fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

Dominguetti confirma proposta de propina feita por diretor de ministério

Luiz Paulo Dominguetti disse que, em reunião em Brasília, o ex-diretor de Logística cobrou US$ 1 de propina a cada dose vendida pela empresa que ele representava, a Devati.

1 de julho de 2021

Compartilhe

Devati dizia ter 400 milhões de doses da vacina AstraZeneca, que é produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Foto: Reprodução)

O representante comercial Luiz Paulo Dominguetti confirmou, durante depoimento prestado na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, nesta quinta-feira (1º/7), que o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, pediu propina de US$ 1 por cada dose de vacina AstraZeneca que estava sendo negociada pela empresa canadense Davati Medical Suplly.

O pedido de propina ocorreu no dia 25 de fevereiro, em um jantar no restaurante Vasto, no Shopping de Brasília, e foi presenciado pelo tenente-coronel Marcelo Blanco, ex-diretor substituto de Logística do ministério, e um empresário que Dominguetti não conseguiu identificar.

Luiz Dominguetti também revelou que no dia seguinte a este encontro foi convidado para um segundo encontro com Roberto Ferreira Dias no ministério e apresentou a mesma proposta de US$ 3,50 por cada dose, o que decepcionou o ex-diretor e o negócio acabou inviabilizado. Outra revelação é de que ele apresentou a proposta ao ex-secretário-executivo do ministério, o coronel Élcio Franco, e o ex-diretor de Imunização e Doenças Transmissíveis, Laurício Cruz.

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

PEC do Voto Impresso pode ser votada por Comissão na próxima quinta

Para garantir o sigilo do voto, será proibido o uso de qualquer elemento de identificação do eleitor na cédula impressa.

30 de julho de 2021

Garantido no Senado até 2026, Plínio não quer se aventurar a vice em 2022

Senador acredita ser uma boa opção para uma terceira via na disputa pelo Governo do Amazonas, mas descarta formar chapa com o tucano Arthur Neto na Eleição majoritária.

30 de julho de 2021

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021