fbpx

domingo, 17 de janeiro de 2021

Deputado destaca crédito de R$ 20 mi e aposta em reajuste do Bolsa Floresta

Em duas indicações ao Governo do Estado e a Fundação Amazônia Sustentável (FAS), o líder progressista defendeu o reajuste de R$ 50 para R$ 150 em benefício de cada família.

11 de novembro de 2020

Compartilhe

O líder progressista defendeu o reajuste de R$ 50 para R$ 150 em benefício (Foto: Divulgação)

Em discurso na sessão desta terça-feira (10) da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), o deputado Belarmino Lins (PP) destacou Mensagem Governamental que solicita crédito adicional especial da ordem de R$ 20 milhões para impulsionar o Programa Bolsa Floresta dentro do Plano Plurianual (PPA).

O Projeto de Lei n. 491/2020, que pede a abertura do crédito, já se encontra tramitando na Aleam e deverá ir à votação nos próximos dias.

“Parabenizo o governador do Estado, Wilson Lima, pela iniciativa, pois o crédito de 20 milhões mantém acesa a chama do reiterado apelo que fizemos defendendo o reajuste do Bolsa Floresta em favor das famílias que prestam serviço ao programa ambiental”, disse Belarmino em discurso.

Em duas indicações ao Governo do Estado e a Fundação Amazônia Sustentável (FAS), o líder progressista defendeu o reajuste de R$ 50 para R$ 150 em benefício de cada família ribeirinha participante do Bolsa Floresta.

“Entendemos o reajuste como muito importante após 13 anos da criação do Bolsa Floresta, é mais do que humano elevar a compensação financeira a quem mantém a nossa floresta em pé e o meio ambiente bem preservado”, frisou o deputado.

Na mensagem, que encaminhou o projeto ao Parlamento Estadual, o governador Wilson Lima ressalta “a finalidade de instituir o pagamento por serviços e produtos ambientais às comunidades tradicionais, pelo uso sustentável dos recursos naturais, conservação, proteção ambiental e incentivo às políticas voluntárias de redução de desmatamento”.

Instituído em setembro de 2007, sob o Governo do hoje senador Eduardo Braga (MDB-AM), o Bolsa Floresta é direcionado ao desenvolvimento da cadeia produtiva dos serviços e produtos ambientais de base florestal sob a Lei 3.135 sobre Mudanças Climáticas, Conservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, e da Lei Complementar 53, sobre o Sistema Estadual de Unidades de Conservação (Seuc), ambas promulgadas em 5 de junho de 2007.

Fonte: Assessoria

Leia Mais:

Veja mais notícias

Governo do Amazonas anuncia prorrogação de decreto neste domingo

Em novo decreto a ser publicado, Governo irá prorrogar a restrição ao funcionamento do comércio não essencial em todo o estado até o fim de janeiro.

16 de janeiro de 2021

Anvisa decide neste domingo se aprova uso emergencial de vacinas

Dretoria da Anvisa irá analisar os processos das vacinas Coronavac, fabricado pelo Instituto Butantan com o laboratório Sinovac, e da Oxford/AstraZeneca, da Fiocruz.

16 de janeiro de 2021

A velha tática de contar uma mentira mil vezes até virar verdade

Repasse de R$ R$ 8.91 bilhões que Bolsonaro alega ter efetuado para o combate à Covid-19 no Amazonas não corresponde à verdade, mas é reproduzido nas redes sociais.

16 de janeiro de 2021

Bolsonaro mente ao dizer que repassou R$ 8,9 bi para Covid no AM

Dos R$ 8,9 bilhões divulgados nas redes sociais, apenas 10% foram recursos para o enfrentamento da Covid. Resumindo: apenas R$ 212,83 por habitante do Amazonas.

16 de janeiro de 2021

AM teve que remanejar quase R$ 400 milhões para a Saúde em 2020

Para se ter uma ideia, somente nos meses de março e abril, auge do primeiro pico da pandemia no estado, foram remanejados aproximadamente 200 milhões.

16 de janeiro de 2021

Twitter classifica como ‘enganosa’ publicação de Bolsonaro

Segundo a rede social, a publicação sobre tratamento precoce para Covid-19 contém “informações enganosas e potencialmente prejudiciais" relacionadas à doença.

16 de janeiro de 2021

Líder em infectados no interior, Coari compra usina de oxigênio

A usina terá capacidade para atender o hospital municipal com abastecimento direto e envasar cilindros para unidades de saúde, comunidades interioranas e cidades próximas.

16 de janeiro de 2021

TCE-AM prorroga home office e prazos até o fim de janeiro

A corte considerou a crise no sistema de saúde do Amazonas. A suspensão dos prazos processuais não inclui medidas acautelatórias e eventuais termos de ajustamento de gestão.

16 de janeiro de 2021