fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Empresa vai receber R$ 6 milhões para asfaltar ruas em Novo Aripuanã

Coincidentemente, o valor é quase o mesmo que será gasto pela Prefeitura de Iranduba com serviços de recapeamento de vias. Porém, em Iranduba, o serviço será em área menor.

18 de setembro de 2021

Compartilhe

(Foto: Divulgação)

Assim como o prefeito de Iranduba, Augusto Ferraz (DEM), o atual prefeito de Novo Aripuanã, Jocione dos Santos Souza (PSDB), vai pagar mais de R$ 6 milhões por serviços de recapeamento e pavimentação asfáltica no município.

O extrato de termo de contrato com a empresa M S Construções e Terraplenagem LTDA. foi publicado na edição do dia 15 de setembro do Diário Oficial Eletrônico (DOE) dos Municípios do Estado do Amazonas.

A empresa tem o prazo de 180 dias, contados a partir do dia 10 de setembro, para a execução dos serviços.

Os recursos oriundos da Prefeitura do Município de Novo Aripuanã e que serão repassados à M S Construções e Terraplenagem somam R$ 888.991,47. O restante, no valor de R$ 6.060.705,75 são oriundos do Ministério do Desenvolvimento Regional.

A M S Construções e Terraplenagem terá como principais atividades a abertura, drenagem e pavimentação de ruas e avenidas no município.

A empresa tem sede em Manaus, no conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus.

Valor é quase o mesmo que a Prefeitura de Iranduba pagará à empresa investigada pela PF

Coincidentemente, o valor é quase o mesmo que será gasto pela Prefeitura de Iranduba com serviços de recapeamento de vias. Porém, em Iranduba, a empresa vencedora do certame vai atuar em apenas uma área específica, conhecida como Distrito de Ariau.

A Iza Construções e Comércio Eireli vai receber mais de R$ 6,1 pelo serviço em Iranduba, conforme extrato de contrato assinado pelo prefeito Augusto Ferraz e publicado na edição da última quinta-feira (16) do DOE.

A empresa foi alvo de investigação da Polícia Federal (PF) em processo que investigava esquema fraudulento em licitações no município de Coari, na gestão do ex-prefeito Adail Pinheiro – condenado por exploração de crianças.

O prejuízo aos cofres públicos, conforme revelou a PF, foi de R$ 25 milhões. Para ler mais sobre a Operação Vorax, da PF, clique aqui!

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Após viagens na pandemia e diagnóstico de Covid-19, Assis volta à CMM

Vereador chamava a atenção de pessoas por aglomerações e o não uso de máscara, mas na Pandemia emendou duas viagens seguidas em agosto e voltou pra Manaus com Covid-19.

22 de outubro de 2021

Ex-ministro Esteves Colnago assumirá Secretaria de Tesouro e Orçamento

A nomeação foi confirmada há pouco pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

22 de outubro de 2021

Presidência ou Senado? Sérgio Moro confirma filiação ao Podemos

O ex-juiz deve decidir se concorrerá à Presidência ou ao Senado em breve. A expectativa dentro do partido é que Moro concorra ao Palácio do Planalto.

22 de outubro de 2021

Precatórios: mudanças no teto de gastos, vacinas e Auxílio Brasil

O relator, deputado Hugo Motta, destacou que a aprovação é importante para garantir o Auxílio Brasil, com a previsão de R$ 400 para atender 17 milhões de famílias em 2022.

22 de outubro de 2021

Magistrados do TJAM custaram quase 50 mil em 2020, diz CNJ

Relatório Justiça em Números, produzido pelo Conselho Nacional de Justiça, apresenta números detalhados da atividade dos tribunais brasileiros em 2020.

22 de outubro de 2021

Grupo Samel se posiciona sobre estudo com a proxalutamida

Diretoria do grupo Samel explicou, em direito de resposta obtido na Justiça contra o jornal O Globo, qual papel da empresa na pesquisa com medicamento proxalutamida.

22 de outubro de 2021

Senado aprova PL que prevê repasse de R$ 2 bilhões para Santas Casas

As entidades a serem beneficiadas são aquelas que complementam as operações do SUS, recebendo demandas do sistema público. O texto ainda precisa ser votado na Câmara.

22 de outubro de 2021

Governo pede correção na autorização de empréstimo de R$ 452 milhões

Governo alegou que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) solicitou garantias mais sólidas para a celebração do contrato entre as partes.

22 de outubro de 2021