe comissão mista para acompanhar escalada dos precatórios

Acordo que viabilizou a aprovação da PEC dos Precatórios no Senado determina a criação de uma comissão mista para fiscalizar políticas públicas geradoras de dívidas.

4 de dezembro de 2021

Evangélicos querem vaga de vice-presidente de Bolsonaro em 2022

Para não ser derrotado na disputa de 2022, Bolsonaro precisa agora selar um novo pacto, mas com a cúpula das igrejas e dos templos, e não com o Progressistas de Lira.

4 de dezembro de 2021

SSP-AM reforça suporte à operação Eleição 2021, em Coari

A eleição suplementar para a escolha do novo prefeito de Coari acontece neste domingo (5). A Lei Seca no município entrará em vigor a partir das 18h deste sábado.

4 de dezembro de 2021