fbpx

quarta, 20 de janeiro de 2021

Contra-ataque: Joana Darc vai oficializar denúncia contra Wilker Barreto

A parlamentar já havia dito que não ia admitir ser intimidada e, agora, vai formalizar denúncia sobre notícias falsas divulgadas no WhatsApp.

10 de dezembro de 2020

Compartilhe

No dia 3, Joana denunciou uma suposta compra de votos na Aleam (Foto: Divulgação)

A deputada estadual Joana Darc (PL) vai protocolar, na próxima segunda-feira (14), uma representação no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) contra o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos).

A deputada acrescentou que também vai formalizar a denúncia contra o parlamentar nos órgãos de controle do Estado e na Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (DECCOR).

Joana acusa o deputado de espalhar fake news sobre sua atividade parlamentar.

“Fake news no WhatsApp”

De acordo com Joana Darc, a denúncia tem como base um inquérito civil, protocolado pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), onde se constatou que, por meio de um número de telefone registrado no CPF de Wilker Barreto, são distribuídos “cards”, memes e notícias falsas em grupos de WhatsApp.

Ainda de acordo com informações da parlamentar, o conteúdo propagado denigre a imagem de cerca de 10 a 12 parlamentares da base governista do Estado.

Em algumas das imagens, por exemplo, aparecem vários deputados com malas de dinheiro, como se recebessem propina do Governo.

A deputada lembrou que como deputada tem o direito de denunciar sem apresentar provas, já que tem imunidade parlamentar.

Mas como esse direito não teria sido considerado após ter denúncia formalizada contra ela junto à Comissão de Ética da Aleam, ela também irá denunciar o deputado Wilker Barreto.

“É importante que a mesma medida seja tomada contra aquele que está judicializado em um inquérito policial”, ressaltou Joana.

Contra-ataque

A reação da deputada é uma resposta ao deputado Wilker Barreto que, esta semana, entrou com uma representação no Conselho de Ética da Aleam solicitando a suspensão do mandato de Joana por conta das declarações dadas pela parlamentar no último dia 3 de dezembro.

Na ocasião, Joana acusou o deputado estadual Roberto Cidade (PV) de ter oferecido R$ 200 mil para que os demais deputados da Casa o escolhessem para presidir a Assembleia Legislativa.

Roberto Cidade (PV) e Josué Neto (PRTB) venceram a eleição por 16 votos contra oito de Belarmino Lins (PP) e Alessandra Campelo (MDB). Presidentes e vices, respectivamente.

Reportagem: Izaías Godinho

Leia Mais:

Veja mais notícias

STJ pede informações sobre desabastecimento de oxigênio

Gestores públicos devem informar quando tiveram conhecimento do risco de desabastecimento de oxigênio, além do recebimento e uso de recursos federais no combate à pandemia.

20 de janeiro de 2021

PSOL pede ao STF que proíba medicamentos para “tratamento precoce”

A sigla também pediu que o governo federal pare de divulgar qualquer informação que propague, induza ou incentive o uso de medicamentos sem comprovação.

20 de janeiro de 2021

Distribuição de vacinas no interior atende à quantidade de indígenas

Uma verdadeira operação de "guerra" está sendo montada para a distribuição dos "kits" com vacinas e seringas. Um avião anfíbio seguiu hoje para quatro municípios do Estado.

20 de janeiro de 2021

Pesquisa avalia se Vacina BCG reduz impactos da Covid-19

A vacina é uma das mais utilizadas no mundo para prevenir formas graves da tuberculose na infância. Sendo assim, pode gerar resposta imune contra outras infecções.

20 de janeiro de 2021

Parintins recebe 3.831 doses da vacina abaixo do esperado

A estimativa inicial da Prefeitura de Parintins era receber 4.900 doses da vacina. Porém, o município recebeu apenas 1.069 doses, sendo 514 para vacinação de índios aldeados.

20 de janeiro de 2021

Governo contará com o reforço de mais cinco usinas de oxigênio

Cada usina tem capacidade para produzir 26 m³/hora. O reforço ajudará a suprir a escassez de O2, ocasionado pelo aumento no número de hospitalizações na rede pública.

19 de janeiro de 2021

Bolsonaro ignora caos na saúde e não prioriza vacinação em Manaus

Doses recebidas pelo AM devem ser aplicadas prioritariamente e obrigatoriamente nos indígenas aldeados. Apenas 36% dos profissionais de saúde devem ser imunizados em Manaus.

19 de janeiro de 2021

Em efeito dominó falta de oxigênio hospitalar atinge cidade no Pará

A cidade de Faro (PA), que faz fronteira com Nhamundá (AM), anunciou o colapso do sistema de saúde e registrou seis mortes devido a falta do insumo.

19 de janeiro de 2021