segunda-feira, 15 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Imunidade coletiva em Manaus pode acontecer antes do previsto

Estudo realizado pela Fapesp reforça os dados da FVS e indica que hipótese de imunidade coletiva ao Coronavírus em Manaus pode acontecer antes do previsto.
COMPARTILHE
coronavírus
O estudo também apontou, no mesmo período, redução de 63,1% no interior do Estado e de 1,3% em Manaus.

Estudo da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) divulgado nesta quinta-feira, reforça que dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) demonstram que a hipótese da imunidade coletiva ao novo Coronavírus em Manaus pode estar mais próxima do que o previsto.

O grupo de pesquisadores da Fapes, foi um dos primeiros a destacar essa hipótese. As projeções foram feitas por um modelo matemático que leva em conta o fato de que os indivíduos de uma população têm diferentes graus de suscetibilidade e de exposição ao vírus.

Porém, foi ressaltado pelo grupo, que alcançar o limiar de imunidade coletiva não significa o fim imediato da epidemia. Como as cadeias de transmissão já estão instaladas na população.

Sendo assim, é esperado que o número de casos acumulados continue a crescer. Ainda que de forma mais lenta, podendo chegar ao dobro do que foi registrado no pico da curva epidêmica.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Mais definições

O estudo aponta que, somente a imunidade coletiva pode explicar por que os Estados do Norte, Nordeste e a capital fluminense, apresentam hoje uma taxa de contágio inferior a 1.

No entanto, segundo o estudo, a imunidade de rebanho não deve ser adotada como política pública. Pois, nenhum sistema de saúde é capaz de ofertar a quantidade de leitos de terapia intensiva necessária para enfrentar a primeira onda da doença.

COMPARTILHE