fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Alcolumbre marca sabatina de André Mendonça para 1º de dezembro

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, senador Davi Alcolumbre evita marcar a sabatina há ao menos quatro meses. O senador quer apontar outro nome.

29 de novembro de 2021

Compartilhe

O ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União é candidato a assumir uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). (Foto: Divulgação)

Quatro meses após  receber a indicação do presidente Jair Bolsonaro, o senador Davi Acolumbre (DEM-AP), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), marcou para a próxima quarta-feira, 1º de dezembro,  a sabatina de André Mendonça. 

O ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União é candidato a assumir uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).  

Se passar pela sabatina na CCJ, Mendonça precisa ter seu nome aprovado pelo plenário do Senado. Com o aval dos senadores, ele poderá substituir o ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho deste ano.  

No início do governo, Bolsonaro havia anunciado que iria indicar alguém “terrivelmente evangélico” para a Suprema Corte. O presidente se referia a Mendonça, que é pastor presbiteriano e homem de sua confiança. 

Mendonça tem também o apoio da primeira-dama Michelle Bolsonaro para ser indicado ao STF. Líderes evangélicos passaram os últimos quatro meses pressionando Alcolumbre a marcar a sabatina na CCJ. 

A sabatina terá como relatora a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), que foi convidada por Alcolumbre. Ela disse que recebeu “com muita satisfação” a relatoria e que seu parecer “será centrado nos princípios constitucionais, tecnicamente, considerando aqui que é elementar, notável saber jurídico e reputação ilibada”. 

Eliziane é evangélica e teve atuação de destaque na CPI da Covid. Durante uma sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito, a parlamentar afirmou considerar “promíscua” a relação entre o governo Bolsonaro e a igreja. 

Da Redação, com informações do O GLOBO

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Wilson Lima se reúne com agricultores no Ramal do Brasileirinho

Governador conversou com cerca de 1 mil agricultores do ramal do Brasileirinho, na zona rural de Manaus, onde ouviu demandas do setor primário do Estado.

7 de agosto de 2022

Multidão invade ruas de Maués em apoio à comitiva do PSD e aliados

A comitiva percorreu ruas do município e foi seguida por uma multidão de apoiadores que prestigiaram o lançamento da candidatura de Sidney Leite à reeleição na Câmara.

7 de agosto de 2022

Bolsonaro paga R$ 89 milhões em campanhas que elogiam sua gestão

Três campanhas institucionais são as mais caras pagas pelo Governo Bolsonaro. 60% do valor gasto até o momento é com ênfase nas redes sociais.

7 de agosto de 2022

Campanha de Lula quer Petrobras fora de privatização e ações da Eletrobras

Proposta da campanha de Lula inclui ainda a fusão da Petrobras com a Eletrobras criando uma estatal da energia. Assessores veem erros nas privatizações de Bolsonaro.

7 de agosto de 2022

Ambev pode sair do Amazonas e causar desemprego, alerta senador

Omar Aziz alertou que decretos de redução do IPI de concentrados ameaçam empregos em Maués, pois a Ambev, que compra guaraná do município; pode sair do Amazonas.

7 de agosto de 2022

Michelle Bolsonaro diz em culto que Planalto já foi ‘consagrado a demônios’

Michelle Bolsonaro reforça aspecto evangélico da campanha de Bolsonaro e tenta diminuir rejeição do presidente junto ao eleitorado das mulheres.

7 de agosto de 2022

1º debate com candidatos ao Governo do AM acontece neste domingo

Band Amazonas mantém tradição com debate e com o formato, anunciando o fim do botão de tempo que era administrado pelos próprios candidatos.

7 de agosto de 2022

Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

A Constituição Federal estabelece o voto facultativo, ou seja, opcional, para os jovens de 16 e 17 anos de idade; pessoas com 70 anos ou mais e também para analfabetos.

7 de agosto de 2022