fbpx

terça, 26 de janeiro de 2021

Alessandra Campêlo vai procurar a Justiça para denunciar ‘golpe’ na Aleam

Deputada prometeu judicializar a votação que escolheu o deputado Roberto Cidade (PV) para presidir a Casa Legislativa nos próximos dois anos por não ter seguido o regimento.

3 de dezembro de 2020

Compartilhe

Deputada foi à tribuna defender o regimento da Aleam (Foto: Izaías Godinho)

A eleição para a mesa-diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para o novo biênio 2021/2022 rendeu acusações fortes entre os deputados e pode terminar na justiça.

Isto porque a deputada Alessandra Campêlo (MDB) prometeu judicializar a votação que escolheu o deputado Roberto Cidade (PV) para presidir a Casa Legislativa nos próximos dois anos.

Segundo a parlamentar, os trâmites que antecederam o pleito foi feito de forma ilegal por não ter seguido o que diz o regimento interno da Aleam.

De acordo com Alessandra Campêlo, a votação deveria ser supensa porque a PEC não seguiu o rito dentro Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Segundo a parlamentar, os membros do colegiado sequer foram consultados para aprovação da matéria.

A parlamentar também disse que a antecipação da votação foi “arquitetada” pelo deputado Roberto Cidade para dar um “golpe de Estado” contra o governador Wilson Lima (PSC).

Alessandra acusa Cidade de ter se unido com parlamentares de oposição para assinar o documento e, em troca, ter seu nome na disputa, visto que na base governista o deputado teria sido preterido por outro parlamentar.

A deputada chegou a chamar Roberto Cidade de “traidor”, expondo que na última sexta-feira (30) o deputado estava na casa do governador “pedindo suas bênçãos” para presidir a Casa.

Entenda o caso

Nesta quinta-feira (3), foi aprovada a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 05/02 que antecipou votação para a escolha do nome que vai substituir o do deputado Josué Neto (PRTB). O pleito estava marcado para ser realizado no 17 de dezembro e foi adiantada para a tarde de hoje.

Na disputa, duas chapas foram apresentadas para concorrer à presidência: a 1, encabeçada por Cidade e a chapa 2, liderada pelo decano Belarmino Lins (PP).

Reportagem: Izaías Godinho

Leia Mais:

Veja mais notícias

Manifesto na internet quer viabilizar auxilio de R$ 500 no Amazonas

De acordo com os organizadores, as assinaturas são fundamentais para que esta proposta possa ser apresentada para a Câmara Municipal de Manaus e para a Assembleia Legislativa

25 de janeiro de 2021

Em Manaus, Pazuello pede reforço aos atendimentos na Atenção Básica

A recomendação foi feita ao prefeito David Almeida, durante reunião do Comitê de Crise – Controle de Operações Especiais (COE), na manhã desta segunda-feira (25).

25 de janeiro de 2021

Deputado quer investigação de preços abusivos na venda de oxigênio

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o aumento sem justa causa de preços constitui em prática abusiva. Tal ação é expressamente proibida, conforme art.39 do CDC.

25 de janeiro de 2021

Idosos do Doutor Thomas recebem 1ª dose da Coronavac nesta terça

Ao todo, entre idosos e profissionais de saúde que atuam na Fundação, 346 devem receber a primeira dose da Coronavac. Vacinação em drive-thru não tem data para iniciar.

25 de janeiro de 2021

TCE-AM dá 72h para Prefeitura justificar falhas na lista de vacinados

Os técnicos da Corte de Contas identificaram dezenas de nomes repetidos e centenas de CPF´s inexistente ou errados, além da falta de especificações de cargos e lotações.

25 de janeiro de 2021

Cartórios ganham na Justiça direito de permanecer abertos no AM

Decreto estadual limitou a abertura dos cartórios apenas para serviços de registro de nascimento e óbito. Juiz atendeu pedido da Anoreg e derrubou a restrição.

25 de janeiro de 2021

Por vacinação indevida, SES-AM exonera diretora do HPS da Criança da ZL

Apuração da pasta identificou que foi a servidora que incluiu, indevidamente, um servidor da Casa Civil na lista de trabalhadores de saúde que deveriam ser vacinados.

25 de janeiro de 2021

Wilson Lima manda demitir motorista que furou fila da Coronavac

O funcionário que tem cargo de assessor técnico consta na lista de vacinados. Governador disse que não compactuará com esse tipo de conduta e determinou que seja exonerado.

25 de janeiro de 2021