fbpx

quinta, 19 de maio de 2022

Bolsonaristas apelam para reajuste de professores para cativar votos

Reajuste de 33,24% concedido pelo presidente Jair Bolsonaro ignorou técnico do Ministério do Educação e não considerou a pressão nas contas dos governadores e prefeitos.

28 de janeiro de 2022

Compartilhe

O custo para Estados e cidades com esse aumento será na casa de R$ 30 bilhões neste ano, de acordo com cálculos divulgados em nota pela Confederação Nacional de Municípios (Foto: Divulgação)

A menos de dez meses paras eleições de outubro, deputados bolsonaristas do Amazonas comemoram o reajuste de 33,24% no piso salarial dos professores anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

A medida é vista pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) como eleitoreira e deverá ter grande impacto nos cofres dos municípios brasileiros. A revisão no piso salarial do magistério vai elevar o valor mínimo dos vencimentos de R$ 2.886,24 para R$ 3.845,34.

O deputado Capitão Alberto Neto (Republicanos) ressaltou que esse é o maior aumento já concedido pelo Governo Federal desde o surgimento do piso salarial. Pegando carona no anúncio presidencial, Alberto Neto escreveu que “mais de 1,7 milhão de professores, dos Estados e Municípios, que lecionam para mais de 38 milhões de alunos nas escolas públicas serão beneficiados”.

O deputado estadual Delegado Péricles (PSL) afirmou que a falta de reconhecimento com a categoria teve a página virada com o maior aumento da história.

“Ainda caminharemos rumo à maior valorização e isso é demonstração efetiva de uma atenção nunca antes demonstrada e um ponto de virada pra quem tanto já fez e faz pelo Brasil”, postou o delegado em uma rede social.

O deputado federal Silas Câmara (Republicanos) também enfatizou o papel do presidente Bolsonaro no reajuste. Silas Câmara fez questão de registrar que os professores terão um aumento de R$ 1 mil.

Ao conceder o aumento, Bolsonaro contrariou o entendimento de alguns técnicos da área financeira do Ministério da Educação, e, sobretudo, de governadores e de prefeitos que terão suas finanças pressionadas.

O custo para Estados e cidades com esse aumento será na casa de R$ 30 bilhões neste ano, de acordo com cálculos divulgados em nota pela Confederação Nacional de Municípios.

Texto: Jefferson Ramos

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ataca o STF, e Moraes fala em luta contra antidemocráticos

Bolsonaro também afirmou que as Forças Armadas foram convidadas a participar do processo eleitoral e que suas observações "não vão ser jogadas no lixo".

19 de maio de 2022

Em pré-campanha, Arthur busca apoio de influenciadores digitais

O ex-prefeito reuniu com influenciadores digitais do Amazonas, que já o apoiaram durante sua gestão na Prefeitura. A ideia é ampliar sua rede de apoio nas redes sociais.

19 de maio de 2022

‘Não vou dar mole para essa empresa’, diz Sinésio sobre AM Energia

Ao comentar decisão que libera a AM Energia a instalar medidores, Sinésio afirma que os aparelhos são vergonhosos e que não vai deixar a empresa livre para cometer abusos.

19 de maio de 2022

João Pedro ‘bate o pé’ e lança seu nome ao Senado pelo PT-AM

O ex-senador afirmou que irá registrar candidatura ao Senado, contrariando Sinésio Campos, que afirmou que o PT não terá candidato ao posto para apoiar Omar Aziz.

19 de maio de 2022

General Franklimberg quer levar experiência militar para Aleam

Filiado ao União Brasil, o militar colocou seu nome à disposição da sigla para tentar uma vaga na Asembleia. Ele ajudou a atual gestão durante o período de transição.

19 de maio de 2022

Populares reagem a vídeo de Amazonino dizendo não ter dinheiro; confira

Depois de quatro mandatos como governador e três como prefeito, Amazonino Mendes disse, em vídeo, não ter dinheiro. O ex-governador quer voltar a chefiar o Estado.

19 de maio de 2022

Homeschooling: Átila, Bosco, Alberto Neto e Pablo dizem sim à educação domiciliar

A bancada do Amazonas na Câmara ficou dividida na votação do homeschooling. Os destaques do texto-base serão votados nesta quinta e depois segue para o Senado.

19 de maio de 2022

‘Gestor tem que ser jovem, andar e estar perto do povo’, diz Liliane Araújo

Liliane Araújo é a nova entrevistada da série do Real Time 1 com os pré-candidatos para a Câmara dos Deputados em Brasília onde faz a defesa de suas bandeiras.

19 de maio de 2022