terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Hemoam intensifica captação de doadores de plaquetas por aférese

A campanha para captar novos doadores já alcançou 195 doações de plaquetas por aférese de janeiro a março deste ano, equivalente a 97% do total doado em 2022.
COMPARTILHE
Hemoam

A Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) está intensificando a captação de doadores de plaquetas por aférese, que é o método de separação dos componentes do sangue por centrifugação.

O reforço visa ampliar a produção de plaquetas destinadas a pacientes que necessitam desse tipo de componente nos hospitais do Amazonas.

A campanha para captar novos doadores já alcançou 195 doações de plaquetas por aférese de janeiro a março deste ano, equivalente a 97% do total doado em 2022, quando foram registradas 200 doações no ano todo, de acordo com dados do Departamento do Ciclo do Sangue do Hemoam. A meta é atingir 70 doações mensais.

“A demanda aumentou e quando a gente inaugurar o Hemoam Hospital a tendência é aumentar ainda mais, por isso é necessário ampliar as doações. Então, precisamos de uma sensibilização das pessoas para que entendam e se interessem em doar plaquetas, para que possamos atender aos pacientes com condições diferenciadas como os transplantados”, explicou a coordenadora do Departamento do Ciclo de Sangue, Maria José Coelho.

As plaquetas são responsáveis pela hemostasia, mantendo a coagulação sanguínea, por isso beneficiam muitos pacientes, especialmente aqueles em tratamento de câncer, os submetidos a transplante de medula óssea, vítimas de trauma, pacientes de cirurgias cardíacas, com hemorragias graves, entre outros.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Procedimento

Aférese é o método de separação dos componentes do sangue, onde o equipamento seleciona esses componentes, retira somente as plaquetas e devolve as demais células ao organismo.

O procedimento é bem parecido com uma doação convencional. Nessa doação, o doador é conectado através de um kit estéril e descartável a um equipamento específico de aférese, onde é realizada a centrifugação e separação das células.

As plaquetas ficam retidas na bolsa e os demais componentes do sangue retornam ao doador pelo mesmo acesso venoso. O procedimento é seguro e a doação dura em média uma hora e meia e, por isso, deve ser agendada.

Requisitos

Qualquer pessoa que faz a doação de sangue convencional pode fazer a doação de plaquetas por aférese. Para isto, basta comparecer ou ligar para o setor de Serviço Social do Hemoam e realizar o agendamento.

“Nós cadastramos o doador em um banco de doadores por aférese e o convocamos sempre que houver necessidade”, explica a coordenadora do Ciclo do Sangue, Maria José Coelho.

Os requisitos para se tornar um doador de plaquetas por aférese são bem parecidos com a doação de sangue convencional, sendo necessário ter doado sangue ao menos uma vez (a última doação não pode ultrapassar o prazo de seis meses).

É preciso ter de 18 a 60 anos de idade, pesar acima de 60 quilos e não ter feito uso de aspirina, AAS ou anti-inflamatórios nos três dias que antecedem a doação. Mulheres que já possuem filhos não podem ser doadoras.

Entre a doação de sangue convencional e de plaquetas por aférese, é recomendado um intervalo de 30 dias e o doador de plaquetas pode fazer até 12 doações ao ano. A reposição desse componente pelo organismo é rápida e ocorre em torno de 24 horas.

Mais informações e agendamento pelo telefone: (92) 3655-0166.

Leia mais:

COMPARTILHE