fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Casa de Omar Aziz em Brasília é ponto de referência da CPI hoje

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

28 de abril de 2021

Compartilhe

Uma reunião na tarde desta quarta-feira (28) na casa do senador Omar Aziz (PSD), em Brasília, começa a definir a metodologia da CPI da Covid no Senado. A ideia é afinar a proposta do Plano de Trabalho que será votado nesta quinta-feira (29), quando o colegiado volta a se reunir. O grupo reunido na casa do senador pelo Amazonas também vai avaliar e tentar resumir os 173 requerimentos, dos quais 43 são referentes ao combate à pandemia em Manaus e à crise de oxigênio enfrentada em janeiro. A reunião pretende dar celeridade e evitar a duplicidade de requerimentos.

___

REUNIÃO DECISIVA

A priori, a consolidação dos 173 requerimentos seria função do relator Renan Calheiros (MDB-AL), mas ele decidiu submetê-los à analise inicial dos demais senadores. Dentre os pedidos dos parlamentares, também estão a convocação do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) e dos secretários estadual e municipal de Saúde, Marcellus Campelo e Shádia Fraxe. Outras convocações também devem ser definidas na reunião na casa de Omar. A do ministro da Economia, Paulo Guedes, é uma delas.

___

SOLUÇÕES E NÃO PUNIÇÕES

Em entrevistas que tem concedido a veículos de comunicação de alcance nacional, o senador Eduardo Braga (MDB), membro da CPI da Covid no Senado, tem lembrado que a CPI tem a capacidade de resolver problemas ainda enfrentados no Brasil durante a pandemia. Em outras palavras, Braga sugere que, antes de pensar em buscar culpados e recomendar punições a serem aplicadas pelas autoridades competentes, a CPI deve encontrar soluções para as questões mais prementes pelas quais o País ainda está passando.

___

FREIA E ACELERA

Ao mesmo tempo em que a Prefeitura de Manaus anuncia a suspensão da aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 na capital, a juíza federal Jaiza Fraxe determinou que 3.425 doses de vacina contra a Covid sejam aplicadas imediatamente, já que o prazo de validade encerra na sexta-feira (30). A decisão da juíza tem por base uma vistoria feita em lotes de vacina recebidos pelo Governo do Estado. A interrupção na vacinação é determinação do Ministério da Saúde, segundo a prefeitura. Uma determinação freia e a outra pede aceleração da vacinação.

___

ATAQUE A ARTHUR                  

A gestão David Almeida (Avante) fez mais um ataque à administração de seu antecessor, Arthur Neto (PSDB), ao anunciar que tem atuado “com afinco” no restauro e melhoria do Serviço de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Município de Manaus (Manausmed). Segundo a prefeitura, a Manausmed havia sido sucateada pela gestão de Arthur Neto. Dentre os problemas que David Almeida alega ter encontrado estão a ausência de prestação de atendimentos essenciais e limitações financeiras.

___

RALHO NO GUEDES

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) se mostrou indignado com as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que “o chinês inventou o vírus” da Covid-19, mas tem uma vacina menos eficiente do que a desenvolvida por empresas americanas. Para Serafim, Guedes trabalha para estacionar vacinação no Brasil, ao proferir um novo ataque à China. O ministro deu as declarações sem saber que estava sendo gravado. “Isso é uma estupidez sem precedentes”, atacou Serafim, lembrando que a China é o nosso maior parceiro comercial e que 85% das vacinas aplicadas no Brasil são de origem chinesa.

___

CMM QUER PARTICIPAR

Presidente da 10ª Comissão de Turismo, Indústria, Comércio, Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda da Câmara Municipal de Manaus (COMTICDETRE/CMM), o vereador William Alemão (Cidadania) está solicitando a inclusão da CMM no Fórum Municipal Permanente de Articulação da Zona Franca de Manaus. O Fórum realizou sua primeira reunião nesta terça-feira (27), sem a presença do prefeito David Almeida, um dos principais idealizadores da entidade.

___

DIREITOS INDÍGENAS

A Frente Amazônica de Mobilização em Defesa dos Direitos Indígenas (FAMDDI) promove, nesta quinta e sexta-feira (29 e 30), o seminário “Violação dos Direitos e Genocídio no Amazonas”. Gratuito, o evento será transmitido, a partir das 8h, pelo canal da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua) no Youtube (http://bit.ly/CanalAduaYT). O seminário faz parte da programação do mês de luta e resistência dos povos indígenas, o Abril Indígena.

Leia mais sobre Política

PSDB-AM lamenta morte de Bruno Covas: ‘é exemplo a ser seguido’

Arthur Neto e Luiz Alberto Carijó falaram dos ideais de Covas e destacaram que ele é um exemplo a ser seguido pela militância partidária.

16 de maio de 2021

Omar destaca erro na condução da pandemia e desinteresse por vacinas

O senador Omar Aziz preside a CPI da Covid e fez estas afirmações durante entrevista à GloboNews; Aziz diz que todos sabem que houve 'erro' na condução da pandemia.

16 de maio de 2021

Inspirado na Netflix, grupo lança ‘Bolsoflix’; assista a um dos vídeos

Desde a última sexta (14), um site foi ao ar, reunindo uma série de vídeos do presidente Jair Bolsonaro e seus aliados do Governo Federal; confira o trailer.

16 de maio de 2021

Sem máscara, Bolsonaro pede aprovação do voto impresso e ataca Lula

O presidente Jair Bolsonaro compareceu hoje a atos pró-governo. Com queda na aprovação de seu governo, ele disse aos manifestates que mudanças não são imediatas.

15 de maio de 2021

Empate: população está dividida sobre impeachement de Bolsonaro

A pesquisa DataFolha divulgada hoje (15) indica um empate técnico entre as pessoas que aprovariam, ou não, um processo de impeachement ao presidente Jair Bolsonaro.

15 de maio de 2021

Bancada reage à permissão para Pazzuello ficar calado na CPI

Interrogado na próxima quarta-feira (19) o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, assegurou no Supremo Tribunal Federal uma liminar que garante o direito de ficar calado.

15 de maio de 2021

Fachin nega pedido da Polícia Federal e não vai investigar Dias Toffoli

Fachin determinou que é preciso aguardar o plenário da Corte se manifestar sobre o tema. O ministro enviou o processo para o plenário virtual do STF.

15 de maio de 2021

Saúde não teve mais recursos pois Governo não contava com segunda onda

Em ofício, o Ministério da Economia indicou que não destinou mais recursos para Saúde na LOA em 2021, pois o ministério não contava com o recrucidamento da pandemia.

15 de maio de 2021