quinta-feira, 25 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Pesquisa analisa estado nutricional e imunológico de pacientes com câncer

O estudo recebe fomento do Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic).
COMPARTILHE
cancer

Em Manaus, pesquisa analisa o estado nutricional e imunológico de pacientes que irão realizar a remoção total ou parcial de estômago por câncer gástrico no Amazonas.

O estudo busca contribuir para recuperação pós-cirúrgica ajudando no controle e prevenção de possíveis doenças ocasionadas pela má alimentação.

O estudo recebe fomento do Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic). 

A pesquisa intitulada “Estado clínico-nutricional de pacientes que irão se submeter a gastrectomias por câncer gástrico”, realizada pela graduanda em Nutrição, Glória Alves Lima, faz parte do estudo que analisa os “efeitos do uso de parabióticos na microbiota intestinal, estado clínico-nutricional e imunológico de pacientes gastrectomizados por câncer gástrico: um ensaio clínico randomizado”, do nutricionista oncológico da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Ábner Souza Paz, onde as análises são realizadas, sob orientação dele, junto a pacientes da (FCecon). 

Ábner Paz destaca que o apoio da Fapeam é importante, pois influencia positivamente na vida dos alunos e fomenta o início de novos pesquisadores para a progressão da ciência. 

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

A pesquisa já analisou 17 pacientes, com idade a partir de 18 anos. Desse número, 48% apresentaram um estado nutricional de boa qualidade e 23% sobrepeso ou obesidade.

A informação pode ajudar a equipe multidisciplinar atuante a identificar os riscos que o paciente possa ter e diminuir as complicações da operação. 

Glória Lima explica que três de cinco pacientes mulheres avaliadas, observando-se a classificação da circunferência muscular do braço, apresentaram sobrepeso.

Enquanto oito de nove pacientes homens avaliados, a desnutrição teve sua distribuição ampla, atingindo 66,7% dos pacientes, mostrando que a cada seis pacientes, uma média de três destes está propenso a desenvolver desnutrição de acordo com a circunferência muscular do braço.  

 “Além disso, com os dados coletados até então, utilizando os valores de referência de ingestão diária recomendada, observou-se uma prevalência em dietas hipocalóricas e hipolipídicas, sendo elas capazes de acarretar uma série de distúrbios e declínio imunológico”, completa a estudante. 

A graduanda ressalta que a avaliação e orientação nutricional é de extrema importância para o paciente oncológico.

“É nesse momento que os pacientes tiram suas dúvidas nutricionais e são direcionados a um melhor caminho no cenário pré-cirúrgico. São concedidas informações específicas para cada patologia, incluindo alimentos benéficos ou maléficos para cada tipo de câncer”, acrescenta.  

Leia Mais:

COMPARTILHE