sábado, 13 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Multa para 43 mil amazonenses que não responderam ao censo do IBGE

A multa estipulada vai até 10 salários mínimos estipulada por Lei e mesmo após o pagamento, o cidadão é obrigado a responder a pesquisa do Censo Demográfico.
COMPARTILHE
Censo IBGE
Microdados do Censo de 2022 trazem um conjunto de informações curiosas sobre o nosso Estado (Foto: Divulgação)

No Amazonas, mais 43 mil pessoas recusaram a responder o Censo 2022, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apenas em Manaus, 27 mil amazonenses não atenderam aos profissionais que realizavam a pesquisa e a recusa pode acarretar no pagamento de multa de até dez salários mínimos.

No Brasil, é obrigatório responder aos questionário do órgão, de acordo com a Lei nº 5.534, de 14 de novembro de 1968. Mesmo após o pagamento do montante, o cidadão ainda é obrigado a participar da pesquisa.

Conforme o IBGE, muitos brasileiros têm se recusado a atender os pesquisadores por conta da violência nas metrópoles, o medo de ser assaltado ou vítima de golpe.

O órgão disponibilizou diversos meios para confirmar a autenticidade do cadastro dos profissionais que atuam em campo. O IBGE realiza ao menos três tentativas de contato com as pessoas selecionadas para responder à pesquisa, que dura cerca de três minutos.

Disque-Censo 137

Serviço inédito na operação censitária no país, o Disque-Censo foi disponibilizado desde o fim do ano passado. Nele, as pessoas que ainda não foram recenseadas têm a oportunidade de ligar e solicitar a visita de um recenseador. O amazonense por também ir até a sede do IBGE mais próxima para responder ao questionário.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Da Redação

Leia mais:

COMPARTILHE