fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

Aleam também anuncia suspensão de atividades presenciais

Em efeito dominó órgãos e instituições anunciam suspensão de atividades presenciais para conter a pandemia no Amazonas. Desta vez foi a Assembleia Legislativa do Amazonas.

5 de janeiro de 2021

Compartilhe

Aleam também adere ao funcionamento remoto, durante o recesso parlamentar. (Foto: Divulgação)

Estão suspensas, até o dia 26 de janeiro, as atividades presenciais na sede da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), conforme decisão do Ato nº 001 da Mesa Diretora, assinado e publicado na manhã desta terça-feira (5).

Como medida de prevenção à infecção e à propagação da Covid-19 no Amazonas, a decisão visa resguardar a saúde dos servidores e da população.

Somente estão permitidos, em caráter emergencial, o funcionamento das Diretorias de Saúde e de Assistência social para que possam oferecer assistência aos deputados, servidores e terceirizados.

Gabinetes funcionam de forma reduzida

Os gabinetes dos parlamentarem poderão funcionar com número máximo de dois servidores, escolhidos por cada deputado e com comunicação à Casa Militar.

Além disso, o acesso às dependências da Casa por outros servidores só será permitido mediante autorização da Diretoria-Geral.

A decisão da Mesa considera o atual momento vivido pelo Amazonas, de acordo com o parecer técnico da situação epidemiológica da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), de 31 de dezembro de 2020, que dá conta de que o Estado experimenta um incremento das taxas de contaminação e mortes por Covid, levando ao iminente esgotamento da disponibilidade de leitos clínicos e de UTI dos hospitais públicos e privados.

Considera ainda que, até o momento, as únicas medidas comprovadamente eficazes para conter a propagação do vírus, são os protocolos sanitários, em especial o distanciamento social.

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Governo mantém sigilo de 100 anos e nega acesso a processo de Pazuello

Pazuello foi ministro da Saúde de setembro de 2020 a março de 2021 e encampou, em sua gestão, várias das posições negacionistas bancadas por Bolsonaro no combate à pandemia.

20 de janeiro de 2022

Eleição ficou mais difícil com novas regras, avaliam advogados

Novas regras, como a que instituiu a cláusula de barreira e a formação de federações, foram tema da segunda parte da série de entrevistas promovidas pela TV RealTime1.

20 de janeiro de 2022

Depois de críticas à aglomeração por testagem, prefeito suspende eventos

David Almeida suspendeu por 30 dias a concessão de permissão e licenças para eventos de qualquer natureza. A decisão não proibiu eventos esportivos que serão analisados.

20 de janeiro de 2022

TSE estuda bloquear Telegram no Brasil para evitar fake news nas eleições

Ao menos 11 países já bloquearam ou ainda bloqueiam a plataforma do Telegram, um deles é a Rússia, país de origem, onde o acesso ficou suspenso entre os anos de 2018 e 2020.

20 de janeiro de 2022

Lewandowski manda Ministério Público fiscalizar pais antivacina

No ofício, Lewandowski diz que os MP´s devem garantir que as medidas necessárias para fiscalizar a vacinação das crianças estão sendo adotadas conforme prevê o ECA.

20 de janeiro de 2022

Pandemia pode suspender concursos da Segurança; TCE-AM analisa pedido

A principal linha de questionamento da representação é que a realização do concurso no cenário de alta de casos de Covid-19 colocará em risco a saúde dos candidatos.

20 de janeiro de 2022

MP-AM quer exoneração de parentes do prefeito e vice de Canutama

A recomendação foi feita após denúncias de suposta prática de nepotismo na nomeação de familiares do prefeito José Torres (PSC) e do seu vice, Raimundo Cordeiro (MDB).

20 de janeiro de 2022

Alexandre Saraiva questiona decisão que liberou madeira apreendida pela PF

Ex-superintendente da PF no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, foi o pivô da queda do então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Saraiva foi transferido para o Rio.

20 de janeiro de 2022