fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Bolsonaro não muda discurso e culpa governadores por crise econômica

Ignorando a presença de Wilson Lima no palco de inauguração, o presidente atacou governadores que, como o do Amazonas, optaram por decretar medidas de enfrentamento à Covid.

18 de agosto de 2021

Compartilhe

Wilson e Bolsonaro participaram da entrega de 500 apartamentos de um residencial popular em Manaus (Foto: Palácio do Planalto)

Ao participar da inauguração da segunda etapa do Residencial Cidadão Manauara, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) manteve o discurso de ataque aos governadores que optaram por decretar medidas restritivas mais duras na pandemia, como o fechamento do comércio, com o intuito de barrar a proliferação do coronavírus. Para o presidente, a situação econômica dos brasileiros é culpa deles.

“Lá atrás, grande parte dos governadores disseram que deveríamos respeitar aquela máxima ‘fique em casa, que a economia a gente vê depois’ e, agora, a economia está batendo nas nossas portas”, cutucou o presidente, mesmo sabendo que no mesmo palanque estava o governador Wilson Lima (PSC) que, ainda na primeira onda da pandemia, decretou uma série de restrições para ajudar a frear os casos de Covid no Amazonas.

Com 570.598 mil mortos em decorrência da Covid-19 e ainda com mais de 20 mil casos confirmados da doença, o presidente disse que foi “praticamente alijado do combate à pandemia”, só podendo enviar dinheiro, mais uma vez contando a versão mentirosa de que o STF o impediu de agir.

E mais uma vez atacou os governadores, falando que foram “eles que jogaram cerca de 40 milhões de pessoas na miséria”.

“A grande queda na renda de vocês está relacionada ao fato de obrigarem vocês a ficarem em casa, ao decretarem toque de recolher, lockdown e confinamento. Essas pessoas jogaram na miséria em torno de 40 milhões de pessoas”, disse Bolsonaro aos populares que retribuíam o discurso ao coro de “mito, mito”.

O presidente não parou por aí… Itens que, hoje, são alvos de constantes reclamações pela população por causa do valor cobrado, a botija de gás e a gasolina também entraram no discurso de Bolsonaro. Ele garante que o valor não sai mais em conta para o consumidor por causa dos impostos estaduais.

“Para a botija, zeramos o imposto federal. Se [o valor] chega a R$ 130, a responsabilidade não é do Governo Federal. A gente lamenta que alguns estados tenham aumentado o ICMS em plena pandemia. Agora, vamos ver quem é o vilão nesta história. Não é o Governo Federal”, finalizou o presidente.

Talvez por Manaus ser uma cidade predominantemente ‘bolsonarista’, o presidente, no discurso de hoje, evitou falar sobre as Eleições de 2022, cuja realização ele já ameaçou por conta do sistema eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Texto: Rosianne Couto

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Silas Câmara busca líderes evangélicos para fortalecer Republicanos

Partido tem poucos nomes competitivos para alcançar o quociente eleitoral que garante a reeleição do deputado Silas Câmara, um dos líderes da bancada evangélica na Câmara.

26 de janeiro de 2022

Senador Randolfe Rodrigues é diagnosticado com Covid-19

Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foi vice-presidente da CPI da Pandemia, informou pelo Twitter que está sem sintomas. O parlamentar aproveitou e agradeceu vacina.

26 de janeiro de 2022

TCU quer descobrir quanto Moro recebeu de consultoria e divide campanha

Participação na Alvarez & Marsal como empregado gerou processo do TCU que cobra o salário recebido por Moro à época, após julgar e condenar empresas clientes da consultoria.

26 de janeiro de 2022

MPF recomenda cassar títulos ‘honoris causa’ para Médici e Costa e Silva

MPF quer que homenagens a ex-ditadores sejam revogadas em universidade como sugere a Comissão da Verdade em seu relatório final entregue em 2014.

26 de janeiro de 2022

Reviravoltas e confirmações fortalecem chapa do Avante para Câmara

Partido do prefeito David Almeida, Avante tem praticamente fechada a lista dos candidatos que disputarão uma vaga na Câmara Federal na acirrada eleição de outubro deste ano.

25 de janeiro de 2022

Wilson Lima entrega itens para agricultores e promete novo terminal pesqueiro

O governador entregou mais de 16 mil sementes, kits para seringueiros e serrarias portáteis. Durante a entrega Wilson Lima prometeu construir o novo terminal pesqueiro.

25 de janeiro de 2022

Amazonino Mendes anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

Ex-govenador e pré-candidato nas eleições deste ano, Amazonino Mendes informou que está com Covid-19 e já iniciou o período de isolamento social sob orientação médica.

25 de janeiro de 2022

Guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho morre nos Estados Unidos

Escritor e ex-astrólogo, Olavo de Carvalho foi classificado pelo presidente Jair Bolsonaro como "farol para milhões de brasileiros". A morte foi anunciada pela família.

25 de janeiro de 2022