fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Contrariando profecia de Wilker, Alberto Neto descarta assumir Podemos

Ao deixar o Podemos, em julho deste ano, o deputado Wilker Barreto afirmou que o Capitão Alberto Neto estaria de malas prontas para assumir o comando da sigla.

30 de julho de 2021

Compartilhe

Wilker (à esquerda) e Alberto Neto (Fotos: Divulgação)

A profecia do deputado estadual Wilker Barreto (sem partido) sobre os rumos que o seu ex-partido político, o Podemos, poderia tomar nos próximos meses com o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos) supostamente assumindo o comando estadual da sigla pode ficar para 2022, ano de Eleição e de Copa do Mundo.

Alberto diz que tem apoio do Republicanos e que a legenda está de acordo com seus princípios e valores. “A sigla apoia meus projetos e tem me dado todo o suporte que preciso como parlamentar”, destaca o deputado federal.

Em meio às incertezas geradas por Wilker nos Bastidores da Política amazonense sobre o comando do Podemos, Alberto diz que, se houver interesse em mudar de partido, a ida só deve acontecer em 2022.

“A janela partidária só abrirá ano que vem”, reforça o capitão.

O Racha no Podemos

Amom, Wilker, Jacqueline e Dermilson durante live comunicando desfialiação do Podemos (Foto: Reprodução)

No dia 9 de julho deste ano, Wilker comunicou que estava deixando a sigla para seguir Amazonino Mendes. O discípulo do cacique político disse discordar dos últimos posicionamentos do partido em apoio ao Governo do Amazonas, que ficaram claros com a indicação de Abdala Fraxe para a presidência regional da sigla.

Dermilson Chagas, que era líder do Podemos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, também abandou a sigla juntamente com os vereadores Amom Mandel e Professora Jacqueline.

Na ocasião, Wilker disse que quem realmente assumiria o comando da legenda no Amazonas seria Alberto Neto.

Outra profecia de Wilker é a de que Amazonino estaria saindo do Podemos para voltar ao DEM, de Pauderney Avelino, porém a filiação do ex-governador não se concretizou até hoje.

Disputa pelo eleitorado bolsonarista nas Eleições para prefeito de Manaus

Amigos, Amigos, benefícios para Zona Franca à parte
Na disputa pela prefeitura de Manaus em 2020, Alberto dizia ter o apoio de Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Alberto Neto, o camisa 10 da última campanha rumo à Prefeitura de Manaus, disputava com Coronel Menezes (Patriota) a preferência do eleitorado bolsonarista e as bênçãos de Jair Bolsonaro (sem partido), mas acabou sendo menos votado nas urnas que o estreante Menezes.

Com o eleitorado bolsonarista dividido entre quatro candidatos, o capitão obteve apenas 7,82% dos votos válidos, ganhando apenas de Alfredo (PL), Romero Reis (sem partido), Chico Preto (sem partido), Marcelo Amil (PCdoB) e Gilberto Vasconcelos.

Republicanos X Podemos nas Eleições de 2020

Porém, antes mesmo de chegar a ser confirmado pelo Republicanos como candidato à Prefeitura de Manaus, Alberto Neto correu o risco de ser deixado no banco de reservas.

Isso porque nos bastidores da política houve a suposição de que o presidente do Republicanos Amazonas, o também deputado federal Silas Câmara, poderia recuar de lançar um candidato e apenas apoiar outro nome.

Alberto Neto durante campanha eleitoral na disputa pela Prefeitura de Manaus em 2020 (Foto: Divulgação)

No entanto, em meio à insistência de Alberto em largar a Câmara Federal e assumir a cadeira do principal cargo no executivo municipal, prevaleceu o sonho do capitão – que acabou não se concretizando.

Na última Eleição, no primeiro turno, Alberto acabou na sexta posição, atrás de Menezes, Ricardo Nicolau (PSD), Zé Ricardo (PT) e dos dois candidatos que passaram para o segundo turno, Amazonino Mendes (ex-Podemos) e David Almeida (Avante), esse último eleito prefeito de Manaus com 51,27% dos votos.

Naquele segundo turno, Alberto Neto não apoiou o candidato do Podemos e preferiu o Avante.

Estreia de Alberto Neto nas urnas

Alberto Neto durante sessão no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília (Foto: Divulgação)

Na primeira vez que disputou uma Eleição, Alberto Neto sonhou alto e acabou realizando o desejo. Garantiu uma vaga na Câmara Federal ao surfar na onda bolsonarista que estava em ascensão na época. Ele acabou em quinto lugar, com 6,08% dos votos. O deputado federal mais votado na época foi Zé Ricardo, com quase o dobro de votos de Alberto. O petista teve 11,19% dos votos.

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Silas Câmara busca líderes evangélicos para fortalecer Republicanos

Partido tem poucos nomes competitivos para alcançar o quociente eleitoral que garante a reeleição do deputado Silas Câmara, um dos líderes da bancada evangélica na Câmara.

26 de janeiro de 2022

Senador Randolfe Rodrigues é diagnosticado com Covid-19

Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foi vice-presidente da CPI da Pandemia, informou pelo Twitter que está sem sintomas. O parlamentar aproveitou e agradeceu vacina.

26 de janeiro de 2022

TCU quer descobrir quanto Moro recebeu de consultoria e divide campanha

Participação na Alvarez & Marsal como empregado gerou processo do TCU que cobra o salário recebido por Moro à época, após julgar e condenar empresas clientes da consultoria.

26 de janeiro de 2022

MPF recomenda cassar títulos ‘honoris causa’ para Médici e Costa e Silva

MPF quer que homenagens a ex-ditadores sejam revogadas em universidade como sugere a Comissão da Verdade em seu relatório final entregue em 2014.

26 de janeiro de 2022

Reviravoltas e confirmações fortalecem chapa do Avante para Câmara

Partido do prefeito David Almeida, Avante tem praticamente fechada a lista dos candidatos que disputarão uma vaga na Câmara Federal na acirrada eleição de outubro deste ano.

25 de janeiro de 2022

Wilson Lima entrega itens para agricultores e promete novo terminal pesqueiro

O governador entregou mais de 16 mil sementes, kits para seringueiros e serrarias portáteis. Durante a entrega Wilson Lima prometeu construir o novo terminal pesqueiro.

25 de janeiro de 2022

Amazonino Mendes anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

Ex-govenador e pré-candidato nas eleições deste ano, Amazonino Mendes informou que está com Covid-19 e já iniciou o período de isolamento social sob orientação médica.

25 de janeiro de 2022

Guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho morre nos Estados Unidos

Escritor e ex-astrólogo, Olavo de Carvalho foi classificado pelo presidente Jair Bolsonaro como "farol para milhões de brasileiros". A morte foi anunciada pela família.

25 de janeiro de 2022